Perth, Austrália

A Cidade Solitária


Luzes aussies da Ribalta
Anoitecer faz sobressair do horizonte os arranha-céus do Central Business District de Perth.
Recordação semi-marsupial
Visitantes da cidade fotografam-se junto a uma estátua de cangurus na proximidade de dois moradores da cidade.
Templo urbano
A igreja de Trinity Unity, uma de várias igrejas históricas de Perth, revestida de pequenos tijolos.
Diferentes mas iguais
Siahne Rogers e Channelle Rogers, duas irmãs gémeas de Perth vestidas e maquilhadas para uma saída de fim de tarde e noite na sempre animada Perth.
À Moda de Londres
A arcada de London Court foi erguida, em 1937, por Claude de Bernales, um mineiro e financeiro abastado. Tinha funções residenciais e comerciais. Hoje, é um dos principais atractivos de Perth.
Tempo de alongar
Corredores alongam no cimo da Jacob's Ladder com vista para o estuário do rio Swam e para o oceano Índico.
Arquitectura anglicana
Um edifício clássico britânico em frente à biblioteca estadual de Perth, numa praça que aglutina muita da juventude estudante da cidade.
Foto de ocasião
Amigas fotografam-se junto ao tapume ilustrado com imagens históricas australianas.
Vertigem Rotativa
A Ferries Wheel Skyview em plena aceleração, em frente ao CBD (Central Business District) de Perth.
Cena de Rua
Transeuntes encontram-se num cruzamento.
Igreja entre empresas
A igreja de Saint Andrew, em pleno centro administrativo de Perth e em pleno contraste com muitos outros edifícios modernos e elevados da cidade.
Convívio iluminado
Clientes de um bar repleto de posters musicais e candeeiros de papel conversam após um dia de estudos e de trabalho.
A mais 2000km de uma congénere digna desse nome, Perth é considerada a urbe mais remota à face da Terra. Apesar de isolados entre o Índico e o vasto Outback, são poucos os habitantes que se queixam.

Encontramos em Perth um ambiente veraneante acolhedor semelhante ao que tanto admiramos em Portugal.

Acabamos por lá ficar quase um mês, no total de uma longa viagem de um ano pelo mundo. Nesse período, fizemos parte de várias vidas.

Mike Roach tinha-se mudado de Sydney, atrás de um trabalho mais bem remunerado a angariar financiamentos para projectos de ONGs. Acabado de chegar, não conhecia ninguém e precisava de companhia.

Encontrámos no casal Merlin Eden e Ditte Strebel um verdadeiro mistério conjugal da cidade. Os pais de Merlin eram de Denmark e viviam nesta povoação da costa sul da Austrália Ocidental que abrigava sobretudo ex-hippies e outras almas marginais.

Sempre nos custou a acreditar na coincidência mas, tal como nos foi contada a história, Merlin viajou numas férias com os pais à Dinamarca e lá conheceu a dinamarquesa Ditte que enfeitiçou com facilidade.

Esta, resolveu mudar-se para a Austrália para ali viver com o noivo. Compraram uma pequena casa num dos bairros de sonho de Perth, Mount Lawley, no meio de vivendas com jardins, organizadas entre árvores frondosas. Merlin passava o tempo no escritório entregue aos seus projectos de animação multimédia.

Só, na maior parte do dia, Ditte, procurava ainda emprego à altura das qualificações.

Igreja entre empresas

A igreja de Saint Andrew, em pleno centro administrativo da cidade solitária de Perth e em pleno contraste com muitos outros edifícios modernos e elevados da cidade.

Todas estas personagens tinham acabado de chegar. Todos elas acabaram por ultrapassar as dificuldades iniciais de adaptação e partilhariam, em breve, o famoso acolhimento de Perth com milhões de outros concidadãos recém-migrados.

A Abertura da Austrália a Australianos Imigrados

Mesmo se alguns dos descendentes dos colonos pioneiros continuam a discordar da abertura excessiva da nação aussie, a determinada altura, a localização remota da grande ilha e o vasto domínio desértico do interior foram fortes motivos para que as autoridades tivessem que resolver a óbvia estagnação da população.

Mais de dois séculos após o início da colonização britânica, o sexto maior país do mundo tem, agora, pouco mais dobro dos habitantes de Portugal (23.400.000), o 110º país, em termos de área.

Estes números, considerados apenas aceitáveis, só foram possíveis pela admissão intensiva de emigrantes com diferentes origens. Perth, em particular, cedo tomou consciência do seu retiro forçado no Sudoeste australiano.

A capital da Austrália Ocidental dista menos de Timor, de Singapura ou de Jacarta do que de Melbourne ou Sydney. A cidade digna desse nome mais próxima, Adelaide, fica a uns módicos 2104km. Não espanta, portanto, que Perth tivesse que atrair moradores.

Terminada a 2a Guerra Mundial, afluíram vagas oriundas de dezenas de nacionalidade europeias em busca de uma nova vida austral. Recentemente, o espectro alargou-se.

Uma nova invasão asiática consolidou-se à medida que se foram instalando imigrantes e estudantes temporários do Médio Oriente e de países como a Coreia do Sul, a China, o Japão, a Índia, o Vietname, as Filipinas, a Tailândia, Malásia, Singapura, a Indonésia, entre outros.

Recordação semi-marsupial

Visitantes da cidade fotografam-se junto a uma estátua de cangurus na proximidade de dois moradores de Perth, a cidade solitária

E até alguns países africanos – com destaque para a África do Sul, a Somália e o Sudão – estão, hoje, representados entre os 1.6 milhões de pessoas que fazem de Perth a quarta maior cidade da Austrália.

Durante uma viagem de comboio de Mount Lawley em direcção ao centro ou num curto passeio pelas suas ruas, detectamos inúmeros visuais exóticos e díspares e a mesma quantidade de dialectos.

Entre os turbantes, saris, olhos rasgados e peles tão ou mais negras que a dos marginalizados aborígenes Noongar – que antes da chegada dos europeus eram senhores da região – ou à mesa dos inúmeros restaurantes étnicos, comprova-se facilmente a complexidade genética deste melting pot mas também as vantagens com que a cidade o prenda.

No Verão meridional, ao bom estilo Mediterrânico, o sol aquece todos os dias o Sudoeste australiano. E, apesar do Freemantle Doctor soprar quase sempre forte, as temperaturas máximas passam, com frequência, os 35º.

Chegado de fora, não tardamos a perceber a importância do calor e do lazer. Constatamos que a cidade é uma espécie de milagre da economia de que também Mike e Ditte estavam determinados a fazer parte.

Luzes aussies da Ribalta

Anoitecer faz sobressair do horizonte os arranha-céus do Central Business District de Perth, cidade solitária da Austrália.

A Produtividade Pragmática da Solitária Perth

Todos os anos, o PIB de Perth cresce bastante mais que a média nacional mas a cidade dá escassos sinais de empenho. É verdade que os arranha-céus espelhados do CDB (Central Business District) se elevam bem acima da mancha de casario térreo predominante.

No geral, a população parece mais preocupada em descontrair e divertir-se do que propriamente em produzir e facturar. Como acontece noutras partes da Austrália, as lojas e serviços não abrem antes das nove da manhã.

À Moda de Londres

A arcada de London Court foi erguida, em 1937, por Claude de Bernales, um mineiro e financeiro abastado. Tinha funções residenciais e comerciais. Hoje, é um dos principais atractivos de Perth.

No entanto, por volta das quatro e meia, os empregados já estão concentrados em assegurar um fecho pontual, nem que para isso interrompam as refeições dos clientes, como nos fizeram mais do que uma vez: “Sorry mate, it’s time to go surfin’.

A partir do fim da tarde, as zonas de lojas e serviços ficam desertas, com excepção para uns tantos refúgios lúdicos em que, à laia de festejo pela recente debandada dos empregos, executivos desleixados fazem colidir incontáveis canecas de cerveja.

Convívio iluminado

Clientes de um bar repleto de posters musicais e candeeiros de papel conversam após um dia de estudos e de trabalho.

Mantêm-se abertos os bares e os restaurantes do centro e da longa Esplanade, estes, com vista para as águas azuladas do rio Swan e para os iates e lanchas em que os herdeiros, empresários e especuladores mais felizardos exploram a costa australiana do Índico.

Depois do Trabalho, o Ritual Incontornável do Desporto e do Bem-Estar

Ainda antes do convívio obrigatório, alguns moradores têm por hábito passar uma ou duas horas pelas praias mas próximas ou simplesmente praticar desporto.

As margens do Swan tornam-se uma autêntica pista partilhada por ciclistas, atletas e patinadores. Logo ao lado, a Jacob Ladder (escadaria que atalha caminho para as alturas do Kings Park) é o desafio eleito pelos mais radicais, incluindo a sempre em forma Ditte.

Quando a percorremos, em plena hora de ponta de jogging e tal como outros utilizadores convencionais, temos dificuldade em chegar ao topo tal é a quantidade de masoquistas que a sobem e descem até à exaustão.

Os relvados e as varandas panorâmicas do Kings Park são, para muitos, a recompensa que substitui o céu bíblico de Jacob.

Tempo de alongar

Corredores alongam no cimo da Jacob’s Ladder com vista para o estuário do rio Swam e para o oceano Índico

Com ou sem contributo do desporto, é o bem-estar genérico da população, em simbiose com a saúde financeira da cidade, que faz com que a revista The Economist coloque Perth, ano após o ano, no Top Five mundial da qualidade de vida urbana, algo que também contribui para que volte a seduzir milhares de novos potenciais imigrantes.

A Austrália e a remota Perth, têm-se dado ao luxo de os seleccionar com critérios exigentes.

Valletta, Malta

As Capitais Não se Medem aos Palmos

Por altura da sua fundação, a Ordem dos Cavaleiros Hospitalários apodou-a de "a mais humilde". Com o passar dos séculos, o título deixou de lhe servir. Em 2018, Valletta foi a Capital Europeia da Cultura mais exígua de sempre e uma das mais recheadas de história e deslumbrantes de que há memória.
Perth a Albany, Austrália

Pelos Confins do Faroeste Australiano

Poucos povos veneram a evasão como os aussies. Com o Verão meridional em pleno e o fim-de-semana à porta, os habitantes de Perth refugiam-se da rotina urbana no recanto sudoeste da nação. Pela nossa parte, sem compromissos, exploramos a infindável Austrália Ocidental até ao seu limite sul.
Sydney, Austrália

De Desterro de Criminosos a Cidade Exemplar

A primeira das colónias australianas foi erguida por reclusos desterrados. Hoje, os aussies de Sydney gabam-se de antigos condenados da sua árvore genealógica e orgulham-se da prosperidade cosmopolita da megalópole que habitam.
Couchsurfing (Parte 1)

Mi Casa, Su Casa

Em 2003, uma nova comunidade online globalizou um antigo cenário de hospitalidade, convívio e de interesses. Hoje, o Couchsurfing acolhe milhões de viajantes, mas não deve ser praticado de ânimo leve.
Casario

Lares Doces Lares

Poucas espécies são mais sociais e gregárias que a humana. O Homem tende emular outros lares doces lares do mundo. Alguns desses casarios revelam-se impressionantes.
Melbourne, Austrália

Uma Austrália "Asienada"

Capital cultural aussie, Melbourne também é frequentemente eleita a cidade com melhor qualidade de vida do Mundo. Quase um milhão de emigrantes orientais aproveitaram este acolhimento imaculado.
À Descoberta de Tassie, Parte 1 - Hobart, Austrália

A Porta dos Fundos da Austrália

Hobart, a capital da Tasmânia e a mais meridional da Austrália foi colonizada por milhares de degredados de Inglaterra. Sem surpresa, a sua população preserva uma forte admiração pelos modos de vida marginais.
Brasília, Brasil

Brasília: da Utopia à Capital e Arena Política do Brasil

Desde os tempos do Marquês de Pombal que se falava da transferência da capital para o interior. Hoje, a cidade quimera continua a parecer surreal mas dita as regras do desenvolvimento brasileiro.
Perth, Austrália

Cowboys da Oceania

O Texas até fica do outro lado do mundo mas não faltam vaqueiros no país dos coalas e dos cangurus. Rodeos do Outback recriam a versão original e 8 segundos não duram menos no Faroeste australiano.
Perth, Austrália

Dia da Austrália: em Honra da Fundação, de Luto Pela Invasão

26/1 é uma data controversa na Austrália. Enquanto os colonos britânicos o celebram com churrascos e muita cerveja, os aborígenes celebram o facto de não terem sido completamente dizimados.
Oslo, Noruega

Uma Capital (sobre) Capitalizada

Um dos problemas da Noruega tem sido decidir como investir os milhares milhões de euros do seu fundo soberano recordista. Mas nem os recursos desmedidos salvam Oslo das suas incoerências sociais.
Melbourne, Austrália

O Futebol em que os Australianos Ditam as Regras

Apesar de praticado desde 1841, o Futebol Australiano só conquistou parte da grande ilha. A internacionalização nunca passou do papel, travada pela concorrência do râguebi e do futebol clássico.
savuti, botswana, leões comedores de elefantes
Safari
Savuti, Botswana

Os Leões Comedores de Elefantes de Savuti

Um retalho do deserto do Kalahari seca ou é irrigado consoante caprichos tectónicos da região. No Savuti, os leões habituaram-se a depender deles próprios e predam os maiores animais da savana.
Rebanho em Manang, Circuito Annapurna, Nepal
Annapurna (circuito)
Circuito Annapurna: 8º Manang, Nepal

Manang: a Derradeira Aclimatização em Civilização

Seis dias após a partida de Besisahar chegamos por fim a Manang (3519m). Situada no sopé das montanhas Annapurna III e Gangapurna, Manang é a civilização que mima e prepara os caminhantes para a travessia sempre temida do desfiladeiro de Thorong La (5416 m).
Arquitectura & Design
Napier, Nova Zelândia

De volta aos Anos 30 – Calhambeque Tour

Numa cidade reerguida em Art Deco e com atmosfera dos "anos loucos" e seguintes, o meio de locomoção adequado são os elegantes automóveis clássicos dessa era. Em Napier, estão por toda a parte.
Salto Angel, Rio que cai do ceu, Angel Falls, PN Canaima, Venezuela
Aventura
PN Canaima, Venezuela

Kerepakupai, Salto Angel: O Rio Que Cai do Céu

Em 1937, Jimmy Angel aterrou uma avioneta sobre uma meseta perdida na selva venezuelana. O aventureiro americano não encontrou ouro mas conquistou o baptismo da queda d'água mais longa à face da Terra
Saida Ksar Ouled Soltane, festival dos ksour, tataouine, tunisia
Cerimónias e Festividades
Tataouine, Tunísia

Festival dos Ksour: Castelos de Areia que Não Desmoronam

Os ksour foram construídos como fortificações pelos berberes do Norte de África. Resistiram às invasões árabes e a séculos de erosão. O Festival dos Ksour presta-lhes, todos os anos, uma devida homenagem.
Palácio Gyeongbokgung, Seul, Viagem Coreia, Manobras a cores
Cidades
Seul, Coreia do Sul

Um Vislumbre da Coreia Medieval

O Palácio de Gyeongbokgung resiste protegido por guardiães em trajes sedosos. Em conjunto, formam um símbolo da identidade sul-coreana. Sem o esperarmos, acabamos por nos ver na era imperial destas paragens asiáticas.
Máquinas Bebidas, Japão
Comida
Japão

O Império das Máquinas de Bebidas

São mais de 5 milhões as caixas luminosas ultra-tecnológicas espalhadas pelo país e muitas mais latas e garrafas exuberantes de bebidas apelativas. Há muito que os japoneses deixaram de lhes resistir.
Kiomizudera, Quioto, um Japão Milenar quase perdido
Cultura
Quioto, Japão

Um Japão Milenar Quase Perdido

Quioto esteve na lista de alvos das bombas atómicas dos E.U.A. e foi mais que um capricho do destino que a preservou. Salva por um Secretário de Guerra norte-americano apaixonado pela sua riqueza histórico-cultural e sumptuosidade oriental, a cidade foi substituída à última da hora por Nagasaki no sacrifício atroz do segundo cataclismo nuclear.
arbitro de combate, luta de galos, filipinas
Desporto
Filipinas

Quando só as Lutas de Galos Despertam as Filipinas

Banidas em grande parte do Primeiro Mundo, as lutas de galos prosperam nas Filipinas onde movem milhões de pessoas e de Pesos. Apesar dos seus eternos problemas é o sabong que mais estimula a nação.
Em Viagem
Chefchouen a Merzouga, Marrocos

Marrocos de Cima a Baixo

Das ruelas anis de Chefchaouen às primeiras dunas do Saara revelam-se, em Marrocos, os contrastes bem marcados das primeiras terras africanas, como sempre encarou a Ibéria este vasto reino magrebino.
Horseshoe Bend
Étnico
Navajo Nation, E.U.A.

Por Terras da Nação Navajo

De Kayenta a Page, com passagem pelo Marble Canyon, exploramos o sul do Planalto do Colorado. Dramáticos e desérticos, os cenários deste domínio indígena recortado no Arizona revelam-se esplendorosos.
luz solar fotografia, sol, luzes
Portfólio Fotográfico Got2Globe
Luz Natural (Parte 2)

Um Sol, tantas Luzes

A maior parte das fotografias em viagem são tiradas com luz solar. A luz solar e a meteorologia formam uma interacção caprichosa. Saiba como a prever, detectar e usar no seu melhor.
Ilha do Norte, Nova Zelândia, Maori, Tempo de surf
História
Ilha do Norte, Nova Zelândia

Viagem pelo Caminho da Maoridade

A Nova Zelândia é um dos países em que descendentes de colonos e nativos mais se respeitam. Ao explorarmos a sua lha do Norte, inteirámo-nos do amadurecimento interétnico desta nação tão da Commonwealth como maori e polinésia.
MAL(E)divas
Ilhas
Malé, Maldivas

As Maldivas a Sério

Contemplada do ar, Malé, a capital das Maldivas, pouco mais parece que uma amostra de ilha atafulhada. Quem a visita, não encontra coqueiros deitados, praias de sonho, SPAs ou piscinas infinitas. Deslumbra-se com o dia-a-dia maldivano  genuíno que as brochuras turísticas omitem.
Cavalos sob nevão, Islândia Neve Sem Fim Ilha Fogo
Inverno Branco
Husavik a Myvatn, Islândia

Neve sem Fim na Ilha do Fogo

Quando, a meio de Maio, a Islândia já conta com o aconchego do sol mas o frio mas o frio e a neve perduram, os habitantes cedem a uma fascinante ansiedade estival.
Lago Manyara, parque nacional, Ernest Hemingway, girafas
Literatura
PN Lago Manyara, Tanzânia

África Favorita de Hemingway

Situado no limiar ocidental do vale do Rift, o parque nacional lago Manyara é um dos mais diminutos mas encantadores e ricos em vida selvagem da Tanzânia. Em 1933, entre caça e discussões literárias, Ernest Hemingway dedicou-lhe um mês da sua vida atribulada. Narrou esses dias aventureiros de safari em “As Verdes Colinas de África”.
Las Cuevas, Mendoza, de um lado ao outro dos andes, argentina
Natureza
Mendoza, Argentina

De Um Lado ao Outro dos Andes

Saída da Mendoza cidade, a ruta N7 perde-se em vinhedos, eleva-se ao sopé do Monte Aconcágua e cruza os Andes até ao Chile. Poucos trechos transfronteiriços revelam a imponência desta ascensão forçada
Sheki, Outono no Cáucaso, Azerbaijão, Lares de Outono
Outono
Sheki, Azerbaijão

Outono no Cáucaso

Perdida entre as montanhas nevadas que separam a Europa da Ásia, Sheki é uma das povoações mais emblemáticas do Azerbaijão. A sua história em grande parte sedosa inclui períodos de grande aspereza. Quando a visitámos, tons pastéis de Outono davam mais cor a uma peculiar vida pós-soviética e muçulmana.
Fortaleza de Massada, Israel
Parques Naturais
Massada, Israel

Massada: a Derradeira Fortaleza Judaica

Em 73 d.C, após meses de cerco, uma legião romana constatou que os resistentes no topo de Massada se tinham suicidado. De novo judaica, esta fortaleza é agora o símbolo supremo da determinação sionista
Barco e timoneiro, Cayo Los Pájaros, Los Haitises, República Dominicana
Património Mundial UNESCO
Península de Samaná, PN Los Haitises, República Dominicana

Da Península de Samaná aos Haitises Dominicanos

No recanto nordeste da República Dominicana, onde a natureza caribenha ainda triunfa, enfrentamos um Atlântico bem mais vigoroso que o esperado nestas paragens. Lá cavalgamos em regime comunitário até à famosa cascata Limón, cruzamos a baía de Samaná e nos embrenhamos na “terra das montanhas” remota e exuberante que a encerra.
Ooty, Tamil Nadu, cenário de Bollywood, Olhar de galã
Personagens
Ooty, Índia

No Cenário Quase Ideal de Bollywood

O conflito com o Paquistão e a ameaça do terrorismo tornaram as filmagens em Caxemira e Uttar Pradesh um drama. Em Ooty, constatamos como esta antiga estação colonial britânica assumia o protagonismo.
Aula de surf, Waikiki, Oahu, Havai
Praias
Waikiki, OahuHavai

A Invasão Nipónica do Havai

Décadas após o ataque a Pearl Harbor e da capitulação na 2ª Guerra Mundial, os japoneses voltaram ao Havai armados com milhões de dólares. Waikiki, o seu alvo predilecto, faz questão de se render.
Ilha Maurícia, viagem Índico, queda de água de Chamarel
Religião
Maurícias

Uma Míni Índia nos Fundos do Índico

No século XIX, franceses e britânicos disputaram um arquipélago a leste de Madagáscar antes descoberto pelos portugueses. Os britânicos triunfaram, re-colonizaram as ilhas com cortadores de cana-de-açúcar do subcontinente e ambos admitiram a língua, lei e modos francófonos precedentes. Desta mixagem, surgiu a exótica Maurícia.
Sobre Carris
Sobre Carris

Viagens de Comboio: O Melhor do Mundo Sobre Carris

Nenhuma forma de viajar é tão repetitiva e enriquecedora como seguir sobre carris. Suba a bordo destas carruagens e composições díspares e aprecie os melhores cenários do Mundo sobre Carris.
Executivos dormem assento metro, sono, dormir, metro, comboio, Toquio, Japao
Sociedade
Tóquio, Japão

Os Hipno-Passageiros de Tóquio

O Japão é servido por milhões de executivos massacrados com ritmos de trabalho infernais e escassas férias. Cada minuto de tréguas a caminho do emprego ou de casa lhes serve para o seu inemuri, dormitar em público.
Mulheres com cabelos longos de Huang Luo, Guangxi, China
Vida Quotidiana
Longsheng, China

Huang Luo: a Aldeia Chinesa dos Cabelos mais Longos

Numa região multiétnica coberta de arrozais socalcados, as mulheres de Huang Luo renderam-se a uma mesma obsessão capilar. Deixam crescer os cabelos mais longos do mundo, anos a fio, até um comprimento médio de 170 a 200 cm. Por estranho que pareça, para os manterem belos e lustrosos, usam apenas água e arrôz.
Salvamento de banhista em Boucan Canot, ilha da Reunião
Vida Selvagem
Reunião

O Melodrama Balnear da Reunião

Nem todos os litorais tropicais são retiros prazerosos e revigorantes. Batido por rebentação violenta, minado de correntes traiçoeiras e, pior, palco dos ataques de tubarões mais frequentes à face da Terra, o da ilha da Reunião falha em conceder aos seus banhistas a paz e o deleite que dele anseiam.
Bungee jumping, Queenstown, Nova Zelândia
Voos Panorâmicos
Queenstown, Nova Zelândia

Queenstown, a Rainha dos Desportos Radicais

No séc. XVIII, o governo kiwi proclamou uma vila mineira da ilha do Sul "fit for a Queen". Hoje, os cenários e as actividades radicais reforçam o estatuto majestoso da sempre desafiante Queenstown.
PT EN ES FR DE IT