NaPali Coast, Havai

As Rugas Deslumbrantes do Havai


Vale de Kalalau
Um dos cenários emblemáticos da Napali Coast.
Voo raso
Helicóptero voa ao longo de um desfiladeiro do Waymea Canyon.
Erosão intensa
Arestas afiadas e verdejantes da encosta íngreme da Napali Coast.
A Ilha Jardim do Havai
Uma vista aérea de um dos extremos da Napali Coast revela porque Kauai é considerada a mais verdejante das ilhas havaianas.
Vertente multicolor de Kauai
Secção mais colorida da Napali Coast, junto ao Waymea Canyon.
Água Precipitada
Queda d' água longa precipita-se numa extremidade do Waymea Canyon.
Desfiladeiros encharcados
Meandros luxuriantes para o interior das encostas norte de Kauai.
Rumo ao Pacífico
Riacho percorre um vértice verdejante das montanhas da Napali Coast.
Praia da ilha Jardim
Areal no prolongamento de um recanto meio selvagem meio rural do norte de Kauai.
Grande Waymea Canyon
Panorâmica do amplo Waymea Canyon, bastante mais seco que a Napali Coast que retém a maior parte da humidade vinda do Pacífico.
Verde-água
Uma de muitas quedas d'água que irrigam a Napali Coast.
Camisa havaiana, cenário havaiano
Visitante admira a imensidão escavada do Waymea Canyon.
Suave Declive
Prado verdejante numa encosta suave no interior da Napali Coast
Moradas de sonho
Litoral humanizado da costa norte de Kauai.
Pasto havaiano
Vacas pastam num prado verdejante do norte de Kauai.
Kauai é a ilha mais verde e chuvosa do arquipélago havaiano. Também é a mais antiga. Enquanto exploramos a sua Napalo Coast por terra, mar e ar, espantamo-nos ao vermos como a passagem dos milénios só a favoreceu.

Não existe em Kauai, um fenómeno urbano que se assemelhe, nem de leve, ao da capital havaiana Honolulu.

A atmosfera desta ilha anciã é bucólica e os seus habitantes distribuem-se por povoações pacatas com menos de 10.000 habitantes. São todos moradores de domicílios antigos ou com aspecto histórico, por lei, sempre mais baixos que um coqueiro.

Escolhemos Lihue, a principal e maior das povoações, como base para exploração. Damos entrada num motel-restaurante simpático, explorado por uma família nipónico-havaiana extensa que durante a hora de almoço serve comida tradicional polinésia. Mudam a decoração por completo para os jantares, refeição em que o restaurante se transforma num verdadeiro japonês.

Do lado oposto da rua, várias casas ostentam cartazes políticos que aconselham Carvalho para Mayor.

Os 13.000 emigrantes portugueses depressa se multiplicaram. formaram uma comunidade actual com mais de 60.000 luso-descendentes. Entre tantos e há tanto tempo radicados, vários entraram na esfera política havaiana com grande aceitação.

O Esplendor Geológico de Kauai, a Ilha Mais Verde do Havai

Em Kauai, o segredo do sucesso é, aliás, simples. Por norma, basta conceder aos forasteiros as melhores condições para se encantarem com os panoramas da ilha e gastar com honestidade e eficiência os dinheiros que estes ali deixam, como aqueles os que o governo federal concede.

Ao contrário do que se passa em Oahu, a ilha havaiana do encontro e a mais cosmopolita do Havai, as grandes atracções de Kauai são 100% naturais.

Costa urbanizada, Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai

Litoral humanizado da costa norte de Kauai, visto do ar.

Atravessamos a ilha de leste a oeste para chegarmos à primeira, o canyon furtivo de Waimea, um cenário dramático comparável ao Grand Canyon norte-americano em termos de formas, texturas e tons.

Canyon de Waimea. Grand Canyon à Moda do Havai

Waimea esconde-se nas profundezas da ilha. É alcançável pelas estradas Koke’e e Waimea Canyon Drive que o cruzam até atingir o seu limite ocidental. Foi escavado ao longo das eras pela lenta passagem do rio homónimo e seus afluentes. Mas também pela actividade sísmica e vulcânica, da mesma maneira que o congénere gigantesco do Arizona.

Se é verdade que a dimensão do canyon de Waimea fica muito aquém da do modelo continental, já a configuração impressionante dos desfiladeiros e da sua paleta de cores quase se confundem.

Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai

Panorâmica do amplo Waymea Canyon, bastante mais seco que a Napali Coast que retém a maior parte da humidade vinda do Pacífico.

Espantamo-nos com as subtis variações de tons de cada vez que o caminho nos leva a novo ponto de observação e revela diferentes perspectivas e, à medida que as nuvens e a chuva se dissipam, distintas luminosidades.

Por fim, a Koke’e Road chega ao seu término e às imediações da entrada do Parque Estadual Napali Coast.

A Visão Inverosímil da Crista de Kalalau

Deixa-nos abismados de frente para Kalalau, um vale recortado e exuberante, só acessível pelo seu sopé contíguo ao oceano Pacífico ou por um trilho exigente de tal forma concorrido que as autoridades têm que controlar, dia após dia, a quantidade de caminhantes que o percorrem.

Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai

Um dos cenários emblemáticos da Napali Coast.

Até ao século XX, muitos havaianos nativos viveram neste cenário luxuriante e colorido em que plantavam taro em socalcos conquistados à vegetação. Nos dias que correm, o estatuto do parque proíbe toda e qualquer edificação.

Vista no mapa, a Napali Coast surge apenas uns quilómetros para norte do canyon de Waimea. A ausência de estrada a ligar as duas seria, por si só, um bom motivo para a explorarmos apenas no dia seguinte.

Sulcos, Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai

Arestas afiadas e verdejantes da encosta íngreme da Napali Coast, perspectiva de helicóptero, do ar

Tínhamos, no entanto, outra razão incontornável. Íamos fazê-lo a partir do ar.

Um Voo Panorâmico Tão Excêntrico como Kauai

Regressamos a Lihue, a meio da tarde, apenas com tempo para nos metermos num helicóptero panorâmico. Kurt, um funcionário meio desvairado que faz questão de nos tratar e aos restantes clientes por “kids”, conduz-nos entre o escritório da empresa e o aeroporto da cidade.

Por sua vez, Michael, o piloto, assegura aos passageiros que vão embarcar numa das experiências mais solenes das suas vidas. Logo, tira os sapatos para o lado dos pedais e faz o helicóptero elevar-se para o céu.

Num ápice, deixamos para trás Lihue e a civilização. Regressamos ao canyon de Waimea que, visto do ar, se prova  fascinante a dobrar.

Voo de heli, Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai

Helicóptero voa ao longo de um desfiladeiro do Waymea Canyon.

Michael aumenta o volume da 5ª Sinfonia de Beethoven que escolhera como banda sonora para o voo. Faz a aeronave penetrar num manto de nuvens retidas contra a montanha. À saída da névoa, o piloto acentua a pompa da locução e anuncia o ponto alto do percurso, a Napali Coast.

A Napali Coast e o Norte (ainda mais) Exuberante de Kauai, vistos do Ar

Perante nós, desvenda-se o oceano Pacífico e toda a costa noroeste de Kauai, esculpida pela chuva intensa e pelo vento que desde sempre castigam as montanhas vulcânicas.

Mais que se aproximar, o piloto prenda e assusta os passageiros com incursões fílmicas em desfiladeiros e vales profundos. Acompanha longas quedas de água e penhascos cobertos de musgos e vegetação verdejante que contrastam com os vermelhos e castanhos das paredes rochosas a que se agarram.

Grande queda de água, Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai

Uma de muitas quedas d’água que irrigam a Napali Coast, vista do ar.

Acima, impera o cume fulcral do monte Wai’ale’ale (1570 m) que retêm a humidade proveniente do Pacífico do Norte e é um dos pontos mais encharcados do planeta com uma média anual de pluviosidade superior a 1160mm.

Nada se ouve a bordo além da música clássica e o seguimento da locução do piloto. Michael disserta acerca da antiguidade geológica do lugar. Aproveita para enumerar alguns dos seus mais recentes prodígios na 7ª arte.

Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai

Secção mais colorida da Napali Coast, junto ao Waymea Canyon.

Sublime como poucas, Kauai e, em particular, a Napali Coast abismam quem quer que as descubram. Na lista contam-se inúmeros realizadores e produtores de Hollywood.

Os seus cenários foram usados em mega-sucessos como “Parque Jurássico”, “King Kong” o musical “Ao Sul do Pacífico”, “Salteadores da Arca Perdida”, a série televisiva “Ilha da Fantasia” e “Feitiço Havaiano” que lançou Elvis Presley para um prolífico estrelato, entre outros.

Aérea de Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai

Uma vista aérea de um dos extremos da Napali Coast revela porque Kauai é considerada a mais verdejante das ilhas havaianas.

Esta presença regular nos ecrãs constitui há muito a prova mais mediática de como o tempo só favoreceu Kauai.

Key West, E.U.A.

O Faroeste Tropical dos E.U.A.

Chegamos ao fim da Overseas Highway e ao derradeiro reduto das propagadas Florida Keys. Os Estados Unidos continentais entregam-se, aqui, a uma deslumbrante vastidão marinha esmeralda-turquesa. E a um devaneio meridional alentado por uma espécie de feitiço caribenho.
Maui, Havai

Divino Havai

Maui é um antigo chefe e herói do imaginário religioso e tradicional havaiano. Na mitologia deste arquipélago, o semi-deus laça o sol, levanta o céu e leva a cabo uma série de outras proezas em favor dos humanos. A ilha sua homónima, que os nativos creem ter criado no Pacífico do Norte, é ela própria prodigiosa.
Big Island, Havai

Grande Ilha do Havai: À Procura de Rios de Lava

São cinco os vulcões que fazem da ilha grande Havai aumentar de dia para dia. O Kilauea, o mais activo à face da Terra, liberta lava em permanência. Apesar disso, vivemos uma espécie de epopeia para a vislumbrar.
Mauna Kea, Havai

Mauna Kea: um Vulcão de Olho no Espaço

O tecto do Havai era interdito aos nativos por abrigar divindades benevolentes. Mas, a partir de 1968 várias nações sacrificaram a paz dos deuses e ergueram a maior estação astronómica à face da Terra
Pearl Harbor, Havai

O Dia em que o Japão foi Longe Demais

Em 7 de Dezembro de 1941, o Japão atacou a base militar de Pearl Harbor. Hoje, partes do Havai parecem colónias nipónicas mas os EUA nunca esquecerão a afronta.
Waikiki, OahuHavai

A Invasão Nipónica do Havai

Décadas após o ataque a Pearl Harbor e da capitulação na 2ª Guerra Mundial, os japoneses voltaram ao Havai armados com milhões de dólares. Waikiki, o seu alvo predilecto, faz questão de se render.
hipopotamos, parque nacional chobe, botswana
Safari
PN Chobe, Botswana

Chobe: um rio na Fronteira da Vida com a Morte

O Chobe marca a divisão entre o Botswana e três dos países vizinhos, a Zâmbia, o Zimbabwé e a Namíbia. Mas o seu leito caprichoso tem uma função bem mais crucial que esta delimitação política.
Braga ou Braka ou Brakra, no Nepal
Annapurna (circuito)
Circuito Annapurna: 6º – Braga, Nepal

Num Nepal Mais Velho que o Mosteiro de Braga

Quatro dias de caminhada depois, dormimos aos 3.519 metros de Braga (Braka). À chegada, apenas o nome nos é familiar. Confrontados com o encanto místico da povoação, disposta em redor de um dos mosteiros budistas mais antigos e reverenciados do circuito Annapurna, lá prolongamos a aclimatização com subida ao Ice Lake (4620m).
Igreja colonial de São Francisco de Assis, Taos, Novo Mexico, E.U.A
Arquitectura & Design
Taos, E.U.A.

A América do Norte Ancestral de Taos

De viagem pelo Novo México, deslumbramo-nos com as duas versões de Taos, a da aldeola indígena de adobe do Taos Pueblo, uma das povoações dos E.U.A. habitadas há mais tempo e em contínuo. E a da Taos cidade que os conquistadores espanhóis legaram ao México, o México cedeu aos Estados Unidos e que uma comunidade criativa de descendentes de nativos e artistas migrados aprimoram e continuam a louvar.
Salto Angel, Rio que cai do ceu, Angel Falls, PN Canaima, Venezuela
Aventura
PN Canaima, Venezuela

Kerepakupai, Salto Angel: O Rio Que Cai do Céu

Em 1937, Jimmy Angel aterrou uma avioneta sobre uma meseta perdida na selva venezuelana. O aventureiro americano não encontrou ouro mas conquistou o baptismo da queda d'água mais longa à face da Terra
Sombra de sucesso
Cerimónias e Festividades
Champotón, México

Rodeo Debaixo de Sombreros

Champoton, em Campeche, acolhe uma feira honra da Virgén de La Concepción. O rodeo mexicano sob sombreros local revela a elegância e perícia dos vaqueiros da região.
Ribeira Grande, Santo Antão
Cidades
Ribeira Grande, Santo AntãoCabo Verde

Santo Antão, Ribeira Grande Acima

Na origem, uma Povoação diminuta, a Ribeira Grande seguiu o curso da sua história. Passou a vila, mais tarde, a cidade. Tornou-se um entroncamento excêntrico e incontornável da  ilha de Santo Antão.
Cacau, Chocolate, Sao Tome Principe, roça Água Izé
Comida
São Tomé e Príncipe

Roças de Cacau, Corallo e a Fábrica de Chocolate

No início do séc. XX, São Tomé e Príncipe geravam mais cacau que qualquer outro território. Graças à dedicação de alguns empreendedores, a produção subsiste e as duas ilhas sabem ao melhor chocolate.
khinalik, Azerbaijão aldeia Cáucaso, Khinalig
Cultura
Khinalig, Azerbaijão

A Aldeia no Cimo do Azerbaijão

Instalado aos 2300 metros rugosos e gélidos do Grande Cáucaso, o povo Khinalig é apenas uma de várias minorias da região. Manteve-se isolado durante milénios. Até que, em 2006, uma estrada o tornou acessível aos velhos Ladas soviéticos.
Bungee jumping, Queenstown, Nova Zelândia
Desporto
Queenstown, Nova Zelândia

Queenstown, a Rainha dos Desportos Radicais

No séc. XVIII, o governo kiwi proclamou uma vila mineira da ilha do Sul "fit for a Queen". Hoje, os cenários e as actividades radicais reforçam o estatuto majestoso da sempre desafiante Queenstown.
Natal na Austrália, Platipus = ornitorrincos
Em Viagem
Atherton Tableland, Austrália

A Milhas do Natal (parte II)

A 25 Dezembro, exploramos o interior elevado, bucólico mas tropical do norte de Queensland. Ignoramos o paradeiro da maioria dos habitantes e estranhamos a absoluta ausência da quadra natalícia.
Capacete capilar
Étnico
Viti Levu, Fiji

Canibalismo e Cabelo, Velhos Passatempos de Viti Levu, ilhas Fiji

Durante 2500 anos, a antropofagia fez parte do quotidiano de Fiji. Nos séculos mais recentes, a prática foi adornada por um fascinante culto capilar. Por sorte, só subsistem vestígios da última moda.
arco-íris no Grand Canyon, um exemplo de luz fotográfica prodigiosa
Portfólio Fotográfico Got2Globe
Luz Natural (Parte 1)

E Fez-se Luz na Terra. Saiba usá-la.

O tema da luz na fotografia é inesgotável. Neste artigo, transmitimos-lhe algumas noções basilares sobre o seu comportamento, para começar, apenas e só face à geolocalização, a altura do dia e do ano.
Christiansted, Saint Croix, Ilhas Virgens Americanas, Steeple Building
História
Christiansted, St. Croix, Ilhas Virgens Americanas

A Capital das Antilhas Afro-Dinamarquesas-Americanas

Em 1733, a Dinamarca comprou a ilha de Saint Croix à França, anexou-a às suas Índias Ocidentais em que, com base em Christiansted, lucrou com o trabalho de escravos trazidos da Costa do Ouro. A abolição da escravatura tornou as colónias inviáveis. E uma pechincha histórico-tropical que os Estados Unidos preservam.
Ilhas
Viti Levu, Fiji

A Partilha Improvável da ilha Viti Levu

Em pleno Pacífico Sul, uma comunidade numerosa de descendentes de indianos recrutados pelos ex-colonos britânicos e a população indígena melanésia repartem há muito a ilha chefe de Fiji.
lago ala juumajarvi, parque nacional oulanka, finlandia
Inverno Branco
Kuusamo ao PN Oulanka, Finlândia

Sob o Encanto Gélido do Árctico

Estamos a 66º Norte e às portas da Lapónia. Por estes lados, a paisagem branca é de todos e de ninguém como as árvores cobertas de neve, o frio atroz e a noite sem fim.
Casal de visita a Mikhaylovskoe, povoação em que o escritor Alexander Pushkin tinha casa
Literatura
São Petersburgo e Mikhaylovskoe, Rússia

O Escritor que Sucumbiu ao Próprio Enredo

Alexander Pushkin é louvado por muitos como o maior poeta russo e o fundador da literatura russa moderna. Mas Pushkin também ditou um epílogo quase tragicómico da sua prolífica vida.
Soufrière e Pitons, Saint Luci
Natureza
Soufrière, Saint Lucia

As Grandes Pirâmides das Antilhas

Destacados acima de um litoral exuberante, os picos irmãos Pitons são a imagem de marca de Saint Lucia. Tornaram-se de tal maneira emblemáticos que têm lugar reservado nas notas mais altas de East Caribbean Dollars. Logo ao lado, os moradores da ex-capital Soufrière sabem o quão preciosa é a sua vista.
Sheki, Outono no Cáucaso, Azerbaijão, Lares de Outono
Outono
Sheki, Azerbaijão

Outono no Cáucaso

Perdida entre as montanhas nevadas que separam a Europa da Ásia, Sheki é uma das povoações mais emblemáticas do Azerbaijão. A sua história em grande parte sedosa inclui períodos de grande aspereza. Quando a visitámos, tons pastéis de Outono davam mais cor a uma peculiar vida pós-soviética e muçulmana.
Parques Naturais
Circuito Annapurna: 5º- Ngawal-BragaNepal

Rumo a Braga. A Nepalesa.

Passamos nova manhã de meteorologia gloriosa à descoberta de Ngawal. Segue-se um curto trajecto na direcção de Manang, a principal povoação no caminho para o zénite do circuito Annapurna. Ficamo-nos por Braga (Braka). A aldeola não tardaria a provar-se uma das suas mais inolvidáveis escalas.
Ilha de Miyajima, Xintoismo e Budismo, Japão, Portal para uma ilha sagrada
Património Mundial UNESCO
Miyajima, Japão

Xintoísmo e Budismo ao Sabor das Marés

Quem visita o tori de Itsukushima admira um dos três cenários mais reverenciados do Japão. Na ilha de Miyajima, a religiosidade nipónica confunde-se com a Natureza e renova-se com o fluir do Mar interior de Seto.
Sósias dos irmãos Earp e amigo Doc Holliday em Tombstone, Estados Unidos da América
Personagens
Tombstone, E.U.A.

Tombstone: a Cidade Demasiado Dura para Morrer

Filões de prata descobertos no fim do século XIX fizeram de Tombstone um centro mineiro próspero e conflituoso na fronteira dos Estados Unidos com o México. Lawrence Kasdan, Kurt Russel, Kevin Costner e outros realizadores e actores hollywoodescos tornaram famosos os irmãos Earp e o duelo sanguinário de “O.K. Corral”. A Tombstone que, ao longo dos tempos tantas vidas reclamou, está para durar.
Lifou, Ilhas Lealdade, Nova Caledónia, Mme Moline popinée
Praias
Lifou, Ilhas Lealdade

A Maior das Lealdades

Lifou é a ilha do meio das três que formam o arquipélago semi-francófono ao largo da Nova Caledónia. Dentro de algum tempo, os nativos kanak decidirão se querem o seu paraíso independente da longínqua metrópole.
Teleférico de Sanahin, Arménia
Religião
Alaverdi, Arménia

Um Teleférico Chamado Ensejo

O cimo da garganta do rio Debed esconde os mosteiros arménios de Sanahin e Haghpat e blocos de apartamentos soviéticos em socalcos. O seu fundo abriga a mina e fundição de cobre que sustenta a cidade. A ligar estes dois mundos, está uma cabine suspensa providencial em que as gentes de Alaverdi contam viajar na companhia de Deus.
Train Fianarantsoa a Manakara, TGV Malgaxe, locomotiva
Sobre Carris
Fianarantsoa-Manakara, Madagáscar

A Bordo do TGV Malgaxe

Partimos de Fianarantsoa às 7a.m. Só às 3 da madrugada seguinte completámos os 170km para Manakara. Os nativos chamam a este comboio quase secular Train Grandes Vibrations. Durante a longa viagem, sentimos, bem fortes, as do coração de Madagáscar.
Singapura, ilha Sucesso e Monotonia
Sociedade
Singapura

A Ilha do Sucesso e da Monotonia

Habituada a planear e a vencer, Singapura seduz e recruta gente ambiciosa de todo o mundo. Ao mesmo tempo, parece aborrecer de morte alguns dos seus habitantes mais criativos.
O projeccionista
Vida Quotidiana
Sainte-Luce, Martinica

Um Projeccionista Saudoso

De 1954 a 1983, Gérard Pierre projectou muitos dos filmes famosos que chegavam à Martinica. 30 anos após o fecho da sala em que trabalhava, ainda custava a este nativo nostálgico mudar de bobine.
Parque Nacional Amboseli, Monte Kilimanjaro, colina Normatior
Vida Selvagem
PN Amboseli, Quénia

Uma Dádiva do Kilimanjaro

O primeiro europeu a aventurar-se nestas paragens masai ficou estupefacto com o que encontrou. E ainda hoje grandes manadas de elefantes e de outros herbívoros vagueiam ao sabor do pasto irrigado pela neve da maior montanha africana.
Pleno Dog Mushing
Voos Panorâmicos
Seward, Alasca

O Dog Mushing Estival do Alasca

Estão quase 30º e os glaciares degelam. No Alasca, os empresários têm pouco tempo para enriquecer. Até ao fim de Agosto, o dog mushing não pode parar.
PT EN ES FR DE IT