Jerusalém, Israel

Em Festa no Muro das Lamentações


Formação
Recrutas das IDF (Forças de Defesa de Israel) em formação durante um juramento de bandeira.
Fé e Determinação
Crentes, religiosos e militares juntos numa celebração de fé judaica e solidariedade sionista.
Respeito pela Pátria
Recrutas das IDF (Forças de Defesa de Israel) em formação junto a Toras e metralhadoras durante o seu juramento de bandeira.
Felicitação Judaica
Novo soldado é felicitado pela sua incorporação nas IDF (Forças de Defesa de Israel).
Juramento sem Lamentos
Público assiste a uma cerimónia de juramento de novos recrutas das IDF - Forças de Defesa de Israel - em frente ao Muro das Lamentações
Textos Sagrados
Militar de uniforme e quipá lê compenetrado junto ao Muro das Lamentações.
Formação 2
Recrutas das IDF (Força de Defesa de Israel) em formação durante um juramento de bandeira.
Fé religiosa e militar
Soldados e um judeu haredim (ortodoxo) partilham o conforto religioso do Muro das Lamentações.
Celebração em roda
Grupo de recrutas celebra a sua entrada nas Forças de Defesa de Israel.
Afro-Recruta
Recruta judeu de origem etíope durante uma cerimónia de Juramento de Bandeira das IDF (Forças de Defesa de Israel).
Marcha Triunfal
Militares judaicos recém-jurados e de várias origens descem uma escadaria que dá acesso à area do Muro das Lamentações.
Mancha sionista
Militares e fiéis ortodoxos e hadi (convencionais) partilham a sua fé e solidariedade em frente ao Muro das Lamentações.
Paz & Amor
Toras e metralhadoras lado a lado, durante uma cerimónia de Juramento de Bandeira das IDF (Forças de Defesa de Israel).
Espera Ansiosa
Grupo de novos recrutas aguarda num túnel a sua vez de aceder à Praça do Muro das Lamentações.
Soldados acrobatas
Militares aplicam-se numa manobra acrobata junto a uma arcada em frente ao Muro das Lamentações, sob uma yeshivá (escola judaica).
Muro Interior
Soldados oram paredes meias com judeus haredim (ortodoxos) e face à parede do Arco de Wilson, uma secção coberta do Muro das Lamentações.
Nem só a preces e orações atende o lugar mais sagrado do judaísmo. As suas pedras milenares testemunham, há décadas, o juramento dos novos recrutas das IDF e ecoam os gritos eufóricos que se seguem.

Estamos numa quinta-feira de Junho, como outra qualquer. A circulação por um dos túneis que dá acesso à praça do Muro Ocidental revela-se complicada.

Filas de jovens soldados de uniforme verde-azeitona preenchem parte do espaço apertado e atrasam a passagem pelos scanners que filtram quem acede ao lugar.

“Vocês, a ver se se decidem, ou entram ou saem”.

É a quinta vez no dia que usamos aquela entrada. Os guardas mizrahi (judeus do “leste”, no caso, de origem egípcia) que a controlam já nos conhecem e ao maléfico equipamento fotográfico que antes tiveram que inspeccionar. Aproveitam, assim, para brincar um pouco mas despacham-nos, em três tempos.

Do lado de lá da barreira, também a praça está diferente.

O Inesperado Panorama Militar do Muro das Lamentações

Ocupa-a uma formação geométrica de mais soldados, dispostos lado a lado. Na sua posição base, confrontam o muro mas volvem-se e movem-se consoante as ordens gritadas ao microfone por um superior. No lado oposto ao muro, algum público forma a última aresta do quadrado.

juramento sem lamentos, muro das lamentacoes, juramento bandeira IDF, Jerusalem, Israel

Público assiste a uma cerimónia de juramento de novos recrutas das IDF – Forças de Defesa de Israel – em frente ao Muro das Lamentações

Poucos países precisam de novos membros para as suas forças armadas como Israel, uma nação assente no judaísmo mas cercada de inimigos muçulmanos.

Não espanta, por isso, que a cerimónia de juramento – para alguns jovens o ponto alto da adolescência, para outros, da sua curta vida – se repita ali com regularidade.

Serviço Militar Obrigatório Para (Quase) Todos

Precede-a um recrutamento cuidado mas generoso. Na Agência Judaica para Israel online, as autoridades começam por deixar bem claro que o serviço militar é obrigatório para todos os cidadãos e residentes permanentes.

No caso dos ainda estrangeiros interessados,  explicam a necessidade da aliyah (emigração para Israel) e da obtenção da cidadania israelita. Mas são pragmáticos e espirituosos ao ponto de tratar os pretendentes sem parentes no país de forma especial.

Estes chayal boded (soldados “solitários” das forças armadas) usufruem de direitos e privilégios reforçados, elaborados para lhes tornar a vida mais fácil considerando que, como explica a agência, “não têm família em Israel para lhes lavar a roupa, para lhes cozinhar, enviar encomendas ou ouvi-los kvetch (queixar-se) nos fins de semana de folga.”

Não surpreende, como tal, a quantidade de rapazes de diferentes origens e visuais a seguir o protocolo.

novos recrutas, espera, muro das lamentacoes, juramento bandeira IDF, Jerusalem, Israel

Grupo de novos recrutas aguarda num túnel a sua vez de aceder à Praça do Muro das Lamentações.

A Fascinante MultiEtnicidade das Forças de Defesas de Israel

Lado a lado, marcham israelitas louros e ruivos, askenazis (com sangue da Europa central), alguns sefarditas (com ascendentes longínquos vindos da Ibéria), mizrahi (os provenientes de um amplo leste que contempla o Médio Oriente e o Norte de África) e vários grupos mais estritos.

Destes, destacam-se recrutas dos numerosos Beta Israel etíopes, etnia que o governo israelita salvou da guerra civil e da fome com as operações Moses (1984) e Solomon, a última conduzida pela CIA, em 1991, e em que dezenas de aviões comerciais da EL AL resgataram milhares de judeus dos campos de refugiados no Sudão.

judeu recruta, etiope, muro das lamentacoes, juramento bandeira IDF, Jerusalem, Israel

Recruta judeu de origem etíope durante uma cerimónia de Juramento de Bandeira das IDF (Forças de Defesa de Israel).

Outros chegam de países abastados, por fé ou fidelidade à causa sionista. Joey Fox foi um deles. Canadiano de nascimento, morador dos arredores de Toronto, cresceu numa família tradicional e recebeu dos pais uma educação judaica que, malgrado a distância, o ligou a Israel.

Visitou a pátria espiritual todos os anos até que, quando cumpriu os 22, se mudou para a Terra Santa e alistou no Tzahal, o nome hebraico corrente das IDF.

Dureza à Altura da Vulnerabilidade Politico-Militar de Israel

Como o próprio conta, “durante o treino, gritavam-me na cara a toda a hora, fui gaseado, forçado a prosseguir dias a fio sem comer, dormir, tomar duche ou trocar de roupa. Éramos também obrigados a dormir a céu aberto durante os Invernos miseráveis do deserto”.

Terminada a preparação, foi incorporado. E a primeira missão que recebeu dificilmente podia ser vista como uma recompensa. O seu 50º batalhão ficou incumbido de defender a comunidade judaica de Hebron.

respeito pela patria, muro das lamentacoes, juramento bandeira IDF, Jerusalem, Israel

Recrutas das IDF (Forças de Defesa de Israel) em formação junto a Toras e metralhadoras durante o seu juramento de bandeira.

Joey continua a descrever: “para resumir, tínhamos que proteger 750 judeus que viviam num vale … entre 300.000 árabes mas, apesar das dificuldades, sempre senti orgulho a usar o meu uniforme e a minha quipá …”

As Duas Fases do Juramento de Bandeira: a Disciplina Militar

A voz de comando soa, em hebraico, pomposa e trovejante.

Os recrutas respondem com coordenação às ordens dadas à parada, empunhando com firmeza as espingardas M-16 que aprenderam a disparar e que os continuarão a acompanhar.

Segue-se um discurso mais longo e o juramento em si que vincula cada uns dos novos militares a Israel.

Os elementos que terminaram a sua participação na cerimónia juntam-se numa escadaria num canto da praça onde trocam abraços e entoam cânticos nacionalistas.

Enquanto outros recebem as felicitações dos israelitas mais comovidos presentes na praça.

felicitacao judaica, muro das lamentacoes, juramento bandeira IDF, Jerusalem, Israel

Novo soldado é felicitado pela sua incorporação nas IDF (Forças de Defesa de Israel).

O pôr-do-sol do dia seguinte marca o início do sabat e do descanso obrigatório. Crentes dos bairros judeus de Jerusalém descem as escadarias da cidade velha em direcção ao Kotel (Muro das Lamentações).

São, em grande parte, haredim, ultra-ortodoxos, facilmente identificáveis pelos trajes negros, pelos chapéus antiquados (borsalinos, fedoras, shtreimels, kolpiks, trilbys e outros, consoante a origem de cada seita) e pelos seus peots, os cabelos encaracolados que lhes pendem das têmporas.

Apesar de não poderem partilhar juntos o muro, vêm com as suas esposas que, segundo os princípios morais de modéstia tzniut, trajam vestidos simples que lhes cobrem totalmente braços e pernas.

soldados, acrobatas, muro das lamentacoes, juramento bandeira IDF, Jerusalem, Israel

Militares aplicam-se numa manobra acrobata em frente ao Muro das Lamentações, sob uma yeshivá (escola judaica).

E a Celebração e Exaltação Religiosa

Por cada uma das entradas, afluem também judeus hadis (crentes convencionais), estudantes de yeshivá das escolas em redor, temporariamente dispensados da aprendizagem da tora e do talmude.

soldados e judeu, muro das lamentacoes, juramento bandeira IDF, Jerusalem, Israel

Soldados e um judeu haredim (ortodoxo) partilham o conforto religioso do Muro das Lamentações.

E juntam-se-lhes agrupamentos entusiásticos dos recém-admitidos soldados das IDF, ainda com as fardas verde-azeitona do dia anterior.

Os haredim ocupam a sua posição frontal e predominante face ao muro e num grande minyan (grupo de oração) professam e apelam a Deus embalando-se na direcção das pedras milenares.

Entretanto escurece. Os militares aglomeram-se mais atrás, num círculo de comemoração que aumenta e se torna hiperactivo.

crentes, religiosos, militares, muro das lamentacoes, juramento bandeira IDF, Jerusalem, Israel

Crentes, religiosos e militares juntos numa celebração de fé judaica e solidariedade sionista.

Saltam e giram para um e para o outro lado. Os gritos e cantos patriotas sucedem-se de novo.

Enquanto isto, a bandeira com a estrela David ondula. Valida o que move toda esta comoção: Am Yisrael chai.

O Povo de Israel Vive.

Militares

Defensores das Suas Pátrias

Mesmo em tempos de paz, detectamos militares por todo o lado. A postos, nas cidades, cumprem missões rotineiras que requerem rigor e paciência.
São João de Acre, Israel

A Fortaleza que Resistiu a Tudo

Foi alvo frequente das Cruzadas e tomada e retomada vezes sem conta. Hoje, israelita, Acre é partilhada por árabes e judeus. Vive tempos bem mais pacíficos e estáveis que aqueles por que passou.
Pirenópolis, Brasil

Cavalgada de Fé

Introduzida, em 1819, por padres portugueses, a Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis agrega uma complexa rede de celebrações religiosas e pagãs. Dura mais de 20 dias, passados, em grande parte, sobre a sela.

Istambul, Turquia

Onde o Oriente encontra o Ocidente, a Turquia Procura um Rumo

Metrópole emblemática e grandiosa, Istambul vive numa encruzilhada. Como a Turquia em geral, dividida entre a laicidade e o islamismo, a tradição e a modernidade, continua sem saber que caminho seguir

Tsfat (Safed), Israel

Quando a Cabala é Vítima de Si Mesma

Nos anos 50, Tsfat congregava a vida artística da jovem nação israelita e recuperava a sua mística secular. Mas convertidos famosos como Madonna vieram perturbar a mais elementar discrição cabalista.
Jerusalém, Israel

Mais Perto de Deus

Três mil anos de uma história tão mística quanto atribulada ganham vida em Jerusalém. Venerada por cristãos, judeus e muçulmanos, esta cidade irradia controvérsias mas atrai crentes de todo o Mundo.
Jaffa, Israel

Onde Assenta a Telavive Sempre em Festa

Telavive é famosa pela noite mais intensa do Médio Oriente. Mas, se os seus jovens se divertem até à exaustão nas discotecas à beira Mediterrâneo, é cada vez mais na vizinha Old Jaffa que dão o nó.
Jerusalém, Israel

Pelas Ruas Beliciosas da Via Dolorosa

Em Jerusalém, enquanto percorrem a Via Dolorosa, os crentes mais sensíveis apercebem-se de como a paz do Senhor é difícil de alcançar nas ruelas mais disputadas à face da Terra.
Mar Morto, Israel

À Tona d'água, nas Profundezas da Terra

É o lugar mais baixo à superfície do planeta e palco de várias narrativas bíblicas. Mas o Mar Morto também é especial pela concentração de sal que inviabiliza a vida mas sustém quem nele se banha.
Massada, Israel

Massada: a Derradeira Fortaleza Judaica

Em 73 d.C, após meses de cerco, uma legião romana constatou que os resistentes no topo de Massada se tinham suicidado. De novo judaica, esta fortaleza é agora o símbolo supremo da determinação sionista
Jaffa, Israel

Protestos Pouco Ortodoxos

Uma construção em Jaffa, Telavive, ameaçava profanar o que os judeus ultra-ortodoxos pensavam ser vestígios dos seus antepassados. E nem a revelação de se tratarem de jazigos pagãos os demoveu da contestação.
Basílica Santo Sepúlcro, Jerusalém, Israel

O Templo Supremo das Velhas Igrejas Cristãs

Foi mandada construir pelo imperador Constantino, no lugar da Crucificação e Ressurreição de Jesus e de um antigo templo de Vénus. Na génese, uma obra Bizantina, a Basílica do Santo Sepúlcro é, hoje, partilhada e disputada por várias denominações cristãs como o grande edifício unificador do Cristianismo.
hipopotamos, parque nacional chobe, botswana
Safari
PN Chobe, Botswana

Chobe: um rio na Fronteira da Vida com a Morte

O Chobe marca a divisão entre o Botswana e três dos países vizinhos, a Zâmbia, o Zimbabwé e a Namíbia. Mas o seu leito caprichoso tem uma função bem mais crucial que esta delimitação política.
Caminhantes no trilho do Ice Lake, Circuito Annapurna, Nepal
Annapurna (circuito)
Circuito Annapurna: 7º - Braga - Ice Lake, Nepal

Circuito Annapurna – A Aclimatização Dolorosa do Ice Lake

Na subida para o povoado de Ghyaru, tivemos uma primeira e inesperada mostra do quão extasiante se pode provar o Circuito Annapurna. Nove quilómetros depois, em Braga, pela necessidade de aclimatizarmos ascendemos dos 3.470m de Braga aos 4.600m do lago de Kicho Tal. Só sentimos algum esperado cansaço e o avolumar do deslumbre pela Cordilheira Annapurna.
hacienda mucuyche, Iucatão, México, canal
Arquitectura & Design
Iucatão, México

Entre Haciendas e Cenotes, pela História do Iucatão

Em redor da capital Mérida, para cada velha hacienda henequenera colonial há pelo menos um cenote. Com frequência, coexistem e, como aconteceu com a semi-recuperada Hacienda Mucuyché, em duo, resultam nalguns dos lugares mais sublimes do sudeste mexicano.

Pleno Dog Mushing
Aventura
Seward, Alasca

O Dog Mushing Estival do Alasca

Estão quase 30º e os glaciares degelam. No Alasca, os empresários têm pouco tempo para enriquecer. Até ao fim de Agosto, o dog mushing não pode parar.
Sombra de sucesso
Cerimónias e Festividades
Champotón, México

Rodeo Debaixo de Sombreros

Champoton, em Campeche, acolhe uma feira honra da Virgén de La Concepción. O rodeo mexicano sob sombreros local revela a elegância e perícia dos vaqueiros da região.
Bonaire, ilha, Antilhas Holandesas, ABC, Caraíbas, Rincon
Cidades
Rincon, Bonaire

O Recanto Pioneiro das Antilhas Holandesas

Pouco depois da chegada de Colombo às Américas, os castelhanos descobriram uma ilha caribenha a que chamaram Brasil. Receosos da ameaça pirata, esconderam a primeira povoação num vale. Decorrido um século, os holandeses apoderaram-se dessa ilha e rebaptizaram-na de Bonaire. Não apagaram o nome despretensioso da colónia precursora: Rincon.
Singapura Capital Asiática Comida, Basmati Bismi
Comida
Singapura

A Capital Asiática da Comida

Eram 4 as etnias condóminas de Singapura, cada qual com a sua tradição culinária. Adicionou-se a influência de milhares de imigrados e expatriados numa ilha com metade da área de Londres. Apurou-se a nação com a maior diversidade gastronómica do Oriente.
Sol e coqueiros, São Nicolau, Cabo Verde
Cultura
São Nicolau, Cabo Verde

São Nicolau: Romaria à Terra di Sodade

Partidas forçadas como as que inspiraram a famosa morna “Sodade” deixaram bem vincada a dor de ter que deixar as ilhas de Cabo Verde. À descoberta de Saninclau, entre o encanto e o deslumbre, perseguimos a génese da canção e da melancolia.
Espectador, Melbourne Cricket Ground-Rules footbal, Melbourne, Australia
Desporto
Melbourne, Austrália

O Futebol em que os Australianos Ditam as Regras

Apesar de praticado desde 1841, o Futebol Australiano só conquistou parte da grande ilha. A internacionalização nunca passou do papel, travada pela concorrência do râguebi e do futebol clássico.
Assuão, Egipto, rio Nilo encontra a África negra, ilha Elefantina
Em Viagem
Assuão, Egipto

Onde O Nilo Acolhe a África Negra

1200km para montante do seu delta, o Nilo deixa de ser navegável. A última das grandes cidades egípcias marca a fusão entre o território árabe e o núbio. Desde que nasce no lago Vitória, o rio dá vida a inúmeros povos africanos de tez escura.
Étnico
São Nicolau, Cabo Verde

Fotografia dess Nha Terra São Nicolau

A voz da saudosa Cesária Verde cristalizou o sentimento dos cabo-verdianos que se viram forçados a deixar a sua ilha. Quem visita São Nicolau ou, vá lá que seja, admira imagens que a bem ilustrem, percebe porque os seus lhe chamam, para sempre e com orgulho, nha terra.
luz solar fotografia, sol, luzes
Portfólio Fotográfico Got2Globe
Luz Natural (Parte 2)

Um Sol, tantas Luzes

A maior parte das fotografias em viagem são tiradas com luz solar. A luz solar e a meteorologia formam uma interacção caprichosa. Saiba como a prever, detectar e usar no seu melhor.
Uxmal, Iucatão, capital Maia, a Pirâmide do Adivinho
História
Uxmal, Iucatão, México

A Capital Maia que Se Empilhou Até ao Colapso

O termo Uxmal significa construída três vezes. Na longa era pré-Hispânica de disputa do mundo Maia, a cidade teve o seu apogeu, correspondente ao cimo da Pirâmide do Adivinho no seu âmago. Terá sido abandonada antes da Conquista Espanhola do Iucatão. As suas ruínas são das mais intactas da Península do Iucatão.
Elafonisi, Creta, Grécia
Ilhas
Chania a Elafonisi, Creta, Grécia

Ida à Praia à Moda de Creta

À descoberta do ocidente cretense, deixamos Chania, percorremos a garganta de Topolia e desfiladeiros menos marcados. Alguns quilómetros depois, chegamos a um recanto mediterrânico de aguarela e de sonho, o da ilha de Elafonisi e sua lagoa.
Oulu Finlândia, Passagem do Tempo
Inverno Branco
Oulu, Finlândia

Oulu: uma Ode ao Inverno

Situada no cimo nordeste do Golfo de Bótnia, Oulu é uma das cidades mais antigas da Finlândia e a sua capital setentrional. A meros 220km do Círculo Polar Árctico, até nos meses mais frígidos concede uma vida ao ar livre prodigiosa.
Recompensa Kukenam
Literatura
Monte Roraima, Venezuela

Viagem No Tempo ao Mundo Perdido do Monte Roraima

Perduram no cimo do Monte Roraima cenários extraterrestres que resistiram a milhões de anos de erosão. Conan Doyle criou, em "O Mundo Perdido", uma ficção inspirada no lugar mas nunca o chegou a pisar.
Banhista, The Baths, Devil's Bay (The Baths) National Park, Virgin Gorda, Ilhas Virgens Britânicas
Natureza
Virgin Gorda, Ilhas Virgens Britânicas

Os “Caribanhos” Divinais de Virgin Gorda

À descoberta das Ilhas Virgens, desembarcamos numa beira-mar tropical e sedutora salpicada de enormes rochedos graníticos. Os The Baths parecem saídos das Seicheles mas são um dos cenários marinhos mais exuberantes das Caraíbas.
Estátua Mãe-Arménia, Erevan, Arménia
Outono
Erevan, Arménia

Uma Capital entre o Leste e o Ocidente

Herdeira da civilização soviética, alinhada com a grande Rússia, a Arménia deixa-se seduzir pelos modos mais democráticos e sofisticados da Europa Ocidental. Nos últimos tempos, os dois mundos têm colidido nas ruas da sua capital. Da disputa popular e política, Erevan ditará o novo rumo da nação.
Comboio Kuranda train, Cairns, Queensland, Australia
Parques Naturais
Cairns-Kuranda, Austrália

Comboio para o Meio da Selva

Construído a partir de Cairns para salvar da fome mineiros isolados na floresta tropical por inundações, com o tempo, o Kuranda Railway tornou-se no ganha-pão de centenas de aussies alternativos.
Porto Rico, San Juan, Cidade muralhada, panoramica
Património Mundial UNESCO
San Juan, Porto Rico

O Porto Rico e Muralhado de San Juan Bautista

San Juan é a segunda cidade colonial mais antiga das Américas, a seguir à vizinha dominicana de Santo Domingo. Entreposto pioneiro da rota que levava o ouro e a prata do Novo Mundo para Espanha, foi atacada vezes sem conta. As suas fortificações incríveis ainda protegem uma das capitais mais vivas e prodigiosas das Caraíbas.
Sósias dos irmãos Earp e amigo Doc Holliday em Tombstone, Estados Unidos da América
Personagens
Tombstone, E.U.A.

Tombstone: a Cidade Demasiado Dura para Morrer

Filões de prata descobertos no fim do século XIX fizeram de Tombstone um centro mineiro próspero e conflituoso na fronteira dos Estados Unidos com o México. Lawrence Kasdan, Kurt Russel, Kevin Costner e outros realizadores e actores hollywoodescos tornaram famosos os irmãos Earp e o duelo sanguinário de “O.K. Corral”. A Tombstone que, ao longo dos tempos tantas vidas reclamou, está para durar.
Baie d'Oro, Île des Pins, Nova Caledonia
Praias
Île-des-Pins, Nova Caledónia

A Ilha que se Encostou ao Paraíso

Em 1964, Katsura Morimura deliciou o Japão com um romance-turquesa passado em Ouvéa. Mas a vizinha Île-des-Pins apoderou-se do título "A Ilha mais próxima do Paraíso" e extasia os seus visitantes.
Cortejo garrido
Religião
Suzdal, Rússia

Mil Anos de Rússia à Moda Antiga

Foi uma capital pródiga quando Moscovo não passava de um lugarejo rural. Pelo caminho, perdeu relevância política mas acumulou a maior concentração de igrejas, mosteiros e conventos do país dos czares. Hoje, sob as suas incontáveis cúpulas, Suzdal é tão ortodoxa quanto monumental.
Comboio do Fim do Mundo, Terra do Fogo, Argentina
Sobre Carris
Ushuaia, Argentina

Ultima Estação: Fim do Mundo

Até 1947, o Tren del Fin del Mundo fez incontáveis viagens para que os condenados do presídio de Ushuaia cortassem lenha. Hoje, os passageiros são outros mas nenhuma outra composição passa mais a Sul.
Kente Festival Agotime, Gana, ouro
Sociedade
Kumasi a Kpetoe, Gana

Uma Viagem-Celebração da Moda Tradicional Ganesa

Após algum tempo na grande capital ganesa ashanti cruzamos o país até junto à fronteira com o Togo. Os motivos para esta longa travessia foram os do kente, um tecido de tal maneira reverenciado no Gana que diversos chefes tribais lhe dedicam todos os anos um faustoso festival.
Mulheres com cabelos longos de Huang Luo, Guangxi, China
Vida Quotidiana
Longsheng, China

Huang Luo: a Aldeia Chinesa dos Cabelos mais Longos

Numa região multiétnica coberta de arrozais socalcados, as mulheres de Huang Luo renderam-se a uma mesma obsessão capilar. Deixam crescer os cabelos mais longos do mundo, anos a fio, até um comprimento médio de 170 a 200 cm. Por estranho que pareça, para os manterem belos e lustrosos, usam apenas água e arrôz.
O rio Zambeze, PN Mana Poools
Vida Selvagem
Kanga Pan, Mana Pools NP, Zimbabwe

Um Manancial Perene de Vida Selvagem

Uma depressão situada a 15km para sudeste do rio Zambeze retém água e minerais durante toda a época seca do Zimbabué. A Kanga Pan, como é conhecida, nutre um dos ecossistemas mais prolíficos do imenso e deslumbrante Parque Nacional Mana Pools.
Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai
Voos Panorâmicos
NaPali Coast, Havai

As Rugas Deslumbrantes do Havai

Kauai é a ilha mais verde e chuvosa do arquipélago havaiano. Também é a mais antiga. Enquanto exploramos a sua Napalo Coast por terra, mar e ar, espantamo-nos ao vermos como a passagem dos milénios só a favoreceu.