Seward, Alasca

O Dog Mushing Estival do Alasca


Entregues ao gelo
Acampamento de Dog Mushing no sopé do glaciar de Godwin, Seward.
Stars & Stripes
Bandeira dos EUA flutua no acampamento de Dog Mushing de Godwin.
Ãnsia canina
Cães de dog mushing uivam ansiosos por poderem correr.
Clientes frescos
Helicóptero prestes a aterrar no acampamento de Godwin, com clientes
Em espera
Equipa de cães alinhada para mais uma volta em redor ao acampamento.
Icefield Expedition
Um pormenor de uma das tendas do acampamento de Dog Mushing de Godwin.
Uivo de Husky
Cão uiva desejoso de poder partir em mais uma viagem.
Selecção Vocacional
Tratadores emparelham cães no acampamento de dog mushing de Godwin.
Dog Mushing estival
Cães rebocam um trenó pela neve das montanhas de Godwin.
Zigue e Zague
Dog mushing em ziguezague, junto ao acampamento de Godwin, Seward.
A Caminho
Tratador é rebocada por uma equipa de cães recém-formada.
Sinal de Trânsito
Um sinal decorativo do acampamento de dog mushing de Godwin.
Canil ao ar livre
Matilha de cães do acampamento de Dog Mushing de Godwin, nas imediações de Seward-
Afecto de Tratador
Greg Stoddard acaricia um dos cães que está incumbido de tratar.
Uma Curva Apertada
Tratador conduz uma equipa de cães puxadores que acabou de formar.
Estão quase 30º e os glaciares degelam. No Alasca, os empresários têm pouco tempo para enriquecer. Até ao fim de Agosto, o dog mushing não pode parar.

A julgar apenas pelo som, podíamos ser levados a pensar que Juneau estava em guerra. Hidroaviões descolam uns atrás dos outros deslizando ao longo do Canal de Gastineau.

E dezenas de helicópteros sobrevoam-no e às redondezas em missões relâmpago. Na origem, os causadores desta agitação são os gigantescos cruzeiros que atracam todos os dias nas docas da cidade, deixando-a à sombra, à medida que o Sol vai descendo por detrás.

A Estranheza Alasquense da Capital Juneau

Desembarcam de cada um dos navios verdadeiros exércitos de visitantes que se entregam às primeiras lojas de recordações que encontram. Mas, como quase todas as povoações do estado, Juneau é ínfima. Apanha desprevenido o típico yankee do Lower 48, habituado aos espaços sem fim e às metrópoles imponentes.

Inspirados pela mais pura ignorância, aqueles ofendem vezes sem conta os locais, perguntando-lhes, em plena baixa da capital alasquense, “onde fica afinal Juneau?” ou o caminho para lá chegar.

Quando elucidados, fartam-se do seu urbanismo minimal num par de horas e procuram compensar a desilusão com conquistas inesquecíveis na última fronteira dos E.U.A. São eles os clientes preferidos das empresas de voos panorâmicos. Turistas com a mania das grandezas e carteiras a condizer ou mera disposição para gastar.

Helicóptero, Godwin, Seward, Alasca

Helicóptero prestes a aterrar no acampamento de Godwin, com clientes

Voos Panorâmicos. Uma das Minas Estivais do Alasca

Num dia solarengo, os seus escritórios e hangares não têm descanso. Fazem-se reservas e mais reservas, pesagens atrás de pesagens e dão-se briefings após briefings desde as primeiras horas da manhã até ao pôr-do-sol tardio.

Os pilotos dos helicópteros, esses, repetem as mesmas rotas, locuções e piadas até à exaustão, satisfeitos pelo enriquecimento acelerado mas, ainda assim, ansiosos pelo fim da temporada. Não tanto como os seus sacrificados parceiros da montanha.

Até há algum tempo, os voos panorâmicos limitavam-se a desvendar os melhores cenários do Alasca. Mas a criatividade do marketing norte-americano não conhece limites. A partir do meio da década de oitenta, as empresas de voos panorâmicos banalizaram as aterragens em glaciares e nos campos de gelo que os alimentam.

A Relação Lucrativa entre os Voos Panorâmicos e o Dog Mushing

E, pouco depois, associaram-se aos principais criadores de cães e mushers do Grande Norte e enriqueceram as suas aventuras com baptismos “a despachar” de Dog Mushing, nesses mesmos lugares extremos.

Com o passar dos anos, este tornou-se num dos pacotes que mais lucros gera ou não custasse cada tour de hora e meia para cima de 500 dólares.

Mas se a vida dos investidores no negócio se limita à gestão e recolha dos lucros, alguns dos participantes mais abaixo na hierarquia, sofrem a bom sofrer para garantir os seus dividendos.

Acampamento dog mushing, Godwin, Seward, Alasca

Acampamento de Dog Mushing no sopé do glaciar de Godwin, Seward.

Descolamos dos arredores de Juneau, para uma segunda experiência da “modalidade”. À medida que o helicóptero sobe, deixamos a planície aluvial da península de Mendenhall e ascendemos às alturas da Thunder Mountain.

Contra o vento, o piloto vence uma derradeira vertente e desvenda-nos o lago Mendenhall e um vale amplo pintado de azul pelo glaciar homónimo.

Ao Encontro do Acampamento de Dog Mushing de Godwin

Prosseguimos, então, ao longo dos 19 km do rio de gelo até à vastidão branca elevada onde nasce. Aí, vislumbramos um enorme arraial branco semi-camuflado sobre a neve, em que ladram centenas de cães excitados pela aparição súbita da aeronave.

Matilha de cães, acampamento Godwin, Seward, Alasca

Matilha de cães do acampamento de Dog Mushing de Godwin, nas imediações de Seward-

Somos recebidos por Ted Williams, o responsável pelo campo que nos conduz aos seus malamutes e huskies preferidos enquanto fala sobre a vida romântica mas árdua da equipa.

Ted descreve os longos períodos de retiro na montanha. Ele e os restantes membros costumam descer a Juneau apenas uma vez por semana.

Pormenor de tenda, acampamento dog mushing, Godwin, Seward, Alasca

Um pormenor de uma das tendas do acampamento de Dog Mushing de Godwin.

E, entre esses dias, suportam um pouco de tudo, animados apenas pelo dinheiro que fazem e pelo convívio com os colegas e com os cães que treinam e tratam.

Tratadores e cães, acampamento dog mushing, Godwin, Seward, Alasca

Tratadores emparelham cães no acampamento de dog mushing de Godwin.

As visitas dos clientes – que surgem frequentemente de calças de ganga e t-shirt – são tão constantes como efémeras e, quando as tempestades se instalam, os helicópteros deixam de aparecer e o isolamento pode durar semanas.

A Dura Subsistência de Muitos Mushers Aficcionados

A maior parte destes mushers são apaixonados pela modalidade e competem com os seus melhores cães nas principais provas, incluindo as mundialmente famosas Iditarod Trail e Yukon Quest.

Dog mushing, acampamento dog mushing, Godwin, Seward, Alasca

Dog mushing em ziguezague, junto ao acampamento de Godwin, Seward.

Alguns dias antes de chegarmos a Juneau, conhecemos Greg Stoddard sobre o campo de gelo de Godwin, situado na proximidade de Seward, nas terras altas da Península Kenai.

Tratador de Dog mushing, Godwin, Seward, Alasca

Greg Stoddard acaricia um dos cães que está incumbido de tratar.

Apesar dos latires e uivos ensurdecedores, Greg explica-nos o funcionamento do acampamento mas depressa atalha caminho para esclarecimentos e estórias do verdadeiro mushing. 

Confessa, sem cerimónias, que a associação às empresas de voos panorâmicos e os meses passados na montanha lhes permitem dedicar-se, depois, a tempo inteiro aos treinos e à competição evitando antigos constrangimentos financeiros, os mesmos que muitos dos colegas mushers continuam a sofrer.

Decorridos alguns minutos, volta a interromper a conversa para atender a nova leva de turistas que acaba de sair do helicóptero.

Cães de dog mushing-acampamento dog mushing, Godwin, Seward, Alasca

Cães de dog mushing uivam ansiosos por poderem correr.

Leva a cabo mais um curto périplo pelo acampamento, agrupa uma equipa de cães ansiosos e, transmitidas aos passageiros as instruções básicas de condução dos trenós, um colega faz a equipa canina deslizar sobre um trilho fechado já bem escavado na neve, incentivada por dois líderes Siberian Huskies conflituosos.

Aproveitando uma curta pausa do passeio, uma “passageira” cinquentona de vestido esvoaçante às flores e chapéu de palha pede para mudar do trenó para o posto de musher e, em três tempos, confunde totalmente os cães com os seus comandos incoerentes. Até ao fim do percurso a dignidade do mushing pouco melhora.

Dog mushing em Godwin, Seward, Alasca

Tratador conduz uma equipa de cães puxadores que acabou de formar.

Nenhum dos povos esquimós do Grande Norte Árctico alguma vez pensou que a sua forma de locomoção milenar pudesse ser tão infamemente profanada mas, enquanto os cruzeiros atracarem no Alasca e os turistas do sul desembarcarem dispostos a gastar, este estranho Dog Mushing de Verão terá que continuar.

PN Oulanka, Finlândia

Um Lobo Pouco Solitário

Jukka “Era-Susi” Nordman criou uma das maiores matilhas de cães de trenó do mundo. Tornou-se numa das personagens mais emblemáticas da Finlândia mas continua fiel ao seu cognome: Wilderness Wolf.
Ketchikan, Alasca

Aqui Começa o Alasca

A realidade passa despercebida a boa parte do mundo, mas existem dois Alascas. Em termos urbanos, o estado é inaugurado no sul do seu oculto cabo de frigideira, uma faixa de terra separada dos restantes E.U.A. pelo litoral oeste do Canadá. Ketchikan, é a mais meridional das cidades alasquenses, a sua Capital da Chuva e a Capital Mundial do Salmão.
Anchorage a Homer, E.U.A.

Viagem ao Fim da Estrada Alasquense

Se Anchorage se tornou a grande cidade do 49º estado dos E.U.A., Homer, a 350km, é a sua mais famosa estrada sem saída. Os veteranos destas paragens consideram esta estranha língua de terra solo sagrado. Também veneram o facto de, dali, não poderem continuar para lado nenhum.
Monte Denali, Alasca

O Tecto Sagrado da América do Norte

Os indígenas Athabascan chamaram-no Denali, ou o Grande e reverenciam a sua altivez. Esta montanha deslumbrante suscitou a cobiça dos montanhistas e uma longa sucessão de ascensões recordistas.
Lagoa de Jok​ülsárlón, Islândia

O Canto e o Gelo

Criada pela água do oceano Árctico e pelo degelo do maior glaciar da Europa, Jokülsárlón forma um domínio frígido e imponente. Os islandeses reverenciam-na e prestam-lhe surpreendentes homenagens.
Glaciares

Planeta Azul-Gelado

Formam-se nas grandes latitudes e/ou altitudes. No Alasca ou na Nova Zelândia, na Argentina ou no Chile, os rios de gelo são sempre visões impressionantes de uma Terra tão frígida quanto inóspita.
Sitka, Alasca

Sitka: Viagem por um Alasca que Já foi Russo

Em 1867, o czar Alexandre II teve que vender o Alasca russo aos Estados Unidos. Na pequena cidade de Sitka, encontramos o legado russo mas também os nativos Tlingit que os combateram.
Prince William Sound, Alasca

Viagem por um Alasca Glacial

Encaixado contra as montanhas Chugach, Prince William Sound abriga alguns dos cenários descomunais do Alasca. Nem sismos poderosos nem uma maré negra devastadora afectaram o seu esplendor natural.
Juneau, Alasca

A Pequena Capital do Grande Alasca

De Junho a Agosto, Juneau desaparece por detrás dos navios de cruzeiro que atracam na sua doca-marginal. Ainda assim, é nesta pequena capital que se decidem os destinos do 49º estado norte-americano.
Talkeetna, Alasca

A Vida à Moda do Alasca de Talkeetna

Em tempos um mero entreposto mineiro, Talkeetna rejuvenesceu, em 1950, para servir os alpinistas do Monte McKinley. A povoação é, de longe, a mais alternativa e cativante entre Anchorage e Fairbanks.
Husavik a Myvatn, Islândia

Neve sem Fim na Ilha do Fogo

Quando, a meio de Maio, a Islândia já conta com o aconchego do sol mas o frio mas o frio e a neve perduram, os habitantes cedem a uma fascinante ansiedade estival.
PN Katmai, Alasca

Nos Passos do Grizzly Man

Timothy Treadwell conviveu Verões a fio com os ursos de Katmai. Em viagem pelo Alasca, seguimos alguns dos seus trilhos mas, ao contrário do protector tresloucado da espécie, nunca fomos longe demais.
costa, fiorde, Seydisfjordur, Islandia
Arquitectura & Design
Seydisfjordur, Islândia

Da Arte da Pesca à Pesca da Arte

Quando armadores de Reiquejavique compraram a frota pesqueira de Seydisfjordur, a povoação teve que se adaptar. Hoje, captura discípulos da arte de Dieter Roth e outras almas boémias e criativas.
Aventura
Circuito Annapurna: 5º- Ngawal-BragaNepal

Rumo a Braga. A Nepalesa.

Passamos nova manhã de meteorologia gloriosa à descoberta de Ngawal. Segue-se um curto trajecto na direcção de Manang, a principal povoação no caminho para o zénite do circuito Annapurna. Ficamo-nos por Braga (Braka). A aldeola não tardaria a provar-se uma das suas mais inolvidáveis escalas.
Salto para a frente, Naghol de Pentecostes, Bungee Jumping, Vanuatu
Cerimónias e Festividades
Pentecostes, Vanuatu

Naghol de Pentecostes: Bungee Jumping para Homens a Sério

Em 1995, o povo de Pentecostes ameaçou processar as empresas de desportos radicais por lhes terem roubado o ritual Naghol. Em termos de audácia, a imitação elástica fica muito aquém do original.
Escadaria Palácio Itamaraty, Brasilia, Utopia, Brasil
Cidades
Brasília, Brasil

Brasília: da Utopia à Capital e Arena Política do Brasil

Desde os tempos do Marquês de Pombal que se falava da transferência da capital para o interior. Hoje, a cidade quimera continua a parecer surreal mas dita as regras do desenvolvimento brasileiro.
Comida
Margilan, Usbequistão

Um Ganha Pão do Uzbequistão

Numa de muitas padarias de Margilan, desgastado pelo calor intenso do forno tandyr, o padeiro Maruf'Jon trabalha meio-cozido como os distintos pães tradicionais vendidos por todo o Usbequistão
Igreja Ortodoxa de Bolshoi Zayatski, ilhas Solovetsky, Rússia
Cultura
Bolshoi Zayatsky, Rússia

Misteriosas Babilónias Russas

Um conjunto de labirintos pré-históricos espirais feitos de pedras decoram a ilha Bolshoi Zayatsky, parte do arquipélago Solovetsky. Desprovidos de explicações sobre quando foram erguidos ou do seu significado, os habitantes destes confins setentrionais da Europa, tratam-nos por vavilons.
Corrida de Renas , Kings Cup, Inari, Finlândia
Desporto
Inari, Finlândia

A Corrida Mais Louca do Topo do Mundo

Há séculos que os lapões da Finlândia competem a reboque das suas renas. Na final da Kings Cup - Porokuninkuusajot - , confrontam-se a grande velocidade, bem acima do Círculo Polar Ártico e muito abaixo de zero.
Erika Mae
Em Viagem
Filipinas

Os Donos da Estrada Filipina

Com o fim da 2ª Guerra Mundial, os filipinos transformaram milhares de jipes norte-americanos abandonados e criaram o sistema de transporte nacional. Hoje, os exuberantes jeepneys estão para as curvas.
San Cristobal de Las Casas, Chiapas, Zapatismo, México, Catedral San Nicolau
Étnico
San Cristóbal de Las Casas, México

O Lar Doce Lar da Consciência Social Mexicana

Maia, mestiça e hispânica, zapatista e turística, campestre e cosmopolita, San Cristobal não tem mãos a medir. Nela, visitantes mochileiros e activistas políticos mexicanos e expatriados partilham uma mesma demanda ideológica.
arco-íris no Grand Canyon, um exemplo de luz fotográfica prodigiosa
Fotografia
Luz Natural (Parte 1)

E Fez-se Luz na Terra. Saiba usá-la.

O tema da luz na fotografia é inesgotável. Neste artigo, transmitimos-lhe algumas noções basilares sobre o seu comportamento, para começar, apenas e só face à geolocalização, a altura do dia e do ano.
Promessa?
História
Goa, Índia

Para Goa, Rapidamente e em Força

Uma súbita ânsia por herança tropical indo-portuguesa faz-nos viajar em vários transportes mas quase sem paragens, de Lisboa à famosa praia de Anjuna. Só ali, a muito custo, conseguimos descansar.
Ilhéu do Farol, Porto Santo, Ilhéu de Cima, Porto Santo, de Frente para a Ponta do Passo.
Ilhas
Ilhéu de Cima, Porto Santo, Portugal

A Primeira Luz de Quem Navega de Cima

Integra o grupo dos seis ilhéus em redor da Ilha de Porto Santo mas está longe de ser apenas mais um. Mesmo sendo o ponto limiar oriental do arquipélago da Madeira, é o ilhéu mais próximo dos portosantenses. À noite, também faz do fanal que confirma às embarcações vindas da Europa o bom rumo.
Igreja Sta Trindade, Kazbegi, Geórgia, Cáucaso
Inverno Branco
Kazbegi, Geórgia

Deus nas Alturas do Cáucaso

No século XIV, religiosos ortodoxos inspiraram-se numa ermida que um monge havia erguido a 4000 m de altitude e empoleiraram uma igreja entre o cume do Monte Kazbek (5047m) e a povoação no sopé. Cada vez mais visitantes acorrem a estas paragens místicas na iminência da Rússia. Como eles, para lá chegarmos, submetemo-nos aos caprichos da temerária Estrada Militar da Geórgia.
Recompensa Kukenam
Literatura
Monte Roraima, Venezuela

Viagem No Tempo ao Mundo Perdido do Monte Roraima

Perduram no cimo do Mte. Roraima cenários extraterrestres que resistiram a milhões de anos de erosão. Conan Doyle criou, em "O Mundo Perdido", uma ficção inspirada no lugar mas nunca o chegou a pisar.
Parque Nacional Gorongosa, Moçambique, Vida Selvagem, leões
Natureza
PN Gorongosa, Moçambique

O Coração Selvagem de Moçambique dá Sinais de Vida

A Gorongosa abrigava um dos mais exuberantes ecossistemas de África mas, de 1980 a 1992, sucumbiu à Guerra Civil travada entre a FRELIMO e a RENAMO. Greg Carr, o inventor milionário do Voice Mail recebeu a mensagem do embaixador moçambicano na ONU a desafiá-lo a apoiar Moçambique. Para bem do país e da humanidade, Carr comprometeu-se a ressuscitar o parque nacional deslumbrante que o governo colonial português lá criara.
Sheki, Outono no Cáucaso, Azerbaijão, Lares de Outono
Outono
Sheki, Azerbaijão

Outono no Cáucaso

Perdida entre as montanhas nevadas que separam a Europa da Ásia, Sheki é uma das povoações mais emblemáticas do Azerbaijão. A sua história em grande parte sedosa inclui períodos de grande aspereza. Quando a visitámos, tons pastéis de Outono davam mais cor a uma peculiar vida pós-soviética e muçulmana.
Vista do John Ford Point, Monument Valley, Nacao Navajo, Estados Unidos
Parques Naturais
Monument Valley, E.U.A.

Índios ou cowboys?

Realizadores de Westerns emblemáticos como John Ford imortalizaram aquele que é o maior território indígena dos Estados Unidos. Hoje, na Nação Navajo, os navajo também vivem na pele dos velhos inimigos.
Bertie em calhambeque, Napier, Nova Zelândia
Património Mundial UNESCO
Napier, Nova Zelândia

De Volta aos Anos 30

Devastada por um sismo, Napier foi reconstruida num Art Deco quase térreo e vive a fazer de conta que parou nos Anos Trinta. Os seus visitantes rendem-se à atmosfera Great Gatsby que a cidade encena.
Sósias dos irmãos Earp e amigo Doc Holliday em Tombstone, Estados Unidos da América
Personagens
Tombstone, E.U.A.

Tombstone: a Cidade Demasiado Dura para Morrer

Filões de prata descobertos no fim do século XIX fizeram de Tombstone um centro mineiro próspero e conflituoso na fronteira dos Estados Unidos com o México. Lawrence Kasdan, Kurt Russel, Kevin Costner e outros realizadores e actores hollywoodescos tornaram famosos os irmãos Earp e o duelo sanguinário de “O.K. Corral”. A Tombstone que, ao longo dos tempos tantas vidas reclamou, está para durar.
Jabula Beach, Kwazulu Natal, Africa do Sul
Praias
Santa Lucia, África do Sul

Uma África Tão Selvagem Quanto Zulu

Na eminência do litoral de Moçambique, a província de KwaZulu-Natal abriga uma inesperada África do Sul. Praias desertas repletas de dunas, vastos pântanos estuarinos e colinas cobertas de nevoeiro preenchem esta terra selvagem também banhada pelo oceano Índico. Partilham-na os súbditos da sempre orgulhosa nação zulu e uma das faunas mais prolíficas e diversificadas do continente africano.
Religião
Lhasa, Tibete

Quando o Budismo se Cansa da Meditação

Nem só com silêncio e retiro espiritual se procura o Nirvana. No Mosteiro de Sera, os jovens monges aperfeiçoam o seu saber budista com acesos confrontos dialécticos e bateres de palmas crepitantes.
Sobre carris
Sobre Carris

Viagens de Comboio: O Melhor do Mundo Sobre Carris

Nenhuma forma de viajar é tão repetitiva e enriquecedora como seguir sobre carris. Suba a bordo destas carruagens e composições díspares e aprecie os melhores cenários do Mundo sobre Carris.
Bar de Rua, Fremont Street, Las Vegas, Estados Unidos
Sociedade
Las Vegas, E.U.A.

O Berço da Cidade do Pecado

Nem sempre a famosa Strip concentrou a atenção de Las Vegas. Muitos dos seus hotéis e casinos replicaram o glamour de néon da rua que antes mais se destacava, a Fremont Street.
Vida Quotidiana
Profissões Árduas

O Pão que o Diabo Amassou

O trabalho é essencial à maior parte das vidas. Mas, certos trabalhos impõem um grau de esforço, monotonia ou perigosidade de que só alguns eleitos estão à altura.
Jipe cruza Damaraland, Namíbia
Vida Selvagem
Damaraland, Namíbia

Namíbia On the Rocks

Centenas de quilómetros para norte de Swakopmund, muitos mais das dunas emblemáticas de Sossuvlei, Damaraland acolhe desertos entrecortados por colinas de rochas avermelhadas, a maior montanha e a arte rupestre decana da jovem nação. Os colonos sul-africanos baptizaram esta região em função dos Damara, uma das etnias da Namíbia. Só estes e outros habitantes comprovam que fica na Terra.
Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai
Voos Panorâmicos
NaPali Coast, Havai

As Rugas Deslumbrantes do Havai

Kauai é a ilha mais verde e chuvosa do arquipélago havaiano. Também é a mais antiga. Enquanto exploramos a sua Napalo Coast por terra, mar e ar, espantamo-nos ao vermos como a passagem dos milénios só a favoreceu.