Perito Moreno, Argentina

O Glaciar Que Resiste


Cores Argentinas
Visitantes admiram a vastidão azulada do glaciar Perito Moreno.
Ponte caída
Barco detém-se no Lago Argentino, em frente à passagem algumas horas antes ligada por uma ponte de gelo cíclica.
Celebração do Momento
Casal quebra o gelo em frente ao glaciar Perito Moreno.
Azul Afiado
Escarpas de gelo aguçadas numa extremidade do glaciar Perito Moreno.
Espera gelada
Espectadores aguardam pacientemente pela queda da ponte de gelo.
Subida escorregadia
Escalador conquista um declive escorregadio na superfície do glaciar Perito Moreno.
Gaúcho
Guia gaúcho junto à vedação que protege os visitantes do declive do lago Argentino que faz deter o glaciar Perito Moreno.
Frente do Colosso
A frente de ablação do glaciar Perito Moreno, a invadir o lago Argentino.
Espera gelada II
Espectadores aguardam pacientemente pela queda da ponte de gelo.
Bar no gelo
Abastecimento de whisky instalado sobre um recanto do glaciar Perito Moreno.
Escala pouco humana
Grupo de exploradores na base das montanhas de gelo do glaciar.
Mini Iceberg
Um fragmento resiste ao degelo provocado pelo aquecer da água do lago Argentino a partir do meio da manhã.
Atraso sobre o Gelo
Guia apressa-se para se juntar a um grupo que explora a superfície gelada do glaciar.
Pequena derrocada
Fragmento cai do glaciar Perito Moreno, uma amostra diminuta do colapso da ponte de gelo que estava para acontecer.
O aquecimento é supostamente global mas não chega a todo o lado. Na Patagónia, alguns rios de gelo resistem.De tempos a tempos, o avanço do Perito Moreno provoca derrocadas que fazem parar a Argentina

Doña Alexandra, co-proprietária da pousada homónima de El Calafate, não se conforma.

Chega a hora da segunda novela do dia mas, como quase todos os restantes, o canal argentino em que mantém a TV alterou a grelha de emissão para se concentrar num evento de importância maior.

A família e amigos ocupam os sofás da sala de estar. Em casa, abstraídos como estão, pouco se preocupam com o conforto de vários hóspedes estrangeiros que se procuram inteirar das novidades.

Apesar de, num plano visível, pouco se passar, o País das Pampas e várias outras nações mantêm antenas viradas para o fim do mundo da Patagónia.

Mais que a emissão, interessava-nos a realidade. Só 78 km as separavam e a decoração sopeira daquele lar-pousada insta-nos a partir o quanto antes.

Chegamos ao anfiteatro natural do Parque Nacional Los Glaciares ainda a manhã vai a meio. Equipas de reportagem porteñas e de outras paragens do Planeta descarregavam equipamento das suas carrinhas sob uma chuva miúda mas frígida e instalavam-se com a melhor vista possível para o cenário.

bandeira argentina no lago-glaciar perito moreno-argentina

Visitantes admiram a vastidão azulada do glaciar Perito Moreno.

Descemos o caminho serpenteante. Uma bandeira albiceleste ondula, agitada pelo vento furioso. Paramos junto ao mastro. Daí para norte, impõe-se o domínio majestoso do Glaciar Perito Moreno.

A origem deste rio de gelo reside numa falha baixa na Cordilheira dos Andes. Esse desfiladeiro permite que as nuvens pesadas provenientes do Pacífico atravessem do Chile para o outro lado da divisória.

frente ablacao, glaciar perito moreno, argentina

A frente de ablação do glaciar Perito Moreno, a invadir o lago Argentino.

E que descarreguem a humidade na forma de uma neve que se sobrepõe há muitos milhares de anos no que é o coração do ventisquero, assim lhes chamam os argentinos, por os vales glaciais atraírem rajadas contínuas.

O peso acumulado pela neve causa a sua recristalização em gelo.

Esse gelo desce aos poucos da montanha para leste. Trinta quilómetros para diante a frente de ablação do glaciar – um paredão maciço com 5 km de largura, 60 m de altura e 170 m de gelo submerso – choca com a margem do Lago Argentino e represa o Canal dos Témpanos.

escarpas de gelo glaciar, glaciar perito moreno, argentina

Escarpas de gelo aguçadas numa extremidade do glaciar Perito Moreno.

Separa, assim, uma das extensões do lago, o Brazo Rico, do corpo principal. A cisão provoca um desequilíbrio da água de ambos os lados. Ao cortar o escoamento ao Brazo Rico, faz com que o seu caudal suba até 30 metros.

Com o tempo, a pressão e o derreter do gelo, acelerado pela entrada do Verão no sul do Hemisfério Sul, acabam por esculpir uma ponte.

De 1917 a 2012, em vinte e uma ocasiões, esta ponte cedeu ao próprio peso e à força exercida pelo avançar do glaciar contra a rocha da margem, cerca de dois metros por dia.

Acaba por colapsar sobre o lago e provoca um forte troar seguido de um pequeno maremoto. O culminar de todo este processo é difícil de prever.

espectadores esperam queda, glaciar perito moreno, argentina

Espectadores aguardam pacientemente pela queda da ponte de gelo.

As horas passam. O frio e a chuva aumentam. Castigam a multidão que aumentava, embrulhada em roupa farta e em impermeáveis, aquecida pela conversa, por café e chá mate escaldantes. Entretanto, a noite e a temperatura caem. Só os profissionais se continuam a expor à frigidez agravada.

Três dias desconfortáveis assim se passam. El puente dá ligeiros avisos que entusiasmam e estimulam a gente a voltar. Às tantas, os espectadores já preenchem toda a encosta e mostram-se ansiosos pelo último momento.

De quando em quando, cai mais um fragmento de gelo sobre a água com estrondo. A multidão rejubila. A grande derrocada, essa, teima em adiar-se.

pequena derrocada, glaciar perito moreno, argentina

Fragmento cai do glaciar Perito Moreno, uma amostra diminuta do colapso da ponte de gelo que estava para acontecer.

Um gaúcho que trabalha como guia em part-time conta-nos a sua agonia particular: “sempre que chegamos esta altura tenho que levar com o mesmo filme.

O pessoal que trago mete na cabeça que a ponte vai cair a qualquer momento e atrasam o máximo que podem o regresso ao ponto de encontro.

casal quebra gelo, glaciar perito moreno, argentina

Casal quebra o gelo em frente ao glaciar Perito Moreno.

Como isto está à pinha, encontram cá as televisões e o aparato todo. Custa-lhes a acreditar que ainda falte muito. Mas olhem que podem perfeitamente passar mais 5 ou 6 dias sem que nada aconteça. Já vivi várias destas rupturas. São uma verdadeira lotaria.”

guia gaucho, glaciar perito moreno, argentina

Guia gaúcho junto à vedação que protege os visitantes do declive do lago Argentino que faz deter o glaciar Perito Moreno.

O Perito Moreno é caprichoso, disso não temos dúvidas. Talvez nem o prestigiado naturalista que lhe emprestou o nome –Francisco Pancásio Moreno – encontrasse explicação para o fenómeno excepcional que acompanhávamos.

Numa altura em que o híperdiscutido aquecimento global encolhe a Gronelândia a olhos vistos e faz mirrarem quase todos os glaciares e áreas geladas à face da Terra, este ventisquero beneficia do rigor invernal do Campo de Gelo do Sul da Patagónia.

mini iceberg, glaciar perito moreno, argentina

Um fragmento resiste ao degelo provocado pelo aquecer da água do lago Argentino a partir do meio da manhã.’

Expande-se e galga a margem do Lago Argentino vezes sem conta.

Fartamo-nos do frio e do desconforto da imobilidade. Desistimos. Aventuramo-nos numa pequena caminhada sobre crampons e a superfície do glaciar.

guia no glaciar, glaciar perito moreno, argentina

Guia apressa-se para se juntar a um grupo que explora a superfície gelada do glaciar.

Montanheiros líderes demonstram técnicas de escalada que lhes concedem mobilidade vertical em pequenas montanhas vitrificadas.

Entramos e saímos de grutas turquesa. Admiramos caudais de água rápidos, nas profundezas daquele maciço gelado.

escalar o glaciar, glaciar perito moreno, argentina

Escalador conquista um declive escorregadio na superfície do glaciar Perito Moreno.

No regresso, cruzamo-nos com icebergues encalhados na costa e assistimos, ao longe, ao colapso de mais dois grandes fragmentos do interior da ponte. Apesar de tudo, a ponte resiste.

Na manhã seguinte, acordamos moídos pelo tempo ao frio e pelo contacto rígido dos crampons com o gelo.

Doña Alejandra dá-nos a notícia com um alívio que nem se preocupa em disfarçar: “Então já sabem? Caiu ontem à noite. Estava escuro como breu. Só lá se aguentavam as TVs. Já passaram um vídeo meio esverdeado mas não se percebe nada de nada. Interromperam-me as novelas vezes sem conta para isto. Bom, pelo menos agora só daqui a uns quatro anos, com sorte mais”.

Não encontramos em El Calafate algo que prometesse distrair-nos melhor. A curiosidade acaba por vencer. Voltamos ao glaciar e encontramos o Canal dos Témpanos desimpedido.

barco no lago frente a ponte, glaciar perito moreno, argentina

Barco detém-se no Lago Argentino, em frente à passagem algumas horas antes ligada por uma ponte de gelo cíclica.

Um retalho do glaciar permanece encaixado contra as rochas. A fenda tem várias dezenas de metros. Do lado oposto, persiste a imensidão azul do corpo principal.

Damos a volta ao Lago Argentino. Admiramos o resultado da grande ruptura, em simultâneo com outros visitantes que o fazem a bordo de um dos barcos panorâmicos que ali navegam.

Nesse preciso momento, apesar do Verão meridional se intensificar, o resiliente Perito Moreno já progredia uma vez mais para margem.

whiskey no gelo, glaciar perito moreno, argentina

Abastecimento de whisky instalado sobre um recanto do glaciar Perito Moreno.

Não tardaria muito a recuperar a sua ponte da resistência.

Lagoa de Jok​ülsárlón, Islândia

O Canto e o Gelo

Criada pela água do oceano Árctico e pelo degelo do maior glaciar da Europa, Jokülsárlón forma um domínio frígido e imponente. Os islandeses reverenciam-na e prestam-lhe surpreendentes homenagens.

El Calafate, Argentina

Os Novos Gaúchos da Patagónia

Em redor de El Calafate, em vez dos habituais pastores a cavalo, cruzamo-nos com gaúchos criadores equestres e com outros que exibem para gáudio dos visitantes, a vida tradicional das pampas douradas.

Salta e Jujuy, Argentina

Pelas Terras Altas da Argentina Profunda

Um périplo pelas províncias de Salta e Jujuy leva-nos a desvendar um país sem sinal de pampas. Sumidos na vastidão andina, estes confins do Noroeste da Argentina também se perderam no tempo.
Glaciares

Planeta Azul-Gelado

Formam-se nas grandes latitudes e/ou altitudes. No Alasca ou na Nova Zelândia, na Argentina ou no Chile, os rios de gelo são sempre visões impressionantes de uma Terra tão frígida quanto inóspita.
Husavik a Myvatn, Islândia

Neve sem Fim na Ilha do Fogo

Quando, a meio de Maio, a Islândia já conta com o aconchego do sol mas o frio mas o frio e a neve perduram, os habitantes cedem a uma fascinante ansiedade estival.
Ushuaia, Argentina

A Última das Cidades Austrais

A capital da Terra do Fogo marca o limiar austral da civilização. De Ushuaia partem inúmeras incursões ao continente gelado. Nenhuma destas aventuras de toca e foge se compara à da vida na cidade final.
Canal Beagle, Argentina

Darwin e o Canal Beagle: no Rumo da Evolução

Em 1833, Charles Darwin navegou a bordo do "Beagle" pelos canais da Terra do Fogo. A sua passagem por estes confins meridionais moldou a teoria revolucionária que formulou da Terra e das suas espécies
El Chalten, Argentina

O Apelo de Granito da Patagónia

Duas montanhas de pedra geraram uma disputa fronteiriça entre a Argentina e o Chile.Mas estes países não são os únicos pretendentes.Há muito que os cerros Fitz Roy e Torre atraem alpinistas obstinados
white pass yukon train, Skagway, Rota do ouro, Alasca, EUA
Parques nacionais
Skagway, Alasca

Uma Variante da Febre do Ouro do Klondike

A última grande febre do ouro norte-americana passou há muito. Hoje em dia, centenas de cruzeiros despejam, todos os Verões, milhares de visitantes endinheirados nas ruas repletas de lojas de Skagway.
Templo Nigatsu, Nara, Japão
Kikuno
Nara, Japão

Budismo vs Modernismo: a Face Dupla de Nara

No século VIII d.C. Nara foi a capital nipónica. Durante 74 anos desse período, os imperadores ergueram templos e santuários em honra do Budismo, a religião recém-chegada do outro lado do Mar do Japão. Hoje, só esses mesmos monumentos, a espiritualidade secular e os parques repletos de veados protegem a cidade do inexorável cerco da urbanidade.
Sirocco, Arabia, Helsinquia
Arquitectura & Design
Helsínquia, Finlândia

O Design que Veio do Frio

Com boa parte do território acima do Círculo Polar Árctico, os finlandeses respondem ao clima com soluções eficientes e uma obsessão pela arte, pela estética e pelo modernismo inspirada na vizinha Escandinávia.
Salto Angel, Rio que cai do ceu, Angel Falls, PN Canaima, Venezuela
Aventura
PN Canaima, Venezuela

Kerepakupai, Salto Angel: O Rio Que Cai do Céu

Em 1937, Jimmy Angel aterrou uma avioneta sobre uma meseta perdida na selva venezuelana. O aventureiro americano não encontrou ouro mas conquistou o baptismo da queda d'água mais longa à face da Terra
Via Conflituosa
Cerimónias e Festividades
Jerusalém, Israel

Pelas Ruas Beliciosas da Via Dolorosa

Em Jerusalém, enquanto percorrem a Via Dolorosa, os crentes mais sensíveis apercebem-se de como a paz do Senhor é difícil de alcançar nas ruelas mais disputadas à face da Terra.
Cortejo garrido
Cidades
Suzdal, Rússia

Mil Anos de Rússia à Moda Antiga

Foi uma capital pródiga quando Moscovo não passava de um lugarejo rural. Pelo caminho, perdeu relevância política mas acumulou a maior concentração de igrejas, mosteiros e conventos do país dos czares. Hoje, sob as suas incontáveis cúpulas, Suzdal é tão ortodoxa quanto monumental.
mercado peixe Tsukiji, toquio, japao
Comida
Tóquio, Japão

O Mercado de Peixe que Perdeu a Frescura

Num ano, cada japonês come mais que o seu peso em peixe e marisco. Desde 1935, que uma parte considerável era processada e vendida no maior mercado piscícola do mundo. Tsukiji foi encerrado em Outubro de 2018, e substituído pelo de Toyosu.
Casal Gótico
Cultura

Matarraña a Alcanar, Espanha

Uma Espanha Medieval

De viagem por terras de Aragão e Valência, damos com torres e ameias destacadas de casarios que preenchem as encostas. Km após km, estas visões vão-se provando tão anacrónicas como fascinantes.

Sol nascente nos olhos
Desporto

Busselton, Austrália

2000 metros em Estilo Aussie

Em 1853, Busselton foi dotada de um dos pontões então mais longos do Mundo. Quando a estrutura decaiu, os moradores decidiram dar a volta ao problema. Desde 1996 que o fazem, todos os anos, a nadar.

Chiang Khong a Luang prabang, Laos, Pelo Mekong Abaixo
Em Viagem
Chiang Khong - Luang Prabang, Laos

Barco Lento, Rio Mekong Abaixo

A beleza do Laos e o custo mais baixo são boa razões para navegar entre Chiang Khong e Luang Prabang. Mas esta longa descida do rio Mekong pode ser tão desgastante quanto pitoresca.
Salto para a frente, Naghol de Pentecostes, Bungee Jumping, Vanuatu
Étnico
Pentecostes, Vanuatu

Naghol de Pentecostes: Bungee Jumping para Homens a Sério

Em 1995, o povo de Pentecostes ameaçou processar as empresas de desportos radicais por lhes terem roubado o ritual Naghol. Em termos de audácia, a imitação elástica fica muito aquém do original.
Crepúsculo exuberante
Fotografia
Luz Natural (Parte 2)

Um Sol, tantas Luzes

A maior parte das fotografias em viagem são tiradas com luz solar. A luz solar e a meteorologia formam uma interacção caprichosa. Saiba como a prever, detectar e usar no seu melhor.
Estante Sagrada
História

Tsfat, Israel

Quando a Cabala é Vítima de Si Mesma

Nos anos 50, Tsfat congregava a vida artística da jovem nação israelita e recuperava a sua mística secular. Mas convertidos famosos como Madonna vieram perturbar a mais elementar discrição cabalista.

Windward Side, Saba, Caraíbas Holandesas, Holanda
Ilhas
Saba, Holanda

A Misteriosa Rainha Holandesa de Saba

Com meros 13km2, Saba passa despercebida até aos mais viajados. Aos poucos, acima e abaixo das suas incontáveis encostas, desvendamos esta Pequena Antilha luxuriante, confim tropical, tecto montanhoso e vulcânico da mais rasa nação europeia.
Maksim, povo Sami, Inari, Finlandia-2
Inverno Branco
Inari, Finlândia

Os Guardiães da Europa Boreal

Há muito discriminado pelos colonos escandinavos, finlandeses e russos, o povo Sami recupera a sua autonomia e orgulha-se da sua nacionalidade.
Enseada, Big Sur, Califórnia, Estados Unidos
Literatura
Big Sur, E.U.A.

A Costa de Todos os Refúgios

Ao longo de 150km, o litoral californiano submete-se a uma vastidão de montanha, oceano e nevoeiro. Neste cenário épico, centenas de almas atormentadas seguem os passos de Jack Kerouac e Henri Miller.
Em espera, Mauna Kea vulcão no espaço, Big Island, Havai
Natureza
Mauna Kea, Havai

Mauna Kea: um Vulcão de Olho no Espaço

O tecto do Havai era interdito aos nativos por abrigar divindades benevolentes. Mas, a partir de 1968 várias nações sacrificaram a paz dos deuses e ergueram a maior estação astronómica à face da Terra
Estátua Mãe-Arménia, Erevan, Arménia
Outono
Erevan, Arménia

Uma Capital entre o Leste e o Ocidente

Herdeira da civilização soviética, alinhada com a grande Rússia, a Arménia deixa-se seduzir pelos modos mais democráticos e sofisticados da Europa Ocidental. Nos últimos tempos, os dois mundos têm colidido nas ruas da sua capital. Da disputa popular e política, Erevan ditará o novo rumo da nação.
femea e cria, passos grizzly, parque nacional katmai, alasca
Parques Naturais
PN Katmai, Alasca

Nos Passos do Grizzly Man

Timothy Treadwell conviveu Verões a fio com os ursos de Katmai. Em viagem pelo Alasca, seguimos alguns dos seus trilhos mas, ao contrário do protector tresloucado da espécie, nunca fomos longe demais.
Abençoado repouso
Património Mundial UNESCO

Hoi An, Vietname

O Porto Vietnamita Que Ficou a Ver Navios

Hoi An foi um dos entrepostos comerciais mais importantes da Ásia. Mudanças políticas e o assoreamento do rio Thu Bon ditaram o seu declínio e preservaram-na como as cidade mais pitoresca do Vietname.

Verificação da correspondência
Personagens
Rovaniemi, Finlândia

Da Lapónia Finlandesa ao Árctico, Visita à Terra do Pai Natal

Fartos de esperar pela descida do velhote de barbas pela chaminé, invertemos a história. Aproveitamos uma viagem à Lapónia Finlandesa e passamos pelo seu furtivo lar.
Perigo de praia
Praias

Santa Lucia, África do Sul

Uma África Tão Selvagem Quanto Zulu

Na eminência do litoral de Moçambique, a província de KwaZulu-Natal abriga uma inesperada África do Sul. Praias desertas repletas de dunas, vastos pântanos estuarinos e colinas cobertas de nevoeiro preenchem esta terra selvagem também banhada pelo oceano Índico. Partilham-na os súbditos da sempre orgulhosa nação zulu e uma das faunas mais prolíficas e diversificadas do continente africano.

Wall like an Egyptian
Religião
Luxor, Egipto

De Luxor a Tebas: viagem ao Antigo-Egipto

Tebas foi erguida como a nova capital suprema do Império Egípcio, o assento de Amon, o Deus dos Deuses. A moderna Luxor herdou a sua sumptuosidade. Entre uma e a outra fluem o Nilo sagrado e milénios de história deslumbrante.
Comboio do Fim do Mundo, Terra do Fogo, Argentina
Sobre carris
Ushuaia, Argentina

Ultima Estação: Fim do Mundo

Até 1947, o Tren del Fin del Mundo fez incontáveis viagens para que os condenados do presídio de Ushuaia cortassem lenha. Hoje, os passageiros são outros mas nenhuma outra composição passa mais a Sul.
Bufalos, ilha do Marajo, Brasil, búfalos da polícia de Soure
Sociedade
Ilha do Marajó, Brasil

A Ilha dos Búfalos

Uma embarcação que transportava búfalos da Índia terá naufragado na foz do rio Amazonas. Hoje, a ilha de Marajó que os acolheu tem uma das maiores manadas do mundo e o Brasil já não passa sem estes bovídeos.
manada, febre aftosa, carne fraca, colonia pellegrini, argentina
Vida Quotidiana
Colónia Pellegrini, Argentina

Quando a Carne é Fraca

É conhecido o sabor inconfundível da carne argentina. Mas esta riqueza é mais vulnerável do que se imagina. A ameaça da febre aftosa, em particular, mantém as autoridades e os produtores sobre brasas.
Brincadeira ao ocaso
Vida Selvagem
PN Gorongosa, Moçambique

O Coração Selvagem de Moçambique dá Sinais de Vida

A Gorongosa abrigava um dos mais exuberantes ecossistemas de África mas, de 1980 a 1992, sucumbiu à Guerra Civil travada entre a FRELIMO e a RENAMO. Greg Carr, o inventor milionário do Voice Mail recebeu a mensagem do embaixador moçambicano na ONU a desafiá-lo a apoiar Moçambique. Para bem do país e da humanidade, Carr comprometeu-se a ressuscitar o parque nacional deslumbrante que o governo colonial português lá criara.
Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai
Voos Panorâmicos
NaPali Coast, Havai

As Rugas Deslumbrantes do Havai

Kauai é a ilha mais verde e chuvosa do arquipélago havaiano. Também é a mais antiga. Enquanto exploramos a sua Napalo Coast por terra, mar e ar, espantamo-nos ao vermos como a passagem dos milénios só a favoreceu.