Viajar Não Custa

Na próxima viagem, não deixe o seu dinheiro voar


Capitalismo Oriental
Clientes deixam a loja requintada da Prada, em Tóquio.
Promo nipónica
Jovens vendedores de uma loja de Osaka fazem grande espalhafato para promover um qualquer produto em promoção.
Nem só a altura do ano e antecedência com que reservamos voos, estadias etc têm influência no custo de uma viagem. As formas de pagamento que usamo nos destinos pode representar uma grande diferença.

É uma das inúmeras decisões a tomar na preparação de uma viagem e quanto mais longa e complexa for essa viagem mais deverá o assunto ser ponderado. Quais são melhores opções para transportar dinheiro? Quais são as melhores formas de pagamentos quando estiver pelo estrangeiro?

Chegará só uma solução ou será melhor recorrer a mais? Será melhor arriscar mais um qualquer incidente com dinheiro físico e perder menos com taxas e comissões ou jogar pelo seguro e contar com uma boa verba desperdiçada ? Neste artigo não lhe vamos obviamente dar conclusões em função de cada país.

Lembre-se que existem mais de 200. Vamos sim esclarecer de uma forma genérica quais são as principais vantagens e desvantagens de cada sistema de transporte de dinheiro e de pagamento. Aplique estas vantagens ao que sabe de cada país e ser-lhe-á mais fácil apurar quais as soluções ideais.

Dinheiro:

É uma forma de pagamento milenar, universal e que continua, na maior parte dos casos a ser muito conveniente.

Principais Vantagens

1- Simplicidade e universalidade de uso

2- Dinheiro desperdiçado apenas aquando da operação de câmbio

3- Reduzido risco de fraude

Principais Desvantagens

1) países com elevado risco de roubo ou furto. Aplicam-se a este caso, os países em que a diferença entre o câmbio oficial e o câmbio no mercado negro é abismal como, por exemplo, na actualidade a Venezuela. Esta diferença faz com que a maior parte dos visitantes se sintam compelidos a operações de troca de dinheiro “ilegais” na rua, potencialmente arriscadas.

2) Limites de verba para entrada em determinados países.

3) Países com taxas de inflação e de câmbio elevadíssimas como por exemplo o Zimbabué em que 1 dólar valia “uma caixa cheia de notas de dólares do Zimbabué“.

Dica:

1- Não guarde todo o dinheiro no mesmo sítio.

2 – Sempre que possível, encomende dinheiro noutras moedas online com antecedência para conseguir taxas de câmbio muito melhores que as dos aeroportos ou do centro das cidades.

Cartão de Crédito: 

Fácil de usar e cada vez mais popular. Permite pagamentos nos estabelecimentos mais sofisticados e levantamentos nas máquinas ATM de todo o Mundo.

Principais Vantagens

​1) Evitam o risco de perda definitiva do dinheiro

2) Seguros, milhas, descontos e outros benefícios e privilégios associados podem revelar-se úteis

3) Muitos não têm sequer anuidade

Principais Desvantagens

1) Custo de cada uso agravado pela acumulação de duas taxas: uma de câmbio e outra relativa à transação. Estas taxas variam muito de cartão para cartão. 

2) Países pouco desenvolvidos podem ter poucas infra-estruturas – terminais, ATMs – para seu uso.

3) Nem todas as empresas são sempre aceites por todos os ATMs. Viagens mais longas requerem que se use vários cartões das empresas mais populares.

4) O plafond pode ficar rapidamente esgotado se alugar vários carros de seguida e usar um mesmo cartão para deixar caução.

5) Países em que a diferença entre o câmbio oficial e o câmbio no mercado negro é abismal como, por exemplo, na actualidade a Venezuela.

Esta diferença faz com que a maior parte dos visitantes se sintam compelidos a operações de troca de dinheiro “ilegais” na rua, potencialmente mas não obrigatoriamente arriscadas. Cada vez que levanta dinheiro com cartão de crédito ou débito está a perder muito dinheiro face ao câmbio da vida real do pais.

6) Risco de fraude por clonagem e outras formas

Dica:

Procure com paciência por cartões que cobrem taxas reduzidas ou não cobrem taxas por levantamentos ou transacções internacionais. Se o conseguir, vai poupar muito dinheiro, ainda mais em viagens longas.

Cartão de Débito: 

Não tão universalmente aceite como o cartão de crédito. O dinheiro que tem na sua conta é o dinheiro que pode gastar. Se o saldo da sua conta chegar a zero já não consegue levantar ou pagar mais nada. 

Principais Vantagens:

​1) Evitam o risco de perda definitiva do dinheiro

2) Seguros, milhas, descontos e outros benefícios e privilégios associados podem revelar-se muito úteis

3) Muitos não têm sequer anuidade

Principais Desvantagens:

1) Países pouco desenvolvidos podem ter poucas infra-estruturas – terminais, ATMs – para seu uso

2) Não é aceite em todos os estabelecimentos e ATMs

3) taxas por levantamentos e pagamentos associadas possivelmente elevadas e que variam de banco para banco e de conta para conta, por vezes, sem grande lógica.

4) Risco de fraude por clonagem e outras formas

Dica:

Caso for confrontado com a hipótese de pagar na sua própria moeda recuse. É mais que certo que vai pagar com uma taxa de câmbio desfavorável.

Cartão Pré-Pago numa Determinada Moeda: 

Tem ganho muitos adeptos nos últimos tempos em parte devido à flexibilidade que proporciona. Permite transferência online de dinheiro e o uso posterior como se se tratasse de um cartão de crédito ou de débito.

Principais Vantagens

​1) Evitam o risco de perda definitiva do dinheiro

2) Versatilidade do uso online

Principais Desvantagens:

Diversas taxas que diferem de cartão para cartão. Podem ser cobradas para activação, levantamento em ATMs, e até por inactividade do cartão.

Dica:

Estabeleça um tecto máximo para os levantamentos que poderá fazer para rentabilizar ao máximo estes cartões.

Viajar não custa

Sincronize-se com as Horas de Check In e Check Out

Após um longo voo ou sequência de voos, chega ao hotel de rastos mas tem que esperar para poder dar entrada no quarto. Saiba o que pode fazer para precaver ou suavizar esse drama.
Viajar não custa

Reserve Estadias Confortáveis Também para as Suas Finanças

Tal como acontece com os voos, marcar alojamento tem os seus segredos. Saiba quais as estratégias para garantir estadias acolhedoras e financeiramente recompensadoras.
Viajar Não Custa

Compre Voos Antes de os Preços Descolarem

Conseguir voos baratos tornou-se quase uma ciência. Fique a par dos princípios porque se rege o mercado das tarifas aéreas e evite o desconforto financeiro de comprar em má hora.
Jet Lag (Parte 1)

Evite a Turbulência do Pós Voo

Quando voamos através de mais que 3 fusos horários, o relógio interno que regula o nosso organismo confunde-se. O máximo que podemos fazer é aliviar o mal-estar que sentimos até se voltar a acertar.
Couchsurfing (Parte 1)

Mi Casa, Su Casa

Em 2003, uma nova comunidade online globalizou um antigo cenário de hospitalidade, convívio e de interesses. Hoje, o Couchsurfing acolhe milhões de viajantes, mas não deve ser praticado de ânimo leve.
Volta ao Mundo - Parte 1

Viajar Traz Sabedoria. Saiba como dar a Volta ao Mundo.

A Terra gira sobre si própria todos os dias. Nesta série de artigos, encontra esclarecimentos e conselhos indispensáveis a quem faz questão de a circundar pelo menos uma vez na vida.

Mal de Altitude: não é mau. É péssimo!

Em viagem, acontece vermo-nos confrontados com a falta de tempo para explorar um lugar tão imperdível como elevado. Ditam a medicina e as experiências prévias com o Mal de Altitude que não devemos arriscar subir à pressa.
Apia, Samoa Ocidental

A Anfitriã do Pacífico do Sul

Vendeu burgers aos GI’s na 2ª Guerra Mundial e abriu um hotel que recebeu Marlon Brando e Gary Cooper. Aggie Grey faleceu em 1988 mas o seu legado de acolhimento perdura no Pacífico do Sul.
Circuito Annapurna, Manang a Yak-kharka
Annapurna (circuito)
Circuito Annapurna 10º: Manang a Yak Kharka, Nepal

A Caminho das Terras (Mais) Altas dos Annapurnas

Após uma pausa de aclimatização na civilização quase urbana de Manang (3519 m), voltamos a progredir na ascensão para o zénite de Thorong La (5416 m). Nesse dia, atingimos o lugarejo de Yak Kharka, aos 4018 m, um bom ponto de partida para os acampamentos na base do grande desfiladeiro.
Escadaria Palácio Itamaraty, Brasilia, Utopia, Brasil
Arquitectura & Design
Brasília, Brasil

Brasília: da Utopia à Capital e Arena Política do Brasil

Desde os tempos do Marquês de Pombal que se falava da transferência da capital para o interior. Hoje, a cidade quimera continua a parecer surreal mas dita as regras do desenvolvimento brasileiro.
Passageiros, voos panorâmico-Alpes do sul, Nova Zelândia
Aventura
Aoraki Monte Cook, Nova Zelândia

A Conquista Aeronáutica dos Alpes do Sul

Em 1955, o piloto Harry Wigley criou um sistema de descolagem e aterragem sobre asfalto ou neve. Desde então, a sua empresa revela, a partir do ar, alguns dos cenários mais grandiosos da Oceania.
Kente Festival Agotime, Gana, ouro
Cerimónias e Festividades
Kumasi a Kpetoe, Gana

Uma Viagem-Celebração da Moda Tradicional Ganesa

Após algum tempo na grande capital ganesa ashanti cruzamos o país até junto à fronteira com o Togo. Os motivos para esta longa travessia foram os do kente, um tecido de tal maneira reverenciado no Gana que diversos chefes tribais lhe dedicam todos os anos um faustoso festival.
Palácio de Cnossos, Creta, Grécia
Cidades
Iraklio, CretaGrécia

De Minos a Menos

Chegamos a Iraklio e, no que diz respeito a grandes cidades, a Grécia fica-se por ali. Já quanto à história e à mitologia, a capital de Creta ramifica sem fim. Minos, filho de Europa, lá teve tanto o seu palácio como o labirinto em que encerrou o minotauro. Passaram por Iraklio os árabes, os bizantinos, os venezianos e os otomanos. Os gregos que a habitam falham em lhe dar o devido valor.
Cacau, Chocolate, Sao Tome Principe, roça Água Izé
Comida
São Tomé e Príncipe

Roças de Cacau, Corallo e a Fábrica de Chocolate

No início do séc. XX, São Tomé e Príncipe geravam mais cacau que qualquer outro território. Graças à dedicação de alguns empreendedores, a produção subsiste e as duas ilhas sabem ao melhor chocolate.
Danças
Cultura
Okinawa, Japão

Danças de Ryukyu: têm séculos. Não têm grandes pressas.

O reino Ryukyu prosperou até ao século XIX como entreposto comercial da China e do Japão. Da estética cultural desenvolvida pela sua aristocracia cortesã contaram-se vários estilos de dança vagarosa.
Desporto
Competições

Homem, uma Espécie Sempre à Prova

Está-nos nos genes. Pelo prazer de participar, por títulos, honra ou dinheiro, as competições dão sentido ao Mundo. Umas são mais excêntricas que outras.
Ponte de Ross, Tasmânia, Austrália
Em Viagem
À Descoberta de Tassie, Parte 3, Tasmânia, Austrália

Tasmânia de Alto a Baixo

Há muito a vítima predilecta das anedotas australianas, a Tasmânia nunca perdeu o orgulho no jeito aussie mais rude ser. Tassie mantém-se envolta em mistério e misticismo numa espécie de traseiras dos antípodas. Neste artigo, narramos o percurso peculiar de Hobart, a capital instalada no sul improvável da ilha até à costa norte, a virada ao continente australiano.
Pequeno navegador
Étnico
Honiara e Gizo, Ilhas Salomão

O Templo Profanado das Ilhas Salomão

Um navegador espanhol baptizou-as, ansioso por riquezas como as do rei bíblico. Assoladas pela 2ª Guerra Mundial, por conflitos e catástrofes naturais, as Ilhas Salomão estão longe da prosperidade.
luz solar fotografia, sol, luzes
Portfólio Fotográfico Got2Globe
Luz Natural (Parte 2)

Um Sol, tantas Luzes

A maior parte das fotografias em viagem são tiradas com luz solar. A luz solar e a meteorologia formam uma interacção caprichosa. Saiba como a prever, detectar e usar no seu melhor.
História
São Nicolau, Cabo Verde

Fotografia dess Nha Terra São Nicolau

A voz da saudosa Cesária Verde cristalizou o sentimento dos cabo-verdianos que se viram forçados a deixar a sua ilha. Quem visita São Nicolau ou, vá lá que seja, admira imagens que a bem ilustrem, percebe porque os seus lhe chamam, para sempre e com orgulho, nha terra.
Cruzeiro Princess Yasawa, Maldivas
Ilhas
Maldivas

Cruzeiro pelas Maldivas, entre Ilhas e Atóis

Trazido de Fiji para navegar nas Maldivas, o Princess Yasawa adaptou-se bem aos novos mares. Por norma, bastam um ou dois dias de itinerário, para a genuinidade e o deleite da vida a bordo virem à tona.
Barcos sobre o gelo, ilha de Hailuoto, Finlândia
Inverno Branco
Hailuoto, Finlândia

Um Refúgio no Golfo de Bótnia

Durante o Inverno, a ilha de Hailuoto está ligada à restante Finlândia pela maior estrada de gelo do país. A maior parte dos seus 986 habitantes estima, acima de tudo, o distanciamento que a ilha lhes concede.
Baie d'Oro, Île des Pins, Nova Caledonia
Literatura
Île-des-Pins, Nova Caledónia

A Ilha que se Encostou ao Paraíso

Em 1964, Katsura Morimura deliciou o Japão com um romance-turquesa passado em Ouvéa. Mas a vizinha Île-des-Pins apoderou-se do título "A Ilha mais próxima do Paraíso" e extasia os seus visitantes.
Igreja arménia, península Sevanavank, Lago Sevan, Arménia
Natureza
Lago Sevan, Arménia

O Grande Lago Agridoce do Cáucaso

Fechado entre montanhas a 1900 metros de altitude, considerado um tesouro natural e histórico da Arménia, o Lago Sevan nunca foi tratado como tal. O nível e a qualidade da sua água deterioram-se décadas a fio e uma recente invasão de algas drena a vida que nele subsiste.
Estátua Mãe-Arménia, Erevan, Arménia
Outono
Erevan, Arménia

Uma Capital entre o Leste e o Ocidente

Herdeira da civilização soviética, alinhada com a grande Rússia, a Arménia deixa-se seduzir pelos modos mais democráticos e sofisticados da Europa Ocidental. Nos últimos tempos, os dois mundos têm colidido nas ruas da sua capital. Da disputa popular e política, Erevan ditará o novo rumo da nação.
Merida a Los Nevados confins dos Andes, Venezuela
Parques Naturais
Mérida, Venezuela

Mérida a Los Nevados: nos Confins Andinos da Venezuela

Nos anos 40 e 50, a Venezuela atraiu 400 mil portugueses mas só metade ficou em Caracas. Em Mérida, encontramos lugares mais semelhantes às origens e a geladaria excêntrica dum portista imigrado.
Selfie, Muralha da china, Badaling, China
Património Mundial UNESCO
Badaling, China

A Invasão Chinesa da Muralha da China

Com a chegada dos dias quentes, hordas de visitantes Han apoderam-se da Muralha da China, a maior estrutura criada pelo homem. Recuam à era das dinastias imperiais e celebram o protagonismo recém-conquistado pela nação.
ora de cima escadote, feiticeiro da nova zelandia, Christchurch, Nova Zelandia
Personagens
Christchurch, Nova Zelândia

O Feiticeiro Amaldiçoado da Nova Zelândia

Apesar da sua notoriedade nos antípodas, Ian Channell, o feiticeiro da Nova Zelândia não conseguiu prever ou evitar vários sismos que assolaram Christchurch. Com 88 anos de idade, após 23 anos de contrato com a cidade, fez afirmações demasiado polémicas e acabou despedido.
Aula de surf, Waikiki, Oahu, Havai
Praias
Waikiki, OahuHavai

A Invasão Nipónica do Havai

Décadas após o ataque a Pearl Harbor e da capitulação na 2ª Guerra Mundial, os japoneses voltaram ao Havai armados com milhões de dólares. Waikiki, o seu alvo predilecto, faz questão de se render.
Banhistas em pleno Fim do Mundo-Cenote de Cuzamá, Mérida, México
Religião
Iucatão, México

O Fim do Fim do Mundo

O dia anunciado passou mas o Fim do Mundo teimou em não chegar. Na América Central, os Maias da actualidade observaram e aturaram, incrédulos, toda a histeria em redor do seu calendário.
Sobre carris
Sobre Carris

Viagens de Comboio: O Melhor do Mundo Sobre Carris

Nenhuma forma de viajar é tão repetitiva e enriquecedora como seguir sobre carris. Suba a bordo destas carruagens e composições díspares e aprecie os melhores cenários do Mundo sobre Carris.
San Cristobal de Las Casas, Chiapas, Zapatismo, México, Catedral San Nicolau
Sociedade
San Cristóbal de Las Casas, México

O Lar Doce Lar da Consciência Social Mexicana

Maia, mestiça e hispânica, zapatista e turística, campestre e cosmopolita, San Cristobal não tem mãos a medir. Nela, visitantes mochileiros e activistas políticos mexicanos e expatriados partilham uma mesma demanda ideológica.
Vida Quotidiana
Profissões Árduas

O Pão que o Diabo Amassou

O trabalho é essencial à maior parte das vidas. Mas, certos trabalhos impõem um grau de esforço, monotonia ou perigosidade de que só alguns eleitos estão à altura.
Pesca, Caño Negro, Costa Rica
Vida Selvagem
Caño Negro, Costa Rica

Uma Vida à Pesca entre a Vida Selvagem

Uma das zonas húmidas mais importantes da Costa Rica e do Mundo, Caño Negro deslumbra pelo seu ecossistema exuberante. Não só. Remota, isolada por rios, pântanos e estradas sofríveis, os seus habitantes encontraram na pesca um meio embarcado de fortalecerem os laços da sua comunidade.
Bungee jumping, Queenstown, Nova Zelândia
Voos Panorâmicos
Queenstown, Nova Zelândia

Queenstown, a Rainha dos Desportos Radicais

No séc. XVIII, o governo kiwi proclamou uma vila mineira da ilha do Sul "fit for a Queen". Hoje, os cenários e as actividades radicais reforçam o estatuto majestoso da sempre desafiante Queenstown.
EN FR PT ES