Las Vegas, E.U.A.

Capital Mundial dos Casamentos vs Cidade do Pecado


Acolhedora Vegas

Casal fotografa-se em frente à famosa placa de boas-vindas de Las Vegas.

Capela de pedra

Mais uma de tantas capelas matrimoniais da Cidade do Pecado.

Menu Matrimonial

Menu de casamentos da "Tunnel of Love", mais uma capela matrimonial da cidade.

Limos

Limusinas alinhadas no parque de estacionamento de uma capela casamenteira.

Cupido’s

Capela temática promove a realização de matrimónios rápidos.

Em Estilo de King

Um imitador de Elvis Presley junto à placa de Welcome to Fabulous Las Vegas.

Casamentos de berma

Placa de beira de estrada anuncia a realização de casamentos.

Matrimónio de sonho

Casal celebra matrimónio no glamoroso hotel Bellagio.

Jon Bon Jovi

Capela Graceland promove o facto de Jon Bon Jovi nela se ter casado.

Limo em Vegas

Limusina percorre a famosa Strip.

Veneza nas Américas

Gondolas ancoradas no lago artificial do hotel-casino The Venezian, um dos que faz mais sucesso entre os casais de visita a Las Vegas.

A ganância do jogo, a luxúria da prostituição e a ostentação generalizada fazem parte de Las Vegas. Como as capelas que não têm olhos nem ouvidos e promovem matrimónios excêntricos, rápidos e baratos.

Nem sempre a fama faz jus à realidade. O letreiro no guiché promete casório instantâneo por pouco mais de 50 dólares. Intrigados pela suposta popularidade e facilidade do fenómeno, avançamos para o interior daquele drive-thru matrimonial e perguntamos o que nos ocorre perguntar, a começar por se fica mesmo tudo ali resolvido. O preço confirma-se para a mais sóbria das cerimónias mas já o mesmo não se pode dizer da simplicidade do processo.

Dizem-nos que primeiro é necessário um certificado passado pelo Marriage License Bureau de Clark, o condado do estado do Nevada em que se situa Las Vegas. Quando investigamos o tal gabinete, descobrimos como é fácil qualquer entusiasmo romântico ser desfeito pela fria burocracia.

O edifício do governo revela-se pré-fabricado, demasiado vulgar para poder ser definido em termos arquitectónicos. Há um batalhão de vagabundos nas redondezas e a fila que nos separa do atendimento aproxima-se da meia centena de metros, gradualmente aumentada por mexicanos e imigrantes com diferentes origens com pressa de se casarem para consumarem a sua legalização ou conquistar outros privilégios norte-americanos.

Faz calor e há muito por explorar em Las Vegas e no restante Nevada. Recusamo-nos a acreditar que as vedetas que ali dão o nó se submetam a tal castigo e decidimos que, naquelas condições, connosco também não contam. A fazer fé nos números, vamos ser uma excepção.

Todos os anos são emitidas para cima de dois milhões de licenças de casamento nos Estados Unidos. Mais de 110 mil – 5% são processadas por Clark e destinam-se a Las Vegas. Nos últimos tempos, os números até desceram mas não se pode dizer que por escassez de oferta, muito menos por falta de imaginação dos incontáveis promotores.

Praticamente todos os hotéis e muitos dos restaurantes da cidade têm pequenos espaços que emulam capelas em que acolhem a cerimónia. Mas os casamentos podem ainda ter lugar nos campos de golfe locais, nas capelas mais ou menos convencionais do Wedding District, caso da Chapel of the Flowers e, em capelas gazebo, para motards, simplesmente drive thru ou as realmente versáteis que oferecem uma panóplia de possibilidades temáticas.

Quer casar-se na Ilha do Tesouro rodeado de piratas? Escolher a sua fábula preferida e tornar-se parte dela? Optar por trajes góticos em vez do clássico vestido branco? Quem sabe, casar rumo a galáxias distantes da nave Star Trek USS Enterprise? A bordo de um helicóptero, balão e/ou com transmissão online? Tudo é possível. E só custa alguns dólares mais que os 50 base e o telefonema para marcação da data pretendida.

Elvis tornou-se ainda mais idolatrado graças às suas actuações regulares em Las Vegas. “Love Me Tender” era um dos temas que mais entoava e depois de Priscilla Anne Wagner ter cedido ao apelo, a união do casal também se realizou na Cidade do Pecado.

Hoje, passados 34 anos sobre a sua morte, The King continua a enriquecer o imaginário de Las Vegas e é visto, às vezes em simultâneo, em diferentes pontos da longa Strip ou nas capelas que oferecem casamentos ao seu estilo como a Wee Kirk o’the Heather ou a bem mais luxuosa do hotel Hilton.

Num de tantos dias por Vegas, resolvemos verificar o início oficial da Strip e paramos junto à popular placa de “Welcome to Las Vegas”. Acabamos por dar com um imitador profissional de Elvis que cobra um mínimo de 10 dólares para se deixar fotografar junto ao seu Cadillac cor-de-rosa e com um casal recém-casado que fez questão que a sua sessão fotográfica por ali passasse. Nessa altura, foram os últimos de tantos outros a ceder à tentação menos pecaminosa de Las Vegas, parte de uma lista que conta com vários milhões de esponsais e com inúmeras personalidades do showbizz e do desporto.

Além de Elvis e Priscilla, casaram em Vegas Frank Sinatra e Mia Farrow, Angelina Jolie e Billy Bob Thornton, Cindy Crawford e Richard Gere, Carmen Electra e o exuberante Dennis Rodman. Também Axl Rose dos Guns’n’Roses e outro ídolo do básquete Michael Jordan – com as respectivas esposas, não um com o outro – e, para abreviar, André Agassi e Steffi Graff que, caso o desejassem, podiam ter tido a sua cerimónia num campos de ténis. Todos eles se uniram em Vegas com mais ou menos aparato e mediatismo, apesar da famosa máxima “What Happens in Vegas, Stays in Vegas”.

Algumas estrelas tornaram-se fãs incorrigíveis da experiência e repetiram-na sem mostrar qualquer tédio. O actor Mickey Rooney, por exemplo, casou-se pela primeira vez, em Las Vegas, com Ava Gardner, em 1942 e voltou seis vezes à cidade para desposar outras mulheres. A sua persistência inspirou a Wikipedia a criar uma complexa tabela que distribui os descendentes por cada união.

Mas a cidade do pecado é tão especialista em patrocinar uniões como em desfazê-las. Ao longo da Strip, um exército de mexicanos com visuais indigentes batem pequenas cartas umas nas outras com as duas mãos e anunciam a alta voz: “Girls, girls, girls! Cheap girls!”.

O gesto, repetido vezes sem conta, produz um tek-tek característico identificável à distância. E ao seu ritmo, o chão em redor fica repleto dessas cartas, rejeitadas pelos transeuntes já cansados da oferta ou, logo à partida, sem qualquer interesse. Reparamos que as raparigas e os seus serviços são oferecidos não só a homens de todas as idades como a casais, a mulheres e até a crianças. Os poucos dólares ganhos pelos mexicanos pela sua distribuição não parecem pagar o bom senso ou o pudor, muito menos a selectividade. Justificam apenas a missão prioritária de se desfazerem das pequenas peças o mais depressa possível.

Como nas velhas povoações da febre do ouro norte-americano, também aqui o dinheiro abunda e a prostituição floresce. E quando não se trata do adultério ou de sexo pago, o vício do jogo e a ruína a que leva justifica, só por si, o colapso abrupto de milhares de relações e famílias.

A Las Vegas tanto faz desde que o lucro não pare de aumentar. Se os casamentos se consumam em três tempos e por valores simbólicos, os divórcios da cidade não ficam muito atrás. Um a três dias são suficientes para o juiz definir a partilha das crianças, dos bens e das dívidas. “The Show Must Go On” e, em Las Vegas, há sempre uma segunda oportunidade.

Key West, E.U.A.

O Faroeste Tropical dos E.U.A.

Chegamos ao fim da Overseas Highway e ao derradeiro reduto das propagadas Florida Keys. Os Estados Unidos continentais entregam-se, aqui, a uma deslumbrante vastidão marinha esmeralda-turquesa. E a um devaneio meridional alentado por uma espécie de feitiço caribenho.

Las Vegas, E.U.A.

Onde o Pecado tem Sempre Perdão

Projectada do Deserto Mojave como uma miragem de néon, a capital norte-americana do jogo e do espectáculo é vivida como uma aposta no escuro. Exuberante e viciante, Vegas nem aprende nem se arrepende.

Vale da Morte, E.U.A.

O Ressuscitar do Lugar Mais Quente

Desde 1921 que Al Aziziyah, na Líbia, era considerado o lugar mais quente do Planeta. Mas a polémica em redor dos 58º ali medidos fez com que, 99 anos depois, o título fosse devolvido ao Vale da Morte.

Old Jaffa, Israel

Onde Assenta a Cidade que Nunca Pára

Telavive é famosa pela noite mais intensa do Médio Oriente. Mas, se os seus jovens se divertem até à exaustão nas discotecas à beira Mediterrâneo, é cada vez mais na vizinha Old Jaffa que dão o nó.

Las Vegas, E.U.A.

O Berço da Cidade do Pecado

Nem sempre a famosa Strip concentrou a atenção de Las Vegas. Muitos dos seus hotéis e casinos replicaram o glamour de néon da rua que antes mais se destacava, a Freemont Street.

Tóquio, Japão

Um Santuário Casamenteiro

O templo Meiji de Tóquio foi erguido para honrar os espíritos deificados de um dos casais mais influentes da história do Japão. Com o passar do tempo, especializou-se em celebrar uniões.

Arquitectura & Design
Napier, Nova Zelândia

De volta aos Anos 30 – Calhambeque Tour

Numa cidade reerguida em Art Deco e com atmosfera dos "anos loucos" e seguintes, o meio de locomoção adequado são os elegantes automóveis clássicos dessa era. Em Napier, estão por toda a parte.
Aurora fria II
Aventura
Circuito Anapurna: 3º- Upper Pisang, Nepal

Uma Inesperada Aurora Nevada

Aos primeiros laivos de luz, a visão do manto branco que cobrira a povoação durante a noite deslumbra-nos. Com uma das caminhadas mais duras do Circuito Annapurna pela frente, adiamos a partida tanto quanto possível. Contrariados, deixamos Upper Pisang rumo a Ngawal quando a derradeira neve se desvanecia.
Voo marinho
Cerimónias e Festividades
Ilha da Páscoa, Chile

A Descolagem e a Queda do Culto do Homem-Pássaro

Até ao século XVI, os nativos da Ilha da Páscoa esculpiram e idolatraram enormes deuses de pedra. De um momento para o outro, começaram a derrubar os seus moais. Sucedeu-se a veneração de tangatu manu, um líder meio humano meio sagrado, decretado após uma competição dramática pela conquista de um ovo.
Parking de Kalesas
Cidades

Vigan, Filipinas

A Mais Hispânica das Ásias

Os colonos espanhóis partiram mas as suas mansões estão intactas e as kalesas circulam. Quando Oliver Stone buscava cenários mexicanos para "Nascido a 4 de Julho" encontrou-os nesta ciudad fernandina

Vendedores de Tsukiji
Comida

Tóquio, Japão

No Reino do Sashimi

Num ano apenas, cada japonês come mais que o seu peso em peixe e marisco. Uma parte considerável é processada e vendida por 65 mil habitantes de Tóquio no maior mercado piscícola do mundo.

Smoke sauna
Cultura

Saariselka, Finlândia

O Delicioso Calor do Árctico

Diz-se que os finlandeses criaram os SMS para não terem que falar. Mas o imaginário dos nórdicos frios perde-se na névoa das suas amadas saunas, verdadeiras sessões de terapia física e social.

Radical 24h por dia
Desporto

Queenstown, Nova Zelândia

Digna de uma Raínha

No séc. XVIII, o governo kiwi proclamou uma vila mineira da ilha do Sul "fit for a Queen". Hoje, os cenários e as actividades extremas reforçam o estatuto majestoso da sempre desafiante Queenstown.

Bark Europa
Em Viagem

Canal Beagle, Argentina

No Rumo da Evolução

Em 1833, Charles Darwin navegou a bordo do "Beagle" pelos canais da Terra do Fogo. A sua passagem por estes confins meridionais moldou a teoria revolucionária que formulou da Terra e das suas espécies

Cowboys basotho
Étnico

Malealea, Lesoto

O Reino Africano dos Céus

O Lesoto é o único estado independente situado na íntegra acima dos mil metros. Também é um dos países no fundo do ranking mundial de desenvolvimento humano. O seu povo altivo resiste à modernidade e a todas as adversidades no cimo da Terra grandioso mas inóspito que lhe calhou.

Crepúsculo exuberante
Fotografia
Luz Natural (Parte 2)

Um Sol, tantas Luzes

A maior parte das fotografias em viagem são tiradas com luz solar. A luz solar e a meteorologia formam uma interacção caprichosa. Saiba como a prever, detectar e usar no seu melhor.
Rumo ao vale
História
Alaverdi, Arménia

Um Teleférico Chamado Ensejo

O cimo da garganta do rio Debed esconde os mosteiros arménios de Sanahin e Haghpat e blocos de apartamentos soviéticos em socalcos. O seu fundo abriga a mina e fundição de cobre que sustenta a cidade. A ligar estes dois mundos, está uma cabine suspensa providencial em que as gentes de Alaverdi contam viajar na companhia de Deus.
Baie d'Oro
Ilhas

Île-des-Pins, Nova Caledónia

A Ilha que se Encostou ao Paraíso

Em 1964, Katsura Morimura deliciou o Japão com um romance-turquesa passado em Ouvéa. Mas a vizinha Île-des-Pins apoderou-se do título "A Ilha mais próxima do Paraíso" e extasia os seus visitantes.

Verificação da correspondência
Inverno Branco

Rovaniemi, Finlândia

Árctico Natalício

Fartos de esperar pela descida do velhote de barbas pela chaminé, invertemos a história. Aproveitamos uma viagem à Lapónia Finlandesa e passamos pelo seu furtivo lar. 

De visita
Literatura

Rússia

O Escritor que Não Resistiu ao Próprio Enredo

Alexander Pushkin é louvado por muitos como o maior poeta russo e o fundador da literatura russa moderna. Mas Pushkin também ditou um epílogo quase tragicómico da sua prolífica vida.

Glaciar Meares
Natureza

Prince William Sound, Alasca

Alasca Colossal

Encaixado contra as montanhas Chugach, Prince William Sound abriga alguns dos cenários descomunais do 49º estado. Nem sismos poderosos nem uma maré negra devastadora afectaram o seu esplendor natural.

Filhos da Mãe-Arménia
Outono
Erevan, Arménia

Uma Capital entre o Leste e o Ocidente

Herdeira da civilização soviética, alinhada com a grande Rússia, a Arménia deixa-se seduzir pelos modos mais democráticos e sofisticados da Europa Ocidental. Nos últimos tempos, os dois mundos têm colidido nas ruas da sua capital. Da disputa popular e política, Erevan ditará o novo rumo da nação.
Caminhada Solitária
Parques Naturais

Mérida, Venezuela

Nos Confins Andinos da Venezuela

Nos anos 40 e 50, a Venezuela atraiu 400 mil portugueses mas só metade ficou em Caracas. Em Mérida, encontramos lugares mais semelhantes às origens e a geladaria excêntrica dum portista imigrado.

Maias de agora
Património Mundial Unesco

Cobá, México

Das Ruínas aos Lares Maias

Na Península de Iucatão, a história do segundo maior povo indígena mexicano confunde-se com o seu dia-a-dia e funde-se com a modernidade. Em Cobá, passámos do cimo de uma das suas pirâmides milenares para o coração de uma povoação dos nossos tempos.

Palestra
Personagens

Christchurch, Nova Zelândia

O Feiticeiro Amaldiçoado

Apesar da sua notoriedade nos antípodas, Ian Channell o bruxo da Nova Zelândia não conseguiu prever ou evitar vários sismos que assolaram Christchurch. O último obrigou-o a mudar-se para casa da mãe.

Mini-snorkeling
Praia

Ilhas Phi Phi, Tailândia

De regresso a “A Praia”

Passaram 15 anos desde a estreia do clássico mochileiro baseado no romance de Alex Garland. O filme popularizou os lugares em que foi rodado. Pouco depois, alguns desapareceram temporária mas literalmente do mapa mas, hoje, a sua fama controversa permanece intacta.

Natal de todas as cores
Religião
Shillong, India

Selfiestão de Natal num Baluarte Cristão da Índia

Chega Dezembro. Com uma população em larga medida cristã, o estado de Meghalaya sincroniza a sua Natividade com a do Ocidente e destoa do sobrelotado subcontinente hindu e muçulmano. Shillong, a capital, resplandece de fé, felicidade, jingle bells e iluminações garridas. Para deslumbre dos veraneantes indianos de outras partes e credos.
A Toy Train story
Sobre carris
Darjeeling Himalayan Railway, Índia

Ainda Circula a Sério o Comboio Himalaia de Brincar

Nem o forte declive de alguns tramos nem a modernidade o detêm. De Siliguri, no sopé tropical da grande cordilheira asiática, a Darjeeling, já com os seus picos cimeiros à vista, o mais famoso dos Toy Trains indianos assegura há 117 anos, dia após dia, um árduo percurso de sonho. De viagem pela zona, subimos a bordo e deixamo-nos encantar.
Sociedade
Militares

Defensores das Suas Pátrias

Detectamo-los por todo o lado, mesmo em tempos de paz. A maior parte dos que encontramos a postos, nas cidades, cumpre apenas missões rotineiras que requerem, acima de tudo, rigor e paciência.
Vida Quotidiana
Enxame, Moçambique

Área de Serviço à Moda Moçambicana

Repete-se em quase todas as paragens em povoações de Moçambique dignas de aparecer nos mapas. O machimbombo (autocarro) detém-se e é cercado por uma multidão de empresários ansiosos. Os produtos oferecidos podem ser universais como água ou bolachas ou típicos da zona. Nesta região a uns quilómetros de Nampula, as vendas de fruta eram sucediam-se, sempre bastante intensas.
Hipo-comunidade
Vida Selvagem

PN Chobe, Botswana

Um Rio na Fronteira da Vida com a Morte

O Chobe marca a divisão entre o Botswana e três dos países vizinhos, a Zâmbia, o Zimbabwé e a Namíbia. Mas o seu leito caprichoso tem uma função bem mais crucial que esta delimitação política.

Aterragem sobre o gelo
Voos Panorâmicos

Mount Cook, Nova Zelândia

A Conquista Aeronáutica dos Alpes do Sul

Em 1955, o piloto Harry Wigley criou um sistema de descolagem e aterragem sobre asfalto ou neve. Desde então, a sua empresa revela, a partir do ar, alguns dos cenários mais grandiosos da Oceania.