La Palma, CanáriasEspanha

O Mais Mediático dos Cataclismos por Acontecer


Um Apocalipse Televisionado
Uma instalação a condizer com a mediatização da montanha Cumbre Vieja junto ao cume do vulcão San António.
Flora vulcânica
Vegetação exuberante instalada de forma precária sobre um campo de lava do oeste de La Palma.
De Las Nieves entre Palmeiras
A iglésia de Las Nieves, uma das várias igrejas de La Palma, uma ilha fortemente católica.
O Vizinho San Juan
Caminhada Negra
Visitantes de La Palma caminham no trilho que contorna a cratera do vulcão San António
Litoral de lava
Costa rugosa de La Palma, recortada por pequenos cabos de lava solidificada
Flora vulcânica II
Flores garridas crescem no sopé de uma encosta coberta de lava do oeste de La Palma
Uma de muitas Crateras
Secção da cratera do vulcão San António, com casario de uma povoação das imediações em fundo.
“À Diaz su Pátria”
Crianças brincam em redor da estátua do sacerdote Manuel Díaz Hernández, um pároco com grande protagonismo no século XIX da vida eclesiástica das Canárias.
Caldeira do Taburiente
Um pinhal denso cobre a encosta da Caldeira do Taburiente, uma das formações vulcânicas supremas de La Palma.
Natureza viva
Vacas pastam sobre um prado viçoso a meio-caminho da caldeira do Taburiente
Conversa de Praça
Dois moradores entretêm-se a falar na base do cruzeiro que assinala primeira comemoração da conquista da ilha de San Miguel de La Palma.
Natureza Viva
Pormenor das folhas de pinheiro, abundantes em redor da caldeira de Taburiente
De Cratera a Pinhal
Pinheiros crescem a partir da cratera do San António, um dos vários dispostos ao longo do Cumbre Vieja.
De saída
Senhora retira um quadro do interior da igreja de Nª Señora de Las Nieves
Pasto sobre Lava
Vacas pastam num ervado viçoso com divisões feitas com muros de pedra vulcânica, em La Palma.
A BBC divulgou que o colapso de uma vertente vulcânica da ilha de La Palma podia gerar um mega-tsunami. Sempre que a actividade vulcânica da zona aumenta, os media aproveitam para apavorar o Mundo.

Andamos pelo centro de Santa Cruz de La Palma.

Termina uma missa a decorrer no interior da igreja de El Salvador e os crentes regressam à luz ténue do dia cinzento e a um saudável convívio secular.

Francis – o guia que temos durante alguns percursos pela ilha confirma-nos a religiosidade dos palmeros e também o seu amor pela boa-vida, de preferência ao ar livre: “Nós cá em La Palma somos provavelmente dos europeus mais latino-americanos que existem.

Temos o segundo melhor tabaco do mundo, a seguir ao de Cuba, claro. Também somos grandes adeptos de fumar “puros” e da salsa, da rumba e de outros ritmos caribenhos.

Em La Palma não existem discotecas. O que há é música de rua e, na maior parte das vezes, ao vivo.”

Viagem na História de Santa Cruz de La Palma, Canárias, Campanário da Igreja de San Salvador

A torre de pedra vulcânica da Igreja de San Salvador, num extremo da Plaza de España.

Para quem visita a mais ocidental das ilhas Canárias pela primeira vez, torna-se difícil de dizer quais dos dois aspectos ocupa mais a mente dos moradores.

Seja como for, os palmeros têm boas razões para se entregarem à fé de alma e coração.

O Vulcanismo Potencialmente Arrasador da ilha de La Palma

Segundo uma parte considerável da comunidade científica, vivem paredes meias com uma gigantesca bomba-relógio de que ninguém decifrou ainda o prazo de detonação.

O dia seguinte amanhece ainda mais plúmbeo mas a chuva acaba por não nos perturbar o trajecto até ao Parque Nacional La Caldera de Taburiente.

Cumbre Vieja, La Palma, erupção, Tsunami, Caldeira do Taburiente

Um pinhal denso cobre a encosta da Caldeira do Taburiente, uma das formações vulcânicas supremas de La Palma.

Atravessamos um túnel escavado na montanha que Francis nos afiança que os nativos tratam por del Tiempo: “É que é quando entramos do lado de lá e o tempo está mau, é quase garantido que, no oposto, vai estar bom.”

Subimos gradualmente a encosta até atingirmos uma secção coberta de pinheiros viçosos, a que a luz solar satura de um verde-amarelado excêntrico.

Dali, avistamos os contornos supremos da caldeira do grande vulcão de La Palma, percorridos por uma caravana de nuvens que os ventos predominantes conseguem forçar para dentro da cratera.

Tendo em conta a beleza extasiante e a paz natural que se vive, interrogamo-nos como terão reagido os palmeros ao inesperado alarmismo mediático e globalizado em volta da sua ilha-mãe.

O Grande Salto das Esperadas Erupções a um Tsunami Apocalíptico

Após o tsunami do sudoeste asiático de 25 de Dezembro de 2004, os media apressaram-se a encontrar possíveis sucessores.

A BBC, em particular, divulgou o documentário “Megatsunami, Onda da Destruição” assente na teoria a que chegaram Stephen N. Ward e Simon Day.

O duo desenvolveu uma simulação computorizada dos efeitos de um eventual desabamento da vertente oeste do vulcão Cumbre Vieja (1949 m) sobre o oceano Atlântico, despoletado por uma grande erupção.

A simulação estimava que a derrocada geraria enorme ondas.

Poderiam ter, na origem, 900 metros de altura.

Após três horas, atingiriam a Península Ibérica – a norte – com cerca de 5 metros mas, depois de mais de seis horas de travessia, ainda chegariam às ilhas das Caraíbas, várias delas tão ou mais vulcânicas.

São os casos de Montserrat, do vulcão Soufrière Hills. Da Martinica e o seu Pelée, de Guadalupe e de Saint Lucia – para mencionar uns poucos exemplos.

Atingiriam ainda os litorais opostos da América do Norte e do Sul, com entre 10 a 15 metros onde provocariam uma destruição avassaladora.

Desde 2005, os media aproveitaram ao máximo o potencial de angariação de audiência e transformaram este estudo científico numa mega-erupção de sensacionalismo.

Mais e mais canais, revistas e websites usaram a teoria da dupla para desenvolver documentários e artigos.

Quase sempre apostados na histeria fácil, com os norte-americanos na liderança deste carnaval, divulgadores de imagens hollywoodescas de ondas gigantes a engolirem a inevitável ilha de Manhattan.

O Vulcão Bomba-Relógio Cumbre Vieja e as suas Várias Crateras

O Cumbre Vieja manteve-se impávido e sereno. Em 19 de Setembro de 2021, voltou a entrar em erupção e a 10 de Outubro (data de revisão deste texto) assim se mantinha.

Cumbre Vieja, La Palma, vulcão, erupção

Da altitudes intermédias porque andávamos, ascendemos em direcção a Roque de Los Muchachos, a 2426 metros.

Ali, estamos sobre um dos pontos mais elevados das Canárias e de toda a Macaronésia que, por essa razão, acolheu um dos melhores observatórios espaciais do hemisfério norte, a par com o do monte Mauna Kea, vizinho do vulcão Kilauea que gera a maior parte dos rios de lava da Big Island.

Um manto de nuvens abaixo impede-nos de avistar os cenários de La Palma, Tenerife e o vulcão supremo El Teide.

Sem alternativas, avançamos para norte e aproximamo-nos da costa ocidental que percorremos em quase toda a extensão.

Por povoações pitorescas mas também através de campos de lava até nos aproximarmos à exacta área de La Palma que pode ceder a qualquer altura e que suscitou toda a comoção.

Cumbre Vieja, La Palma, erupção, Tsunami, Flora vulcânica

Vegetação exuberante instalada de forma precária sobre um campo de lava do oeste de La Palma.

Passamos o casario colorido de Los Canários e Fuencaliente.

Pouco depois, estamos a ascender a uma nova cratera, desta feita a do vulcão San António, uma das várias que surgem sobre a longa encosta do Cumbre Vieja.

O cone é negro, coberto de uma terra de lava sobreposta por velhas erupções.

A contrastar, brotam do fundo da sua cratera pequenos pinheiros destemidos.

Cumbre Vieja, La Palma, erupção, Tsunami, De Cratera a Pinhal

Pinheiros crescem a partir da cratera do San António, uma das várias dispostas ao longo do Cumbre Vieja.

Por si só, o cenário é digno de espanto mas a coisa não fica por aí.

Uma Instalação de Saudosismo Mobiliário junto ao Cume do San António

Caminhamos ao longo de um trilho estreito que dá a volta à cratera e damos com uma qualquer instalação de arte que alguém provisoriamente deixara exposta sobre o solo.

Um centro de sala da década de 50 – ou, vá lá que seja, 60 – destacava-se da negritude dominante.

Compunham-no um sofá, um abajour, um tapete, um velho rádio de madeira e, sobre este, uma TV do mesmo material e da mesma época.

Cumbre Vieja, La Palma, erupção, Tsunami,Um Apocalipse Televisionado

Uma instalação a condizer com a mediatização da montanha Cumbre Vieja junto ao cume do vulcão San António.

O mistério adensa-se, como a névoa que paira, à distância, sobre o mar, em caso de derrocada, o receptador da vasta encosta abaixo de nós e o culpado do Apocalipse atlântico que se seguiria.

No passado, outros deslizamentos de terras poderiam ter gerado uma enorme destruição não fosse a área em que se deram ser praticamente desabitada.

Em 9 de Julho de 1958, um dos frequentes sismos de grande intensidade do Alasca provocou o deslizamento de uma encosta da baía de Lituya.

Os 30 milhões de km3 de terra desprendidos criaram uma onda que atingiu os 500 metros de altura.

O Receado Colapso da Costa Sul de La Palma e o Polémico e Temido Cataclismo

Ora, a suceder-se, o desprendimento do Cumbre Vieja soltaria 500 milhões de km3.

A onda provocada iria dispersar-se por uma área incomparavelmente mais ampla que a da baía alasquense.

Cumbre Vieja, La Palma, erupção, Tsunami, Caminhada Negra

Visitantes de La Palma caminham no trilho que contorna a cratera do vulcão San António

Vemos, para sul, o Teneguia, outro sub-vulcão do Cumbre Vieja, chamemos-lhe assim –  o último não submarino de La Palma a entrar em erupção, em 1971, com uma das actividades vulcânicas mais ténues e curtas de que houve registo nas Canárias.

Nos últimos tempos, tem sido o vizinho vulcão El Hierro a assumir o protagonismo. Desde meio de 2011, sofreu quase 10.000 tremores de terra causados por actividade do magma na base da ilha.

Alguns têm-se aproximado dos 4.5 na escala de Richter, valores que já forçaram as autoridades a proibir a pesca em redor e até a desviar o trânsito de partes mais sensíveis de El Hierro.

Os media não perderam tempo.

Nos últimos meses, voltaram a alertar para o risco eminente de colapso do Cumbre Vieja e de tsunami, provocado por uma entrada em erupção por alastramento da actividade intensa de um – ou vários – dos vulcões de El Hierro, a apenas 128 km de distância.

Dali, do topo do San António, a única coisa que vimos precipitar-se no mar foi o sol quase escarlate que o Atlântico engoliu sem qualquer oscilação.

Cumbre Vieja, La Palma, erupção, Tsunami, Uma de muitas Crateras

Secção da cratera do vulcão San António, com casario de uma povoação das imediações em fundo.

Naquele momento, tínhamos mais com que nos preocupar que a mera destruição da civilização que conhecíamos. A noite caía e o frio começava a incomodarmos.

Por fim, na segunda quinzena de Setembro de 2021, o Cumbre Vieja entrou em erupção e, até à data, gerou um fluxo destruidor de lava que arrasou centenas de casas.

A Natureza é caprichosa. Esperamos para ver.

Tenerife, Canárias

O Vulcão que Assombra o Atlântico

Com 3718m, El Teide é o tecto das Canárias e de Espanha. Não só. Se medido a partir do fundo do oceano (7500 m), só duas montanhas são mais pronunciadas. Os nativos guanches consideravam-no a morada de Guayota, o seu diabo. Quem viaja a Tenerife, sabe que o velho Teide está em todo o lado.
Tenerife, Canárias

Pelo Leste da Ilha da Montanha Branca

A quase triangular Tenerife tem o centro dominado pelo majestoso vulcão Teide. Na sua extremidade oriental, há um outro domínio rugoso, mesmo assim, lugar da capital da ilha e de outras povoações incontornáveis, de bosques misteriosos e de incríveis litorais abruptos.
El Hierro, Canárias

A Orla Vulcânica das Canárias e do Velho Mundo

Até Colombo ter chegado às Américas, El Hierro era vista como o limiar do mundo conhecido e, durante algum tempo, o Meridiano que o delimitava. Meio milénio depois, a derradeira ilha ocidental das Canárias fervilha de um vulcanismo exuberante.
Chã das Caldeiras, Ilha do Fogo Cabo Verde

Um Clã "Francês" à Mercê do Fogo

Em 1870, um conde nascido em Grenoble a caminho de um exílio brasileiro, fez escala em Cabo Verde onde as beldades nativas o prenderam à ilha do Fogo. Dois dos seus filhos instalaram-se em plena cratera do vulcão e lá continuaram a criar descendência. Nem a destruição causada pelas recentes erupções demove os prolíficos Montrond do “condado” que fundaram na Chã das Caldeiras.    
PN Bromo Tengger Semeru, Indonésia

O Mar Vulcânico de Java

A gigantesca caldeira de Tengger eleva-se a 2000m no âmago de uma vastidão arenosa do leste de Java. Dela se projectam o monte supremo desta ilha indonésia, o Semeru, e vários outros vulcões. Da fertilidade e clemência deste cenário tão sublime quanto dantesco prospera uma das poucas comunidades hindus que resistiram ao predomínio muçulmano em redor.
Vulcões

Montanhas de Fogo

Rupturas mais ou menos proeminentes da crosta terrestre, os vulcões podem revelar-se tão exuberantes quanto caprichosos. Algumas das suas erupções são gentis, outras provam-se aniquiladoras.

Valência a Xàtiva, Espanha

Do outro Lado da Ibéria

Deixada de lado a modernidade de Valência, exploramos os cenários naturais e históricos que a "comunidad" partilha com o Mediterrâneo. Quanto mais viajamos mais nos seduz a sua vida garrida.

Matarraña a Alcanar, Espanha

Uma Espanha Medieval

De viagem por terras de Aragão e Valência, damos com torres e ameias destacadas de casarios que preenchem as encostas. Km após km, estas visões vão-se provando tão anacrónicas como fascinantes.

São Nicolau, Cabo Verde

Fotografia dess Nha Terra São Nicolau

A voz da saudosa Cesária Verde cristalizou o sentimento dos cabo-verdianos que se viram forçados a deixar a sua ilha. Quem visita São Nicolau ou, vá lá que seja, admira imagens que a bem ilustrem, percebe porque os seus lhe chamam, para sempre e com orgulho, nha terra.
Big Island, Havai

Grande Ilha do Havai: À Procura de Rios de Lava

São cinco os vulcões que fazem da ilha grande Havai aumentar de dia para dia. O Kilauea, o mais activo à face da Terra, liberta lava em permanência. Apesar disso, vivemos uma espécie de epopeia para a vislumbrar.
Tanna, Vanuatu

Daqui se Fez Vanuatu ao Ocidente

O programa de TV “Meet the Natives” levou representantes tribais de Tanna a conhecer a Grã-Bretanha e os E.U.A. De visita à sua ilha, percebemos porque nada os entusiasmou mais que o regresso a casa.
Vulcão Ijen, Indonésia

Os Escravos do Enxofre do Vulcão Ijen

Centenas de javaneses entregam-se ao vulcão Ijen onde são consumidos por gases venenosos e cargas que lhes deformam os ombros. Cada turno rende-lhes menos de 30€ mas todos agradecem o martírio.
Reserva Masai Mara, Viagem Terra Masai, Quénia, Convívio masai
Safari
Masai Mara, Quénia

Reserva Masai Mara: De Viagem pela Terra Masai

A savana de Mara tornou-se famosa pelo confronto entre os milhões de herbívoros e os seus predadores. Mas, numa comunhão temerária com a vida selvagem, são os humanos Masai que ali mais se destacam.
Braga ou Braka ou Brakra, no Nepal
Annapurna (circuito)
Circuito Annapurna: 6º – Braga, Nepal

Num Nepal Mais Velho que o Mosteiro de Braga

Quatro dias de caminhada depois, dormimos aos 3.519 metros de Braga (Braka). À chegada, apenas o nome nos é familiar. Confrontados com o encanto místico da povoação, disposta em redor de um dos mosteiros budistas mais antigos e reverenciados do circuito Annapurna, lá prolongamos a aclimatização com subida ao Ice Lake (4620m).
Estátua Mãe-Arménia, Erevan, Arménia
Arquitectura & Design
Erevan, Arménia

Uma Capital entre o Leste e o Ocidente

Herdeira da civilização soviética, alinhada com a grande Rússia, a Arménia deixa-se seduzir pelos modos mais democráticos e sofisticados da Europa Ocidental. Nos últimos tempos, os dois mundos têm colidido nas ruas da sua capital. Da disputa popular e política, Erevan ditará o novo rumo da nação.
Aventura
Viagens de Barco

Para Quem Só Enjoa de Navegar na Net

Embarque e deixe-se levar em viagens de barco imperdíveis como o arquipélago filipino de Bacuit e o mar gelado do Golfo finlandês de Bótnia.
Cerimónias e Festividades
Militares

Defensores das Suas Pátrias

Mesmo em tempos de paz, detectamos militares por todo o lado. A postos, nas cidades, cumprem missões rotineiras que requerem rigor e paciência.
Victoria, capital, ilhas Seychelles, Mahé, Vida da Capital
Cidades
Victoria, Mahé, Seychelles

De “Estabelecimento” Francófono à Capital Crioula das Seychelles

Os franceses povoaram o seu “L’Établissement” com colonos europeus, africanos e indianos. Dois séculos depois, os rivais britânicos tomaram-lhes o arquipélago e rebaptizaram a cidade em honra da sua rainha Victoria. Quando a visitamos, a capital das Seychelles mantém-se tão multiétnica como diminuta.
Moradora obesa de Tupola Tapaau, uma pequena ilha de Samoa Ocidental.
Comida
Tonga, Samoa Ocidental, Polinésia

Pacífico XXL

Durante séculos, os nativos das ilhas polinésias subsistiram da terra e do mar. Até que a intrusão das potências coloniais e a posterior introdução de peças de carne gordas, da fast-food e das bebidas açucaradas geraram uma praga de diabetes e de obesidade. Hoje, enquanto boa parte do PIB nacional de Tonga, de Samoa Ocidental e vizinhas é desperdiçado nesses “venenos ocidentais”, os pescadores mal conseguem vender o seu peixe.
Visitantes da casa de Ernest Hemingway, Key West, Florida, Estados Unidos
Cultura
Key West, Estados Unidos

O Recreio Caribenho de Hemingway

Efusivo como sempre, Ernest Hemingway qualificou Key West como “o melhor lugar em que tinha estado...”. Nos fundos tropicais dos E.U.A. contíguos, encontrou evasão e diversão tresloucada e alcoolizada. E a inspiração para escrever com intensidade a condizer.
arbitro de combate, luta de galos, filipinas
Desporto
Filipinas

Quando só as Lutas de Galos Despertam as Filipinas

Banidas em grande parte do Primeiro Mundo, as lutas de galos prosperam nas Filipinas onde movem milhões de pessoas e de Pesos. Apesar dos seus eternos problemas é o sabong que mais estimula a nação.
Bandeiras de oração em Ghyaru, Nepal
Em Viagem
Circuito Annapurna: 4º – Upper Pisang a Ngawal, Nepal

Do Pesadelo ao Deslumbre

Sem que estivéssemos avisados, confrontamo-nos com uma subida que nos leva ao desespero. Puxamos ao máximo pelas forças e alcançamos Ghyaru onde nos sentimos mais próximos que nunca dos Annapurnas. O resto do caminho para Ngawal soube como uma espécie de extensão da recompensa.
Moa numa praia de Rapa Nui/Ilha da Páscoa
Étnico
Ilha da Páscoa, Chile

A Descolagem e a Queda do Culto do Homem-Pássaro

Até ao século XVI, os nativos da Ilha da Páscoa esculpiram e idolatraram enormes deuses de pedra. De um momento para o outro, começaram a derrubar os seus moais. Sucedeu-se a veneração de tangatu manu, um líder meio humano meio sagrado, decretado após uma competição dramática pela conquista de um ovo.
Ocaso, Avenida dos Baobás, Madagascar
Portfólio Fotográfico Got2Globe

Dias Como Tantos Outros

Selfie, Muralha da china, Badaling, China
História
Badaling, China

A Invasão Chinesa da Muralha da China

Com a chegada dos dias quentes, hordas de visitantes Han apoderam-se da Muralha da China, a maior estrutura criada pelo homem. Recuam à era das dinastias imperiais e celebram o protagonismo recém-conquistado pela nação.
Fontainhas, Santo Antão, Cabo Verde, casario equilibrista
Ilhas
Ponta do Sol a Fontainhas, Santo Antão, Cabo Verde

Uma Viagem Vertiginosa a Partir da Ponta do Sol

Atingimos o limiar norte de Santo Antão e de Cabo Verde. Em nova tarde de luz radiosa, acompanhamos a azáfama atlântica dos pescadores e o dia-a-dia menos litoral da vila. Com o ocaso iminente, inauguramos uma demanda sombria e intimidante do povoado das Fontainhas.
Geotermia, Calor da Islândia, Terra do Gelo, Geotérmico, Lagoa Azul
Inverno Branco
Islândia

O Aconchego Geotérmico da Ilha do Gelo

A maior parte dos visitantes valoriza os cenários vulcânicos da Islândia pela sua beleza. Os islandeses também deles retiram calor e energia cruciais para a vida que levam às portas do Árctico.
Lago Manyara, parque nacional, Ernest Hemingway, girafas
Literatura
PN Lago Manyara, Tanzânia

África Favorita de Hemingway

Situado no limiar ocidental do vale do Rift, o parque nacional lago Manyara é um dos mais diminutos mas encantadores e ricos em vida selvagem da Tanzânia. Em 1933, entre caça e discussões literárias, Ernest Hemingway dedicou-lhe um mês da sua vida atribulada. Narrou esses dias aventureiros de safari em “As Verdes Colinas de África”.
Caiaquer no lago Sinclair, Cradle Mountain - Lake Sinclair National Park, Tasmania, Austrália
Natureza
À Descoberta de Tassie, Parte 4 -  Devonport a Strahan, Austrália

Pelo Oeste Selvagem da Tasmânia

Se a quase antípoda Tazzie já é um mundo australiano à parte, o que dizer então da sua inóspita região ocidental. Entre Devonport e Strahan, florestas densas, rios esquivos e um litoral rude batido por um oceano Índico quase Antárctico geram enigma e respeito.
Sheki, Outono no Cáucaso, Azerbaijão, Lares de Outono
Outono
Sheki, Azerbaijão

Outono no Cáucaso

Perdida entre as montanhas nevadas que separam a Europa da Ásia, Sheki é uma das povoações mais emblemáticas do Azerbaijão. A sua história em grande parte sedosa inclui períodos de grande aspereza. Quando a visitámos, tons pastéis de Outono davam mais cor a uma peculiar vida pós-soviética e muçulmana.
Recompensa Kukenam
Parques Naturais
Monte Roraima, Venezuela

Viagem No Tempo ao Mundo Perdido do Monte Roraima

Perduram no cimo do Mte. Roraima cenários extraterrestres que resistiram a milhões de anos de erosão. Conan Doyle criou, em "O Mundo Perdido", uma ficção inspirada no lugar mas nunca o chegou a pisar.
Composição sobre Nine Arches Bridge, Ella, Sri Lanka
Património Mundial UNESCO
PN Yala-Ella-Kandy, Sri Lanka

Jornada Pelo Âmago de Chá do Sri Lanka

Deixamos a orla marinha do PN Yala rumo a Ella. A caminho de Nanu Oya, serpenteamos sobre carris pela selva, entre plantações do famoso Ceilão. Três horas depois, uma vez mais de carro, damos entrada em Kandy, a capital budista que os portugueses nunca conseguiram dominar.
Ooty, Tamil Nadu, cenário de Bollywood, Olhar de galã
Personagens
Ooty, Índia

No Cenário Quase Ideal de Bollywood

O conflito com o Paquistão e a ameaça do terrorismo tornaram as filmagens em Caxemira e Uttar Pradesh um drama. Em Ooty, constatamos como esta antiga estação colonial britânica assumia o protagonismo.
Santa Marta, Tayrona, Simón Bolivar, Ecohabs do Parque Nacional Tayrona
Praias
Santa Marta e PN Tayrona, Colômbia

O Paraíso de que Partiu Simón Bolívar

Às portas do PN Tayrona, Santa Marta é a cidade hispânica habitada em contínuo mais antiga da Colômbia.  Nela, Simón Bolívar, começou a tornar-se a única figura do continente quase tão reverenciada como Jesus Cristo e a Virgem Maria.
Santo Sepulcro, Jerusalém, igrejas cristãs, sacerdote com insensário
Religião
Basílica Santo Sepúlcro, Jerusalém, Israel

O Templo Supremo das Velhas Igrejas Cristãs

Foi mandada construir pelo imperador Constantino, no lugar da Crucificação e Ressurreição de Jesus e de um antigo templo de Vénus. Na génese, uma obra Bizantina, a Basílica do Santo Sepúlcro é, hoje, partilhada e disputada por várias denominações cristãs como o grande edifício unificador do Cristianismo.
Composição Flam Railway abaixo de uma queda d'água, Noruega
Sobre Carris
Nesbyen a Flam, Noruega

Flam Railway: Noruega Sublime da Primeira à Última Estação

Por estrada e a bordo do Flam Railway, num dos itinerários ferroviários mais íngremes do mundo, chegamos a Flam e à entrada do Sognefjord, o maior, mais profundo e reverenciado dos fiordes da Escandinávia. Do ponto de partida à derradeira estação, confirma-se monumental esta Noruega que desvendamos.
Substituição de lâmpadas, Hidroelétrica de Itaipu watt, Brasil, Paraguai
Sociedade
Hidroeléctrica Binacional de Itaipu, Brasil

HidroElétrica Binacional do Itaipu: a Febre do Watt

Em 1974, milhares de brasileiros e paraguaios confluíram para a zona de construção da então maior barragem do Mundo. 30 anos após a conclusão, Itaipu gera 90% da energia paraguaia e 20% da do Brasil.
Amaragem, Vida à Moda Alasca, Talkeetna
Vida Quotidiana
Talkeetna, Alasca

A Vida à Moda do Alasca de Talkeetna

Em tempos um mero entreposto mineiro, Talkeetna rejuvenesceu, em 1950, para servir os alpinistas do Monte McKinley. A povoação é, de longe, a mais alternativa e cativante entre Anchorage e Fairbanks.
Macaco-uivador, PN Tortuguero, Costa Rica
Vida Selvagem
PN Tortuguero, Costa Rica

Tortuguero: da Selva Inundada ao Mar das Caraíbas

Após dois dias de impasse devido a chuva torrencial, saímos à descoberta do Parque Nacional Tortuguero. Canal após canal, deslumbramo-nos com a riqueza natural e exuberância deste ecossistema flúviomarinho da Costa Rica.
The Sounds, Fiordland National Park, Nova Zelândia
Voos Panorâmicos
Fiordland, Nova Zelândia

Os Fiordes dos Antipodas

Um capricho geológico fez da região de Fiordland a mais crua e imponente da Nova Zelândia. Ano após anos, muitos milhares de visitantes veneram o sub-domínio retalhado entre Te Anau e Milford Sound.
PT EN ES FR DE IT