Israel


Mar Morto, Israel
À Tona d’água, nas Profundezas da Terra
É o lugar mais baixo à superfície do planeta e palco de várias narrativas bíblicas. Mas o Mar Morto também é especial pela concentração de sal que inviabiliza a vida mas sustém quem nele se banha.
São João de Acre, Israel
A Fortaleza que Resistiu a Tudo
Foi alvo frequente das Cruzadas e tomada e retomada vezes sem conta. Hoje, israelita, Acre é partilhada por árabes e judeus. Vive tempos bem mais pacíficos e estáveis que aqueles por que passou.
Tsfat (Safed), Israel
Quando a Cabala é Vítima de Si Mesma
Nos anos 50, Tsfat congregava a vida artística da jovem nação israelita e recuperava a sua mística secular. Mas convertidos famosos como Madonna vieram perturbar a mais elementar discrição cabalista.
Jerusalém, Israel
Mais Perto de Deus
Três mil anos de uma história tão mística quanto atribulada ganham vida em Jerusalém. Venerada por cristãos, judeus e muçulmanos, esta cidade irradia controvérsias mas atrai crentes de todo o Mundo.
Jaffa, Israel
Onde Assenta a Telavive Sempre em Festa
Telavive é famosa pela noite mais intensa do Médio Oriente. Mas, se os seus jovens se divertem até à exaustão nas discotecas à beira Mediterrâneo, é cada vez mais na vizinha Old Jaffa que dão o nó.
Jerusalém, Israel
Pelas Ruas Beliciosas da Via Dolorosa
Em Jerusalém, enquanto percorrem a Via Dolorosa, os crentes mais sensíveis apercebem-se de como a paz do Senhor é difícil de alcançar nas ruelas mais disputadas à face da Terra.
Massada, Israel
Massada: a Derradeira Fortaleza Judaica
Em 73 d.C, após meses de cerco, uma legião romana constatou que os resistentes no topo de Massada se tinham suicidado. De novo judaica, esta fortaleza é agora o símbolo supremo da determinação sionista
Jerusalém, Israel
Em Festa no Muro das Lamentações
Nem só a preces e orações atende o lugar mais sagrado do judaísmo. As suas pedras milenares testemunham, há décadas, o juramento dos novos recrutas das IDF e ecoam os gritos eufóricos que se seguem.
Jaffa, Israel
Protestos Pouco Ortodoxos
Uma construção em Jaffa, Telavive, ameaçava profanar o que os judeus ultra-ortodoxos pensavam ser vestígios dos seus antepassados. E nem a revelação de se tratarem de jazigos pagãos os demoveu da contestação.
Basílica Santo Sepúlcro, Jerusalém, Israel
O Templo Supremo das Velhas Igrejas Cristãs
Foi mandada construir pelo imperador Constantino, no lugar da Crucificação e Ressurreição de Jesus e de um antigo templo de Vénus. Na génese, uma obra Bizantina, a Basílica do Santo Sepúlcro é, hoje, partilhada e disputada por várias denominações cristãs como o grande edifício unificador do Cristianismo.
Mar Morto, Tona de água, Lugar Mais Baixo Terra, Israel, repouso
Mar Morto, Israel

À Tona d’água, nas Profundezas da Terra

É o lugar mais baixo à superfície do planeta e palco de várias narrativas bíblicas. Mas o Mar Morto também é especial pela concentração de sal que inviabiliza a vida mas sustém quem nele se banha.
Acre, Fortaleza dos Templários, Israel, Doces crocantes
São João de Acre, Israel

A Fortaleza que Resistiu a Tudo

Foi alvo frequente das Cruzadas e tomada e retomada vezes sem conta. Hoje, israelita, Acre é partilhada por árabes e judeus. Vive tempos bem mais pacíficos e estáveis que aqueles por que passou.
Estante Sagrada
Tsfat (Safed), Israel

Quando a Cabala é Vítima de Si Mesma

Nos anos 50, Tsfat congregava a vida artística da jovem nação israelita e recuperava a sua mística secular. Mas convertidos famosos como Madonna vieram perturbar a mais elementar discrição cabalista.
Jerusalém deus, Israel, cidade dourada
Jerusalém, Israel

Mais Perto de Deus

Três mil anos de uma história tão mística quanto atribulada ganham vida em Jerusalém. Venerada por cristãos, judeus e muçulmanos, esta cidade irradia controvérsias mas atrai crentes de todo o Mundo.
Casamentos em Jaffa, Israel,
Jaffa, Israel

Onde Assenta a Telavive Sempre em Festa

Telavive é famosa pela noite mais intensa do Médio Oriente. Mas, se os seus jovens se divertem até à exaustão nas discotecas à beira Mediterrâneo, é cada vez mais na vizinha Old Jaffa que dão o nó.
Via Conflituosa
Jerusalém, Israel

Pelas Ruas Beliciosas da Via Dolorosa

Em Jerusalém, enquanto percorrem a Via Dolorosa, os crentes mais sensíveis apercebem-se de como a paz do Senhor é difícil de alcançar nas ruelas mais disputadas à face da Terra.
Fortaleza de Massada, Israel
Massada, Israel

Massada: a Derradeira Fortaleza Judaica

Em 73 d.C, após meses de cerco, uma legião romana constatou que os resistentes no topo de Massada se tinham suicidado. De novo judaica, esta fortaleza é agora o símbolo supremo da determinação sionista
religiosos militares, muro das lamentacoes, juramento bandeira IDF, Jerusalem, Israel
Jerusalém, Israel

Em Festa no Muro das Lamentações

Nem só a preces e orações atende o lugar mais sagrado do judaísmo. As suas pedras milenares testemunham, há décadas, o juramento dos novos recrutas das IDF e ecoam os gritos eufóricos que se seguem.
Intervenção policial, judeus utraortodoxos, jaffa, Telavive, Israel
Jaffa, Israel

Protestos Pouco Ortodoxos

Uma construção em Jaffa, Telavive, ameaçava profanar o que os judeus ultra-ortodoxos pensavam ser vestígios dos seus antepassados. E nem a revelação de se tratarem de jazigos pagãos os demoveu da contestação.
Santo Sepulcro, Jerusalém, igrejas cristãs, sacerdote com insensário
Basílica Santo Sepúlcro, Jerusalém, Israel

O Templo Supremo das Velhas Igrejas Cristãs

Foi mandada construir pelo imperador Constantino, no lugar da Crucificação e Ressurreição de Jesus e de um antigo templo de Vénus. Na génese, uma obra Bizantina, a Basílica do Santo Sepúlcro é, hoje, partilhada e disputada por várias denominações cristãs como o grande edifício unificador do Cristianismo.

Mapa


Como ir


VISTOS E OUTROS PROCEDIMENTOS

É necessário apenas passaporte com validade de 6 meses para entrar no país. À chegada, são-lhe concedidos 30 dias de estadia. São as próprias autoridades israelitas a alertar os visitantes do país que, salvo faça questão, não lhes será carimbado o passaporte em virtude de vários países muçulmanos recusarem a entrada a viajantes com carimbos de entrada em Israel nos seus passaportes.

CUIDADOS DE SAÚDE E SEGURANÇA

As autoridades israelitas não requerem comprovativo de nenhuma vacina em específico para permitir a entrada no país. Tenha em atenção a protecção contra o sol abrasivo e a hidratação se viajar para os domínios inóspitos do deserto de Negev.

Para mais informações sobre saúde em viagem, consulte o Portal da Saúde do Ministério da Saúde e Clínica de Medicina Tropical e do Viajante. Em FitForTravel encontra conselhos de saúde e prevenção de doenças específicas de cada país (em língua inglesa).

Avalie com atenção a situação político-militar entre Israel e os territórios palestinos antes de viajar para Israel. Verificam-se frequentemente períodos de instabilidade com ataques de parte a parte e atentados terroristas perpetrados por palestinianos no território Israelita. 

VIAGEM PARA ISRAEL

Voe para Madrid com a TAP, (tel.: 707 205 700). A EL Al voa directamente de Madrid para Tel Aviv por a partir de 430€. 

A não perder


  • Jerusalém
  • Telavive e Jaffa
  • Mar Morto e Masada
  • ​Belém
  • Caesarea
  • Haifa
  • Akko
  • Tsfat
  • Montes Golã
  • Mar da Galileia 
  • Nazaré
  • Mitzpe Ramon
  • Eilat

Explorar


VOOS INTERNOS

Israel Airlines e a EL Al operam voos com destinos em Tel Aviv, Eilat e Haifa por a partir de 20€ (só ida). 

COMBOIO

A rede ferroviária de Israel modernizou-se recentemente. Os comboios geridos pela Israel Railways viajam nas linhas Nahariya – Beer Sheva via Haifa – Tel Aviv e aeroporto Ben Gurion; Tel Aviv – Binyamina – Ashkelon – Kfar Sava – Rishon LeZion – Modiin e Bet Shemesh;  Bet Shemesh – Jerusalem; Beer Sheva – Dimona. Os bilhetes de comboio são mais caros que os dos autocarros.

ALUGUER DE CARRO

Apenas e só se a situação político-militar se mantiver estável (Israel tem fases de conflito intermitentes com os palestinianos com palco tanto na Faixa de Gaza como na Cisjordânia) a melhor forma de se movimentar em Israel com relativa independência é em carro alugado.

O país é pequeno, as estradas são boas assim como as indicações que surgem invariavelmente também em alfabeto romano. Um veículo de classe económica alugado no aeroporto de Tel Aviv custa a partir de 20€ por dia. 

AUTOCARRO

Se preferir não alugar carro pode perfeitamente optar pelo autocarro. É a forma de transporte mais popular em Israel. O sistema é rápido, pouco dispendioso e fiável entre as principais povoações. No entanto, não é propriamente fácil planear uma descoberta abrangente do país de autocarro. A empresa nacional é a Egged. Visite o site e faça a sua tentativa.

Em complemento pode recorrer aos mini-bus chamados em Israel, monit sherut. Seguem rotas semelhantes às dos autocarros mas são mais rápidos, podem deter-se em qualquer lugar para recolher passageiros e funcionam mais horas do dias e, caso raro em Israel, até no Shabat quando quase todo o sector judaico do país pára. Os transportes públicos transportam frequentemente soldados das IDF (Forças de Defesa de Israel) às vezes em grandes quantidades.

OUTROS

Outras possibilidades para este e outros trajectos são o táxi convencional (por volta dos 40€) ou sherut, um táxi-carrinha. 

Neste caso contacte a Nesher Service Táxis +972 2 6253233. A Nesher é também a única hipótese de transporte entre o aeroporto de Ben Gurion (Tel Aviv) e Jerusalém nos dias sabat  (sexta à tarde e Sábado), quando todas as outras alternativas deixam de funcionar.

Quando ir


Todas as alturas são boas para visitar Israel mas, se quiser evitar os extremos climáticos do país, opte pela Primavera e pelo Outono. Israel tem quatro estações semelhantes às de Portugal. O Verão é invariavelmente quente e ainda mais seco que o resto do ano com temperaturas que passam facilmente os 30ºC e chegam aos 45ºC no Mar Morto e Deserto do Negev. Mais informações em Israel Weather News  

Dinheiro e Custos


A moeda israelita é o Shekel (ILS). Existem caixas multibanco nas principais cidades e povoações e os pagamentos com cartão de crédito são possíveis nos estabelecimentos mais sofisticados. Israel é o país do Médio Oriente com custo de vida mais elevado, equiparável ao da Europa Ocidental e ao dos Estados Unidos. Prepare-se para gastar facilmente um mínimo de 80€ por dia, relativamente mais se tiver alugado carro ou fizer percursos mais longos em transportes públicos.

ALOJAMENTO

Como país que “exporta” os seus mochileiros poupados para todo o mundo, Israel tem as suas guest houses e hostels alternativos e a preços controlados. Espere pagar a partir de 30€ noite. Para visitantes habituados a mais conforto e requinte, também não faltam hóteis e resorts sofisticados e dispendiosos por todo o país, com diárias exorbitantes.

ALIMENTAÇÃO

Uma refeição completa num restaurante com alguma sofisticação pode facilmente custar 40€ a 50€. Se tiver que gastar significativamente menos opte pelos bares que servem snacks tradicionais pronto-a-comer como falafel em pão pita, ou shwarma em lafa. Acompanhadas de uma bebida, ficam por cerca de 9€.

INTERNET

É rápida e estável e quase sempre incluída nas diárias dos hostels e hotéis. Os bares e cafés com acesso gratuito no interior e esplanadas são comuns. De qualquer maneira, se tiver necessidade de recorrer a um internet café, espere pagar por volta de 3,50€ por hora de navegação. Todo o centro de Jerusalém é considerado área de Wi-fi gratuito. O governo israelita planeia alargar a oferta a mais zonas da cidade e a outras cidades.

 

 

EN FR PT ES