Miami Beach, E.U.A.

A Praia de Todas as Vaidades


Praia soleada
Banhistas estendem uma toalha junto a uma das cabanas exuberantes dos nadadores-salvadores de Miami Beach.
Músculos
Lazar Novovic e Dusan Djolevic, mentores do movimento de street work out Bar Brothers e Hannibal for King, um dos seus inspiradores, exibem a sua forma física no Lumus Park.
Foto Art Deco
Visitantes de Miami Beach ;não resistem ao charme de um automóvel da época Art Deco em que foram erguidos os edifícios da Ocean Drive em que está estacionado.
Por terra
Bando de garajaus-reais no areal vasto de Miami Beach.
Lares VIPs
Uma das muitas mansões multimilionárias instaladas no refúgio marinho de Miami Bay.
Sedução de plástico
Manequim à entrada de uma loja na base do Congress Hotel
Bandeira Hannibal
Hannibal the King leva a cabo uma "bandeira", um movimento exuberante e de muito difícil execução.
Hora neón
Iluminação dos hotéis e bares da Ocean Drive são destacados pelo lento anoitecer.
Poucos litorais concentram, ao mesmo tempo, tanto calor e exibições de fama, de riqueza e de glória. Situada no extremo sudeste dos E.U.A., Miami Beach tem acesso por seis pontes que a ligam ao resto da Florida. É manifestamente parco para o número de almas que a desejam.

Só decorreram vinte minutos desde que o “Island Queen” zarpou das docas da Bay de Miami.

Passamos debaixo do grande viaduto da Port Boulevard. A linha de arranha-céus cinzentos define-se nas nossas costas contra o céu azul quase limpo de névoa ou nuvens. A

bandeira da Land of Opportunity segue presa à popa da embarcação mas, do ângulo em que vemos, esvoaça, com as suas stars & stripes num plano ainda mais elevado.

Não tardamos a navegar pelas primeiras expressões pessoais de sucesso conquistado à moda dos Estados Unidos. “À vossa direita está ancorado o fabuloso iate do Sr. Mark Cuban, que todos deverão conhecer do programa “Lago dos Tubarões”.

Daí em diante, à medida que nos aproximamos da costa oeste de Miami Beach, a narradora de serviço pouco mais faz que anunciar outras embarcações e mansões.

São todas propriedade de vedetas e milionários, americanos mas não só, umas menos expostas que outras.

As Incontáveis Mansões Multimilionárias de Miami

Com uns ridículos metros de vegetação a separá-las sucederam-se a casa do inventor do Instagram, a de Ricky Martin. Uma mansão usada por Shakira e por Usher em filmagens de videoclips e, a condizer, uma das casas do rapper Puff Daddy. “Esta é de Tomas Cramer, um arquitecto alemão.” acrescenta a narradora. “Queixava-se de que Miami era demasiado quente.

Instalou ar condicionado por todo o interior. Não satisfeito, instalou um sistema também para fora que custou quase 100.000 dólares. Segue-se o lar de Verão de Phillip Frost, Mr. Viagra, ou Mr. Blue, como é mais conhecido. Cada uma das 32 palmeiras que veem naquele jardim veio de África com o custo unitário de 10.000 dólares.

A mansão custa apenas 60 milhões de dólares.” A segunda maior casa da zona era de Elisabeth Taylor e de Eddie Fischer, um dos seus muitos maridos. No jardim, está um coelho preto oferecido por Michael Jackson. Outras, mais pequenas, pertenciam a Sylvester Stallone, a David Beckam, à brasileira Xuxa.

A da cantora Glória Estefan incluía um estúdio de gravações de quatro milhões de dólares. Na Fisher Island, já quase a tocar a grande ilha de Miami Beach e com acesso apenas de barco e de helicóptero, situavam-se mansões de Tom Cruise, Jennifer Lopez, Sophia Loren, Boris Becker, assim continuou a apresentar a anfitriã ao microfone enquanto os passageiros, deslumbrados, se viravam ora para bombordo ora para estibordo.

Miami revela-se isto e muito mais. Muito mais, claro está, que a intriga de ADN e laboratório de “Dexter” e, bem anterior, de “Miami Vice” de que excertos de inúmeros episódios foram filmados naquelas mesmas águas e nas docas que tínhamos por diante.

Mansão, Miami beach, praia, Florida, Estados Unidos,

Uma das muitas mansões multimilionárias instaladas no refúgio marinho de Miami Bay.

Obsessão pela Forma Física no Lummus Park

É em Miami Beach, em particular, que todos os sintomas de prosperidade exacerbada e fama ou de anseio por as atingir dão à costa. Regressamos à doca e desembarcamos.

No seguimento, conduzimos via estrada e ponte A1A até ao litoral oposto da grande ilha e sentimos as suas vibrações com o sol suave do falso Inverno local a massajar-nos as faces cada vez mais bronzeadas.

Incontáveis jovens – outros nem tanto – obcecados com a sua forma física e aparência sucedem-se no passeio irregular que ziguezagueia entre os coqueiros do Lummus Park e acompanha o Mar das Caraíbas.

Fazem-no a correr, de patins ou de bicicleta, em skates evoluídos ou rebocados por cães destrambelhados.

Num reduto pejado de beleza e classe como esta faixa privilegiada da Florida, ninguém quer dar parte fraca.

Manequim, Miami beach, praia, Florida, Estados Unidos,

Manequim à entrada de uma loja na base do Congress Hotel

Se a meteorologia nem para passar a noite convida a ficar em casa, os corpos esculturais e dourados das vedetas servem de motivação inquestionável a todo e qualquer exercício.

Detemo-nos diante de uma espécie de ginásio ao ar livre que agrupa barras de distintas alturas, muros, pneus e alguns outros equipamentos auxiliares móveis.

Frequentam-no culturistas dedicados de distintos grupos num convívio de equilíbrio instável, longe da harmonia.

Aproximamo-nos e metemos conversa com eles, isto quando o seu ciclo de repetições e descanso o permite. Vencida alguma desconfiança inicial e ao seu ritmo, percebemos a dinâmica da sua relação.

Lazar Novovic e Dusan Djolevic estudavam nos E.U.A. quando se conheceram através de um amigo.

O Movimento Calisténico dos Bar Brothers e de Hannibal the King

Adeptos do street workout, focados em transformar as suas vidas, encontraram num vídeo motivacional de Hannibal for King, um bodybuilder de rua de Nova Iorque idolatrado nos E.U.A. e um pouco por todo o mundo, uma forte inspiração para criarem os Bar Brothers, o seu próprio movimento de bem-estar e de determinação na vida, hoje, internacional e fortemente online.

Bar Brothers, Miami beach, praia, Florida, Estados Unidos,

Lazar Novovic e Dusan Djolevic, mentores do movimento de street work out Bar Brothers e Hannibal for King, um dos seus inspiradores, exibem a sua forma física no Lumus Park.

Temos a sorte de os encontrar aos três juntos.

Lazar e Dusan estão ocupados a filmar um vídeo com Hannibal e, ao mesmo tempo, com os seus próprios exercícios. É Hannibal quem mais fotografamos e que nos dedica mais do seu tempo. “A minha história é curiosa: eu parti as mãos com muita gravidade.

Os médicos disseram-me que nunca mais as ia poder usar convenientemente. Ignorei-os e segui um tratamento alternativo que incluía uma série de exercícios calisténicos. A determinada altura, dei comigo como que viciado nesses exercícios e altamente motivado pelos progressos.

A Vida Intensa e Exercitada de Hannibal

Levei os exercícios ao extremo, moldei todo o meu corpo e comecei a criar vídeos motivacionais para ajudar outras pessoas a chegarem a objectivos difíceis. Hoje, viajo pelo mundo a mostrar o que faço e a inspirar outros desportistas. Mas não pensem que é fácil. Tenho duas mulheres, três filhas e apenas um filho.

Quanto estou em Nova Iorque vivo rodeado de mulheres. Para me safar, saio com o meu filho mas, mesmo assim, estou sempre a ouvir acusações por conviver com outras mulheres em forma…”

Pedimos a Hannibal the King uma última foto. Hannibal exibe-nos uma posição extrema conhecida por bandeira, com o corpo bem esticado na horizontal a usar uma das barras laterais como eixo.

Hannibal the King, Miami beach, praia, Florida, Estados Unidos,

Hannibal the King leva a cabo uma “bandeira”, um movimento exuberante e de muito difícil execução.

Depois, despedimo-nos dele e do grupo a pensar se não seria, boa ideia para melhor nos prepararmos para as nossas viagens seguirmos, pelo menos, parte das suas técnicas e ensinamentos.

A Longa Praia Caribenha de Miami Beach

A manhã chega ao fim. A praia logo em frente compõe-se e os nadadores-salvadores substituem-se no fim do primeiro turno do dia.

Asseguram a continuidade do seu Bay Watch do cimo das cabanas salva-vidas típicas destas paragens, de tal forma exuberantes e bem-dispostas que os banhistas forasteiros as cercam uns atrás dos outros de telemóveis em riste e determinados em com elas se fotografarem de recordação.

Cabana de Bay Watch, Miami beach, praia, Florida, Estados Unidos,

Banhistas estendem uma toalha junto a uma das cabanas exuberantes dos nadadores-salvadores de Miami Beach.

Já estamos bem fora da época dos ciclones e nem o algum vento que se faz sentir, afecta a mansidão em que se desenrola o Mar das Caraíbas.

Todas as cabanas têm bandeiras roxas içadas, o que nos intriga.

Perguntamos a um banheiro que se compõe na varanda da cabana o significado da cor. Este responde-nos com uma altivez e secura a que já nos habituámos em quem tem um lugar de autoridade nos E.U.A., por mais insignificante que seja: “Alforrecas, detectámos umas poucas alforrecas na água”.

Contemplamos o mar próximo salpicado de vultos. O facto de se tratar de uma chatice familiar e, assim queríamos crer, diminuta não nos demove de um já merecido mergulho. Enquanto chapinhamos na água, sobrevoam-nos zepelins publicitários.

Ao largo, navega uma barcaça que exibe anúncios num painel.

Pensávamos nós que conhecíamos a fundo o universo balnear. Devíamos ter previsto que numa praia dos E.U.A., algo de novo apareceria.

Garajaus-reais, Miami beach, praia, Florida, Estados Unidos,

Bando de garajaus-reais no areal vasto de Miami Beach.

Ocean Drive e Arredores, a Miami Beach Art Deco

Mas, se Miami Beach inova, fá-lo com um respeito empreendedor pelo seu património histórico. Regressamos ao interior da ilha já com a tarde bem avançada.

Estávamos alojados no The Hall, hotel boutique que havia adaptado uma de 1200 estruturas Art Deco de Miami Beach (a maior concentração do mundo), a maior parte construída entre 1923 e 1943.

Em redor, vários outros se destacavam pela arquitectura da época.

Em especial o Park Central, entre as 6th e 7th street, poiso frequente de estrelas clássicas de Hollywood: Clark Gable, Rita Hayworth, Carole Lombard e afins, personagens que condizem com o tempo áureo de alguns calhambeques coloridos por ali estacionados em regime de Vallet Parking.

Art Deco, Miami beach, praia, Florida, Estados Unidos,

Visitantes de Miami Beach ;não resistem ao charme de um automóvel da época Art Deco em que foram erguidos os edifícios da Ocean Drive em que está estacionado.

A nosso ver, uma das mais oportunistas e irritantes pragas comerciais dos E.U.A.

Com o ocaso a instalar-se e os banhistas a regressarem do areal ao domínio de betão e asfalto, vemo-nos atraídos pelo chamamento da Ocean Drive.

Os néones dos hotéis Boulevard, Colony e Starlite não tardam a devorar os tons de pastel diurnos dos edifícios e a apoderar-se da cromia daquela glamorosa avenida marginal.

Sinalizam, assim, a reinauguração da vida nocturna tresloucada do bairro.

Miami beach, praia, Florida, Estados Unidos, Ocean Drive

Iluminação dos hotéis e bares da Ocean Drive são destacados pelo lento anoitecer.

Não tarda, bares como o Churchill’s Pub – de gerência britânica – atraem uma horda heterogénea de punks reciclados, hipsters curiosos e metaleiros ou qualquer que seja o tipo de fãs das bandas que ali tocam ao vivo sem qualquer coerência de género ou notoriedade.

Algo semelhante se passa no Liv, apesar de abrigado no interior do hotel Fontainebleu e, como tal, bastante mais exclusivo que o Churchill’s ou o Nikki Beach, este, assente em diversas cabanas e dotado de bares tiki sobre a areia da praia da SoBe, a South Beach de Miami Beach.

Por essa hora, a agitação mais visível ainda é a de uma fila crescente de visitantes da ilha que se querem fotografar em frente ao famoso relógio/termómetro Miami Beach no limiar do Lumus Park.

Key West, E.U.A.

O Faroeste Tropical dos E.U.A.

Chegamos ao fim da Overseas Highway e ao derradeiro reduto das propagadas Florida Keys. Os Estados Unidos continentais entregam-se, aqui, a uma deslumbrante vastidão marinha esmeralda-turquesa. E a um devaneio meridional alentado por uma espécie de feitiço caribenho.
Florida Keys, E.U.A.

A Alpondra Caribenha dos E.U.A.

Os Estados Unidos continentais parecem encerrar-se, a sul, na sua caprichosa península da Flórida. Não se ficam por aí. Mais de cem ilhas de coral, areia e mangal formam uma excêntrica extensão tropical que há muito seduz os veraneantes norte-americanos.
Miami, E.U.A.

Uma Obra-Prima da Reabilitação Urbana

Na viragem para o século XXI, o bairro Wynwood mantinha-se repleto de fábricas e armazéns abandonados e grafitados. Tony Goldman, um investidor imobiliário astuto, comprou mais de 25 propriedades e fundou um parque mural. Muito mais que ali homenagear o grafiti, Goldman fundou o grande bastião da criatividade de Miami.
Little Havana, E.U.A.

A Pequena Havana dos Inconformados

Ao longo das décadas e até aos dias de hoje, milhares de cubanos cruzaram o estreito da Florida em busca da terra da liberdade e da oportunidade. Com os E.U.A. ali a meros 145 km, muitos não foram mais longe. A sua Little Havana de Miami é, hoje, o bairro mais emblemático da diáspora cubana.
Key West, Estados Unidos

O Recreio Caribenho de Hemingway

Efusivo como sempre, Ernest Hemingway qualificou Key West como “o melhor lugar em que tinha estado...”. Nos fundos tropicais dos E.U.A. contíguos, encontrou evasão e diversão tresloucada e alcoolizada. E a inspiração para escrever com intensidade a condizer.
Waikiki, OahuHavai

A Invasão Nipónica do Havai

Décadas após o ataque a Pearl Harbor e da capitulação na 2ª Guerra Mundial, os japoneses voltaram ao Havai armados com milhões de dólares. Waikiki, o seu alvo predilecto, faz questão de se render.
Maho Beach, Sint Maarten

A Praia Caribenha Movida a Jacto

À primeira vista, o Princess Juliana International Airport parece ser apenas mais um nas vastas Caraíbas. Sucessivas aterragens a rasar a praia Maho que antecede a sua pista, as descolagens a jacto que distorcem as faces dos banhistas e os projectam para o mar, fazem dele um caso à parte.
Ilhas Phi Phi, Tailândia

De regresso à Praia de Danny Boyle

Passaram 15 anos desde a estreia do clássico mochileiro baseado no romance de Alex Garland. O filme popularizou os lugares em que foi rodado. Pouco depois, alguns desapareceram temporária mas literalmente do mapa mas, hoje, a sua fama controversa permanece intacta.
Boracay, Filipinas

A Praia Filipina de Todos os Sonhos

Foi revelada por mochileiros ocidentais e pela equipa de filmagem de “Assim Nascem os Heróis”. Seguiram-se centenas de resorts e milhares de veraneantes orientais mais alvos que o areal de giz.
Parque Nacional Gorongosa, Moçambique, Vida Selvagem, leões
Safari
PN Gorongosa, Moçambique

O Coração Selvagem de Moçambique dá Sinais de Vida

A Gorongosa abrigava um dos mais exuberantes ecossistemas de África mas, de 1980 a 1992, sucumbiu à Guerra Civil travada entre a FRELIMO e a RENAMO. Greg Carr, o inventor milionário do Voice Mail recebeu a mensagem do embaixador moçambicano na ONU a desafiá-lo a apoiar Moçambique. Para bem do país e da humanidade, Carr comprometeu-se a ressuscitar o parque nacional deslumbrante que o governo colonial português lá criara.
Annapurna (circuito)
Circuito Annapurna: 5º- Ngawal-BragaNepal

Rumo a Braga. A Nepalesa.

Passamos nova manhã de meteorologia gloriosa à descoberta de Ngawal. Segue-se um curto trajecto na direcção de Manang, a principal povoação no caminho para o zénite do circuito Annapurna. Ficamo-nos por Braga (Braka). A aldeola não tardaria a provar-se uma das suas mais inolvidáveis escalas.
Arquitectura & Design
Cemitérios

A Última Morada

Dos sepulcros grandiosos de Novodevichy, em Moscovo, às ossadas maias encaixotadas de Pomuch, na província mexicana de Campeche, cada povo ostenta a sua forma de vida. Até na morte.
Totems, aldeia de Botko, Malekula,Vanuatu
Aventura
Malekula, Vanuatu

Canibalismo de Carne e Osso

Até ao início do século XX, os comedores de homens ainda se banqueteavam no arquipélago de Vanuatu. Na aldeia de Botko descobrimos porque os colonizadores europeus tanto receavam a ilha de Malekula.
Bertie em calhambeque, Napier, Nova Zelândia
Cerimónias e Festividades
Napier, Nova Zelândia

De Volta aos Anos 30

Devastada por um sismo, Napier foi reconstruida num Art Deco quase térreo e vive a fazer de conta que parou nos Anos Trinta. Os seus visitantes rendem-se à atmosfera Great Gatsby que a cidade encena.
Moradora de Dali, Yunnan, China
Cidades
Dali, China

A China Surrealista de Dali

Encaixada num cenário lacustre mágico, a antiga capital do povo Bai manteve-se, até há algum tempo, um refúgio da comunidade mochileira de viajantes. As mudanças sociais e económicas da China fomentaram a invasão de chineses à descoberta do recanto sudoeste da nação.
Singapura Capital Asiática Comida, Basmati Bismi
Comida
Singapura

A Capital Asiática da Comida

Eram 4 as etnias condóminas de Singapura, cada qual com a sua tradição culinária. Adicionou-se a influência de milhares de imigrados e expatriados numa ilha com metade da área de Londres. Apurou-se a nação com a maior diversidade gastronómica do Oriente.
Cultura
Apia, Samoa Ocidental

Fia Fia – Folclore Polinésio de Alta Rotação

Da Nova Zelândia à Ilha da Páscoa e daqui ao Havai, contam-se muitas variações de danças polinésias. As noites samoanas de Fia Fia, em particular, são animadas por um dos estilos mais acelerados.
arbitro de combate, luta de galos, filipinas
Desporto
Filipinas

Quando só as Lutas de Galos Despertam as Filipinas

Banidas em grande parte do Primeiro Mundo, as lutas de galos prosperam nas Filipinas onde movem milhões de pessoas e de Pesos. Apesar dos seus eternos problemas é o sabong que mais estimula a nação.
Natal na Austrália, Platipus = ornitorrincos
Em Viagem
Atherton Tableland, Austrália

A Milhas do Natal (parte II)

A 25 Dezembro, exploramos o interior elevado, bucólico mas tropical do norte de Queensland. Ignoramos o paradeiro da maioria dos habitantes e estranhamos a absoluta ausência da quadra natalícia.
Assuão, Egipto, rio Nilo encontra a África negra, ilha Elefantina
Étnico
Assuão, Egipto

Onde O Nilo Acolhe a África Negra

1200km para montante do seu delta, o Nilo deixa de ser navegável. A última das grandes cidades egípcias marca a fusão entre o território árabe e o núbio. Desde que nasce no lago Vitória, o rio dá vida a inúmeros povos africanos de tez escura.
tunel de gelo, rota ouro negro, Valdez, Alasca, EUA
Portfólio Fotográfico Got2Globe
Portfólio Got2Globe

Sensações vs Impressões

Mar Morto, Tona de água, Lugar Mais Baixo Terra, Israel, repouso
História
Mar Morto, Israel

À Tona d’água, nas Profundezas da Terra

É o lugar mais baixo à superfície do planeta e palco de várias narrativas bíblicas. Mas o Mar Morto também é especial pela concentração de sal que inviabiliza a vida mas sustém quem nele se banha.
Ribeira Grande, Santo Antão
Ilhas
Ribeira Grande, Santo AntãoCabo Verde

Santo Antão, Ribeira Grande Acima

Na origem, uma Povoação diminuta, a Ribeira Grande seguiu o curso da sua história. Passou a vila, mais tarde, a cidade. Tornou-se um entroncamento excêntrico e incontornável da  ilha de Santo Antão.
Maksim, povo Sami, Inari, Finlandia-2
Inverno Branco
Inari, Finlândia

Os Guardiães da Europa Boreal

Há muito discriminado pelos colonos escandinavos, finlandeses e russos, o povo Sami recupera a sua autonomia e orgulha-se da sua nacionalidade.
Baie d'Oro, Île des Pins, Nova Caledonia
Literatura
Île-des-Pins, Nova Caledónia

A Ilha que se Encostou ao Paraíso

Em 1964, Katsura Morimura deliciou o Japão com um romance-turquesa passado em Ouvéa. Mas a vizinha Île-des-Pins apoderou-se do título "A Ilha mais próxima do Paraíso" e extasia os seus visitantes.
Ocaso, Avenida dos Baobás, Madagascar
Natureza
Morondava, Avenida dos Baobás, Madagáscar

O Caminho Malgaxe para o Deslumbre

Saída do nada, uma colónia de embondeiros com 30 metros de altura e 800 anos ladeia uma secção da estrada argilosa e ocre paralela ao Canal de Moçambique e ao litoral piscatório de Morondava. Os nativos consideram estas árvores colossais as mães da sua floresta. Os viajantes veneram-nas como uma espécie de corredor iniciático.
Sheki, Outono no Cáucaso, Azerbaijão, Lares de Outono
Outono
Sheki, Azerbaijão

Outono no Cáucaso

Perdida entre as montanhas nevadas que separam a Europa da Ásia, Sheki é uma das povoações mais emblemáticas do Azerbaijão. A sua história em grande parte sedosa inclui períodos de grande aspereza. Quando a visitámos, tons pastéis de Outono davam mais cor a uma peculiar vida pós-soviética e muçulmana.
Sal Muito Grosso
Parques Naturais
Salta e Jujuy, Argentina

Pelas Terras Altas da Argentina Profunda

Um périplo pelas províncias de Salta e Jujuy leva-nos a desvendar um país sem sinal de pampas. Sumidos na vastidão andina, estes confins do Noroeste da Argentina também se perderam no tempo.
Avestruz, Cabo Boa Esperança, África do Sul
Património Mundial UNESCO
Cabo da Boa Esperança - Cape of Good Hope NP, África do Sul

À Beira do Velho Fim do Mundo

Chegamos onde a grande África cedia aos domínios do “Mostrengo” Adamastor e os navegadores portugueses tremiam como varas. Ali, onde a Terra estava, afinal, longe de acabar, a esperança dos marinheiros em dobrar o tenebroso Cabo era desafiada pelas mesmas tormentas que lá continuam a grassar.
Ooty, Tamil Nadu, cenário de Bollywood, Olhar de galã
Personagens
Ooty, Índia

No Cenário Quase Ideal de Bollywood

O conflito com o Paquistão e a ameaça do terrorismo tornaram as filmagens em Caxemira e Uttar Pradesh um drama. Em Ooty, constatamos como esta antiga estação colonial britânica assumia o protagonismo.
Mangal entre Ibo e ilha Quirimba-Moçambique
Praias
Ilha do Ibo a Ilha QuirimbaMoçambique

Ibo a Quirimba ao Sabor da Maré

Há séculos que os nativos viajam mangal adentro e afora entre a ilha do Ibo e a de Quirimba, no tempo que lhes concede a ida-e-volta avassaladora do oceano Índico. À descoberta da região, intrigados pela excentricidade do percurso, seguimos-lhe os passos anfíbios.
Cabo Espichel, Santuário da Senhora do Cabo, Sesimbra,
Religião
Lagoa de Albufeira ao Cabo Espichel, Sesimbra, Portugal

Romagem a um Cabo de Culto

Do cimo dos seus 134 metros de altura, o Cabo Espichel revela uma costa atlântica tão dramática como deslumbrante. Com partida na Lagoa de Albufeira a norte, litoral dourado abaixo, aventuramo-nos pelos mais de 600 anos de mistério, misticismo e veneração da sua aparecida Nossa Senhora do Cabo.
A Toy Train story
Sobre Carris
Siliguri a Darjeeling, Índia

Ainda Circula a Sério o Comboio Himalaia de Brincar

Nem o forte declive de alguns tramos nem a modernidade o detêm. De Siliguri, no sopé tropical da grande cordilheira asiática, a Darjeeling, já com os seus picos cimeiros à vista, o mais famoso dos Toy Trains indianos assegura há 117 anos, dia após dia, um árduo percurso de sonho. De viagem pela zona, subimos a bordo e deixamo-nos encantar.
Sociedade
Margilan, Usbequistão

Um Ganha Pão do Uzbequistão

Numa de muitas padarias de Margilan, desgastado pelo calor intenso do forno tandyr, o padeiro Maruf'Jon trabalha meio-cozido como os distintos pães tradicionais vendidos por todo o Usbequistão
Cruzamento movimentado de Tóquio, Japão
Vida Quotidiana
Tóquio, Japão

A Noite Sem Fim da Capital do Sol Nascente

Dizer que Tóquio não dorme é eufemismo. Numa das maiores e mais sofisticadas urbes à face da Terra, o crepúsculo marca apenas o renovar do quotidiano frenético. E são milhões as suas almas que, ou não encontram lugar ao sol, ou fazem mais sentido nos turnos “escuros” e obscuros que se seguem.
Pesca, Caño Negro, Costa Rica
Vida Selvagem
Caño Negro, Costa Rica

Uma Vida à Pesca entre a Vida Selvagem

Uma das zonas húmidas mais importantes da Costa Rica e do Mundo, Caño Negro deslumbra pelo seu ecossistema exuberante. Não só. Remota, isolada por rios, pântanos e estradas sofríveis, os seus habitantes encontraram na pesca um meio embarcado de fortalecerem os laços da sua comunidade.
Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai
Voos Panorâmicos
NaPali Coast, Havai

As Rugas Deslumbrantes do Havai

Kauai é a ilha mais verde e chuvosa do arquipélago havaiano. Também é a mais antiga. Enquanto exploramos a sua Napalo Coast por terra, mar e ar, espantamo-nos ao vermos como a passagem dos milénios só a favoreceu.
PT EN ES FR DE IT