PN Tortuguero, Costa Rica

Tortuguero: da Selva Inundada ao Mar das Caraíbas


De olho na Selva
Guia Luis torres tenta avistar animais nas árvores em redor de um dos canais do PN Tortuguero.
Espanto Símio II
Macaco-aranha observa visitantes humanos do cimo de um coqueiro.
Lagarto Jesus Cristo
Espécime de lagarto basilisco, verde como é usual no "lado caribenho" da Costa Rica, por oposição aos castanhos do "lado do Pacífico".
Manobra
Barco prestes a atracar na margem do canal de Tortuguero mais próximo do Mar das Caraíbas.
Tarde Dourada
Casal sob o alpendre de sua casa, na aldeia de Tortuguero.
Iguana indolente
Iguana sobre uma árvore do Laguna Lodge, Tortuguero.
Convívio à beira d’água
Amigos convivem numa casa à beira do canal de Tortuguero.
Anhinga Anhinga
Anhinga Anhinga atenta ao movimento dos peixes à tona de um dos canais do PN Tortuguero.
Banho arriscado
Um morador banha-se na Lagoa Penitência de Tortuguero.
Navegação de Canal
Barco percorre um canal espelhado do PN Tortuguero.
Espanto Símio
Macaco-uivador espantado com a inesperada proximidade de humanos.
Grande Pescaria
Don Emílio e seus filhos regressam de mais uma pescaria na boa do rio Tortuguero, com grandes robalos.
Caimãozito
Caimão repousa num bercário repleto de seus irmãos no Caño Harold do PN Tortuguero.
Tortuguero
O sol assenta no horizonte e doura a costa caribenha de Tortuguero, no litoral nordeste da Costa Rica.
Após dois dias de impasse devido a chuva torrencial, saímos à descoberta do Parque Nacional Tortuguero. Canal após canal, deslumbramo-nos com a riqueza natural e exuberância deste ecossistema flúviomarinho da Costa Rica.

continuação de  A Costa Rica e Alagada de Tortuguero

Cumprimos a entrada no Parque Nacional Tortuguero pela intersecção fluvial caprichosa estabelecida pela Isla de Cuatro Esquinas.

Como aconteceria em qualquer via rodoviária, a determinada altura, uma placa sinalizadora, neste caso, com letras amarelas sobre um fundo negro, subsumida num recanto repleto de vegetação, indica as possíveis direcções da navegação.

Não que Chito e Luís Torres, nativos, peritos naquelas paragens, alguma vez precisassem de indicações.

Guia, PN Tortuguero, Costa Rica

Guia Luis torres tenta avistar animais nas árvores em redor de um dos canais do PN Tortuguero.

De acordo, o duo segue Caño Água Fria acima. Água Fria porque, assim nos explica Luís, é feito de água de rio que, ao contrário da de outros leitos próximos, chega directa das montanhas com um tom mais escuro. O canal Água Fria flui repleto de nutrientes.

A Frescura da Fauna e Flora do Caño Água Fria

Alimenta a flora viçosa envolvente, habitat da panóplia de criaturas que continuávamos a avistar, sobretudo aves e répteis. Passamos por íbis negros e por anhingas que os locais chamam de pianos, devido à espécie de teclado que as suas asas negras e brancas aparentam formar.

Encontramos iguanas e lagartos basiliscos, também conhecidos de Jesus Cristos, devido à mestria que exibem em caminhar sobre as águas.

PN Tortuguero, Costa Rica

Espécime de lagarto basilisco, verde como é usual no “lado caribenho” da Costa Rica, por oposição aos castanhos do “lado do Pacífico”.

Cruzamo-nos com tucanos, garças azuis e brancas e com famílias de jaçanãs.

Não chegasse a longa lista de nomes que ostenta no Brasil e restante América do Sul, na Costa Rica, as fêmeas desta espécie são tratadas por malas madres.

Entusiasmado pelas peculiaridades de Tortuguero, Luís Torres, esclarece-nos: “é que a progenitora põe os ovos e, assim e sempre que pode, vai passear e deixa as crias ao cuidado do macho. Reparem que até estão dois machos de volta das crias mas o pai é o que as crias não hesitam em seguir.”

Palmeiras excêntricas brotam de verdadeiras paredes de trepadeiras sufocantes, na base das árvores a sério desta floresta tropical feita Pantanal.

Sobre os ramos mais elevados, pica-paus aperfeiçoam perfurações tresloucadas.

Macacos-uivadores disseminam os seus uivos dramáticos pela selva e, desconfiados, acompanham a passagem dos forasteiros embarcados.

Macaco-uivador, PN Tortuguero, Costa Rica

Macaco-uivador espantado com a inesperada proximidade de humanos.

Aqui e ali, o Tortuguero estreita. Obriga Luís a subir à proa e a verificar se a sua profundidade e suavidade de corrente nos permite continuarmos a subir.

Numa dessas verificações, o guia e o capitão decidem que deveríamos dar meia-volta.

Isla de Cuatro Esquinas, o Entroncamento Fulcral dos Caños do PN Tortuguero

Quando nos reaproximamos da Isla de Cuatro Esquinas, cruzamo-nos com um visitante solitário que pagaia sobre um caiaque, contra o fluxo do caudal, ainda assim, à vontade para nos saudar sem retroceder uma dezena de metros.

Outra placa sinalizadora da Isla de Cuatro Esquinas indica-nos a direcção de três caños vizinhos, o de Harold, o Chiquero, o Mora.

Placa de direcções, PN Tortuguero, Costa Rica

Placa escondida pela vegetação, junto à Isla Cuatro Esquinas, indica várias indicações.

Na manhã seguinte, percorreríamos também o de Palma.

Encontramo-lo como um espelho perfeito, de tão escura e imóvel se mantinha a sua água, ladeada por uma selva ainda mais apertada e, a espaços, percorrido pelos barcos públicos que asseguram a ligação entre La Pavona e as principais povoações de Tortuguero.

Embarcação no Caño Palma, PN Tortuguero, Costa Rica

Barco percorre o Caño de Palma, um de vários de Tortuguero.

No tempo que decorrera, na brincadeira, chateámos Luís com o não podermos voltar ao lodge sem fotografarmos as espécies estrela que nos faltavam: um jaguar, uma boa, crocodilos.

Luís, responde com a paciência de muitos anos como guia e humor que nos faz rir a todos. “De certeza que não querem compor melhor essa lista? Bom, vamos procurar uns caimões que, esses sim, temos a obrigação de vos mostrar.”

Percorridas apenas umas centenas de metros sinuosas num dos caños sinalizados, chegamos a uma ramificação sem saída.

Ali, numa densa floresta anfíbia, Luís Torres indica-nos um berçário de caimões, com doze ou treze caimõezinhos emersos, a aquecerem apoiados na folhagem.

Caimão juvenil, PN Tortuguero, Costa Rica

Caimão repousa num bercário repleto de seus irmãos no Caño Harold do PN Tortuguero.

De regresso ao canal principal, Chito detecta uma tartaruga de rio, camuflada contra vegetação de tons condizentes. Não pertencia à espécie marinha que desova em números impressionantes nos areais negros das Caraíbas.

Essas, a seu tempo, haveríamos de as admirar.

Regresso Estratégico ao Laguna Lodge

E, por falar em tempo, estávamos há quatro horas embarcados, à descoberta do Parque Nacional Tortuguero. De acordo, Luís Torres decretou um já premente regresso ao lodge para almoço e merecido descanso.

Em vez do repouso, resolvemos deambular pelas terras ajardinadas e florestadas do Laguna Lodge. O casal de iguanas nosso vizinho, dormitava no cimo da sua árvore.

Iguana em repouso, PN Tortuguero, Costa Rica

Iguana sobre uma árvore do Laguna Lodge, Tortuguero.

Na frente marinha, nem sinal de animais sobre o areal. Acabamos por perseguir, num modo o mais furtivo possível, um bando de araras que debatiam, estridentes, um qualquer tema do dia.

Até que chegam às 2h30 da tarde. A hora do reencontro com Luís e Chito.

E de nova incursão nos canais de Tortuguero.

Navegação pela Laguna Penitência, PN Tortuguero, Costa Rica

Capitão Chito ao leme de um barco, ao largo de São Francisco de Tortuguero.

Uma vez mais, apontamos à Isla de Cuatro Esquinas. Contornamo-la rumo a norte, pela Laguna Penitência acima, bem mais aberta que o canal paralelo em que se situa o Laguna Lodge.

De Passagem por São Francisco

Já com o meandro em gancho oposto ao da Isla Quatro Esquinas à vista, a navegação de Chito desvenda-nos o casario lacustre de San Francisco de Tortuguero, ao som de uma qualquer cúmbia cada vez menos difusa.

Findo o dilúvio, a lagoa quase se apoderara da povoação mas a sua marginal resplandecia de vida.

Sem complexos, uma garça secava as penas ao sol, sobre um telheiro de chapa. Logo ao lado, festivo, um morador banhava-se, nas águas lamacentas em frente a um restaurante bar avarandado.

Luís e Chito não tocam no assunto mas, do que tínhamos apreendido sobre Tortuguero, algo ali não fazia sentido. “Então como é, Luís? Os canais não estão cheios de crocodilos?” perguntamos-lhe.

“Pois, estar, estão mas o que é que querem? Algumas pessoas de cá, às vezes, não têm noção. Dá-me a ideia de que o homem já bebeu mais do que devia.”

Em frente à entrada da Casita del Bosque, a forma do cerro frondoso de Tortuguero impõe-se como nunca.

À Conquista do Cerro Tortuguero…

Ancoramos junto à sua base, na extensão norte do Parque Nacional Tortuguero.

Embrenhamo-nos na floresta densa, elevada e alagada em redor do outeiro, por um caminho que serpenteava entre incontáveis raízes, habitada por mosquitos sedentos de sangue.

Trilho para o cimo do Cerro Tortuguero,PN Tortuguero, Costa Rica

Guia Luís Torres percorre o trilho sombrio de acesso ao cimo do Cerro Tortuguero.

E por rãs venenosas oophaga pumilio, de secção superior vermelha e  pernas azuis, a razão porque ostentam o nome anglófono de blue-jeans frog.

O sendero contorna o monte. O miradouro escondido entre árvores no seu cimo revela-nos uma incrível versão panorâmica de Tortuguero, com as linhas do rio homónimo a ondularem desde a base longínqua da Cordilheira Vulcânica Central e replicadas em diversos canais.

PN Tortuguero, Costa Rica

Barco prestes a atracar na margem do canal de Tortuguero mais próximo do Mar das Caraíbas.

Vemo-nos prendados pela brisa oceânica e pelo bónus de dali podermos admirar a foz do rio Tortuguero, o areal negro fechado por uma pequena floresta de coqueiros e o Mar das Caraíbas.

… e a Boca do Rio Homónimo

Um par de abutres zopilotes esvoaçavam em redor do monte. Com o sol quase a assentar-se a oeste da Cordilheira Vulcânica Central, descemos para a base do monte contrária àquela de que tínhamos ascendido, sobre a Boca do rio, que é como dizer, a sua foz.

Já do lado de lá, apreciamos a azáfama de fim de dia de alguns pescadores intrigados pela atenção que lhes dedicávamos. Quando o escuro se apodera do arrebol, zarpamos de volta ao abrigo do Laguna Lodge.

Tortuguero, Costa Rica

O sol assenta no horizonte e doura a costa caribenha de Tortuguero, no litoral nordeste da Costa Rica.

Era suposto termos uma noite de algum trabalho em computador e, o mais cedo que conseguíssemos, de descanso sagrado.

Uma vez mais, Tortuguero trocou-nos as voltas.

O Berçário virado ao Mar das Caraíbas

Não eram ainda sete horas quando um segurança do lodge nos bate à porta. “O Carlos pediu-me para vos avisar que encontraram tartarugas. Eu levo-vos lá.”

Seguimos-lhe os passos. A luz da sua lanterna ilumina o breu e, às tantas, diversos buracos no areal repletos de pequenos ovos brancos já quebrados pelas tartarugas recém-nascidas.

Observamo-las, desorientadas, devido ao brilho das lanternas, que procuravam em vez do da lua reflectida.

Apesar de alguns desnortes e voltas desnecessárias, a maioria das tartaruguinhas lá chegou à rebentação, venceu o vaivém das vagas e entrou em água mais alta que lhes permitiu nadar.

Uma atrás de outra, vimos dezenas sumirem-se na vastidão marinha do Caribe.

O ciclo de vida da espécie ficou assim renovado. Com ele, o sentido do deslumbrante Tortuguero.

Artigo realizado com o apoio de:

LAGUNA LODGE TORTUGUERO

www.lagunatortuguero.com

PN Tortuguero, Costa Rica

A Costa Rica e Alagada de Tortuguero

O Mar das Caraíbas e as bacias de diversos rios banham o nordeste da nação tica, uma das zonas mais chuvosas e rica em fauna e flora da América Central. Assim baptizado por as tartarugas verdes nidificarem nos seus areais negros, Tortuguero estende-se, daí para o interior, por 312 km2 de deslumbrante selva aquática.
Passo do Lontra, Miranda, Brasil

O Brasil Alagado a um Passo da Lontra

Estamos no limiar oeste do Mato Grosso do Sul mas mato, por estes lados, é outra coisa. Numa extensão de quase 200.000 km2, o Brasil surge parcialmente submerso, por rios, riachos, lagoas e outras águas dispersas em vastas planícies de aluvião. Nem o calor ofegante da estação seca drena a vida e a biodiversidade de lugares e fazendas pantaneiras como a que nos acolheu às margens do rio Miranda.
Esteros del Iberá, Argentina

O Pantanal das Pampas

No mapa mundo, para sul do famoso pantanal brasileiro, surge uma região alagada pouco conhecida mas quase tão vasta e rica em biodiversidade. A expressão guarani Y berá define-a como “águas brilhantes”. O adjectivo ajusta-se a mais que à sua forte luminância.
Maguri Bill, Índia

Um Pantanal nos Confins do Nordeste Indiano

O Maguri Bill ocupa uma área anfíbia nas imediações assamesas do rio Bramaputra. É louvado como um habitat incrível sobretudo de aves. Quando o navegamos em modo de gôndola, deparamo-nos com muito (mas muito) mais vida que apenas a asada.
Gandoca-Manzanillo (Refúgio de Vida Selvagem), Costa Rica

O Refúgio Caribenho de Gandoca-Manzanillo

No fundo do seu litoral sudeste, na iminência do Panamá, a nação “tica” protege um retalho de selva, de pântano e de Mar das Caraíbas. Além de um refúgio de vida selvagem providencial, Gandoca-Manzanillo revela-se um deslumbrante éden tropical.
Montezuma, Costa Rica

De Volta aos Braços Tropicais de Montezuma

Passaram 18 anos desde que nos deslumbrámos com este que é um dos litorais abençoados da Costa Rica. Há apenas dois meses, reencontrámo-lo. Tão aconchegante como o  tínhamos conhecido.
PN Manuel António, Costa Rica

O Pequeno-Grande Parque Nacional da Costa Rica

São bem conhecidas as razões para o menor dos 28 parques nacionais costarriquenhos se ter tornado o mais popular. A fauna e flora do PN Manuel António proliferam num retalho ínfimo e excêntrico de selva. Como se não bastasse, limitam-no quatro das melhores praias ticas.
Cahuita, Costa Rica

Uma Costa Rica de Rastas

Em viagem pela América Central, exploramos um litoral da Costa Rica tão afro quanto das Caraíbas. Em Cahuita, a Pura Vida inspira-se numa fé excêntrica em Jah e numa devoção alucinante pela cannabis.
Fogón de Lola, Costa Rica

O Sabor a Costa Rica de El Fogón de Lola

Como o nome deixa perceber, o Fogón de Lola de Guapiles serve pratos confeccionados ao fogão e ao forno, segundo tradição familiar costarricense. Em particular, a família da Tia Lola.

Sul do Belize

A Estranha Vida ao Sol do Caribe Negro

A caminho da Guatemala, constatamos como a existência proscrita do povo garifuna, descendente de escravos africanos e de índios arawaks, contrasta com a de vários redutos balneares bem mais airosos.

Corn Islands-Ilhas do Milho, Nicarágua

Puro Caribe

Cenários tropicais perfeitos e a vida genuína dos habitantes são os únicos luxos disponíveis nas também chamadas Corn Islands ou Ilhas do Milho, um arquipélago perdido nos confins centro-americanos do Mar das Caraíbas.
Miravalles, Costa Rica

O Vulcão que Miravalles

Com 2023 metros, o Miravalles destaca-se no norte da Costa Rica, bem acima de uma cordilheira de pares que inclui o La Giganta, o Tenório, Espiritu Santo, o Santa Maria, o Rincón de La Vieja e o Orosi. Inactivo no que diz respeito a erupções, alimenta um campo geotermal prolífico que amorna as vidas dos costarriquenhos à sua sombra.
Caño Negro, Costa Rica

Uma Vida à Pesca entre a Vida Selvagem

Uma das zonas húmidas mais importantes da Costa Rica e do Mundo, Caño Negro deslumbra pelo seu ecossistema exuberante. Não só. Remota, isolada por rios, pântanos e estradas sofríveis, os seus habitantes encontraram na pesca um meio embarcado de fortalecerem os laços da sua comunidade.
Monteverde, Costa Rica

O Refúgio Ecológico que os Quakers Legaram ao Mundo

Desiludidos com a propensão militar dos E.U.A., um grupo de 44 Quakers migrou para a Costa Rica, nação que havia abolido o exército. Agricultores, criadores de gado, tornaram-se conservacionistas. Viabilizaram um dos redutos naturais mais reverenciados da América Central.
PN Tortuguero, Costa Rica

Uma Noite no Berçário de Tortuguero

O nome da região de Tortuguero tem uma óbvia e antiga razão. Há muito que as tartarugas do Atlântico e do Mar das Caraíbas se reunem nas praias de areia negro do seu estreito litoral para desovarem. Numa das noites que passamos em Tortuguero assistimos aos seus frenéticos nascimentos.
Cahuita, Costa Rica

Um Regresso Adulto a Cahuita

Durante um périplo mochileiro pela Costa Rica, de 2003, deliciamo-nos com o aconchego caribenho de Cahuita. Em 2021, decorridos 18 anos, voltamos. Além de uma esperada, mas comedida modernização e hispanização do pueblo, pouco mais tinha mudado.
Rinoceronte, PN Kaziranga, Assam, Índia
Safari
PN Kaziranga, Índia

O Baluarte dos Monocerontes Indianos

Situado no estado de Assam, a sul do grande rio Bramaputra, o PN Kaziranga ocupa uma vasta área de pântano aluvial. Lá se concentram dois terços dos rhinocerus unicornis do mundo, entre em redor de 100 tigres, 1200 elefantes e muitos outros animais. Pressionado pela proximidade humana e pela inevitável caça furtiva, este parque precioso só não se tem conseguido proteger das cheias hiperbólicas das monções e de algumas polémicas.
Rebanho em Manang, Circuito Annapurna, Nepal
Annapurna (circuito)
Circuito Annapurna: 8º Manang, Nepal

Manang: a Derradeira Aclimatização em Civilização

Seis dias após a partida de Besisahar chegamos por fim a Manang (3519m). Situada no sopé das montanhas Annapurna III e Gangapurna, Manang é a civilização que mima e prepara os caminhantes para a travessia sempre temida do desfiladeiro de Thorong La (5416 m).
Treasures, Las Vegas, Nevada, Cidade do Pecado e Perdao
Arquitectura & Design
Las Vegas, E.U.A.

Onde o Pecado tem Sempre Perdão

Projectada do Deserto Mojave como uma miragem de néon, a capital norte-americana do jogo e do espectáculo é vivida como uma aposta no escuro. Exuberante e viciante, Vegas nem aprende nem se arrepende.
Era Susi rebocado por cão, Oulanka, Finlandia
Aventura
PN Oulanka, Finlândia

Um Lobo Pouco Solitário

Jukka “Era-Susi” Nordman criou uma das maiores matilhas de cães de trenó do mundo. Tornou-se numa das personagens mais emblemáticas da Finlândia mas continua fiel ao seu cognome: Wilderness Wolf.
Sombra de sucesso
Cerimónias e Festividades
Champotón, México

Rodeo Debaixo de Sombreros

Champoton, em Campeche, acolhe uma feira honra da Virgén de La Concepción. O rodeo mexicano sob sombreros local revela a elegância e perícia dos vaqueiros da região.
Emma
Cidades
Melbourne, Austrália

Uma Austrália “Asienada”

Capital cultural aussie, Melbourne também é frequentemente eleita a cidade com melhor qualidade de vida do Mundo. Quase um milhão de emigrantes orientais aproveitaram este acolhimento imaculado.
Comida
Margilan, Usbequistão

Um Ganha Pão do Uzbequistão

Numa de muitas padarias de Margilan, desgastado pelo calor intenso do forno tandyr, o padeiro Maruf'Jon trabalha meio-cozido como os distintos pães tradicionais vendidos por todo o Usbequistão
Ooty, Tamil Nadu, cenário de Bollywood, Olhar de galã
Cultura
Ooty, Índia

No Cenário Quase Ideal de Bollywood

O conflito com o Paquistão e a ameaça do terrorismo tornaram as filmagens em Caxemira e Uttar Pradesh um drama. Em Ooty, constatamos como esta antiga estação colonial britânica assumia o protagonismo.
Fogo artifício de 4 de Julho-Seward, Alasca, Estados Unidos
Desporto
Seward, Alasca

O 4 de Julho Mais Longo

A independência dos Estados Unidos é festejada, em Seward, Alasca, de forma modesta. Mesmo assim, o 4 de Julho e a sua celebração parecem não ter fim.
Casario sofisticado de Tóquio, onde o Couchsurfing e os seus anfitriões abundam.
Em Viagem
Couchsurfing (Parte 1)

Mi Casa, Su Casa

Em 2003, uma nova comunidade online globalizou um antigo cenário de hospitalidade, convívio e de interesses. Hoje, o Couchsurfing acolhe milhões de viajantes, mas não deve ser praticado de ânimo leve.
Vanuatu, Cruzeiro em Wala
Étnico
Wala, Vanuatu

Cruzeiro à Vista, a Feira Assenta Arraiais

Em grande parte de Vanuatu, os dias de “bons selvagens” da população ficaram para trás. Em tempos incompreendido e negligenciado, o dinheiro ganhou valor. E quando os grandes navios com turistas chegam ao largo de Malekuka, os nativos concentram-se em Wala e em facturar.
tunel de gelo, rota ouro negro, Valdez, Alasca, EUA
Portfólio Fotográfico Got2Globe
Portfólio Got2Globe

Sensações vs Impressões

portfólio, Got2Globe, fotografia de Viagem, imagens, melhores fotografias, fotos de viagem, mundo, Terra
História
Cape Coast, Gana

O Festival da Divina Purificação

Reza a história que, em tempos, uma praga devastou a população da Cape Coast do actual Gana. Só as preces dos sobreviventes e a limpeza do mal levada a cabo pelos deuses terão posto cobro ao flagelo. Desde então, os nativos retribuem a bênção das 77 divindades da região tradicional Oguaa com o frenético festival Fetu Afahye.
Porto Santo, vista para sul do Pico Branco
Ilhas
Vereda Terra Chã e Pico Branco, Porto Santo

Pico Branco, Terra Chã e Outros Caprichos da Ilha Dourada

No seu recanto nordeste, Porto Santo é outra coisa. De costas voltadas para o sul e para a sua grande praia, desvendamos um litoral montanhoso, escarpado e até arborizado, pejado de ilhéus que salpicam um Atlântico ainda mais azul.
Corrida de Renas , Kings Cup, Inari, Finlândia
Inverno Branco
Inari, Finlândia

A Corrida Mais Louca do Topo do Mundo

Há séculos que os lapões da Finlândia competem a reboque das suas renas. Na final da Kings Cup - Porokuninkuusajot - , confrontam-se a grande velocidade, bem acima do Círculo Polar Ártico e muito abaixo de zero.
Casal de visita a Mikhaylovskoe, povoação em que o escritor Alexander Pushkin tinha casa
Literatura
São Petersburgo e Mikhaylovskoe, Rússia

O Escritor que Sucumbiu ao Próprio Enredo

Alexander Pushkin é louvado por muitos como o maior poeta russo e o fundador da literatura russa moderna. Mas Pushkin também ditou um epílogo quase tragicómico da sua prolífica vida.
Ilhéu do Farol, Porto Santo, Ilhéu de Cima, Porto Santo, de Frente para a Ponta do Passo.
Natureza
Ilhéu de Cima, Porto Santo, Portugal

A Primeira Luz de Quem Navega de Cima

Integra o grupo dos seis ilhéus em redor da Ilha de Porto Santo mas está longe de ser apenas mais um. Mesmo sendo o ponto limiar oriental do arquipélago da Madeira, é o ilhéu mais próximo dos portosantenses. À noite, também faz do fanal que confirma às embarcações vindas da Europa o bom rumo.
Sheki, Outono no Cáucaso, Azerbaijão, Lares de Outono
Outono
Sheki, Azerbaijão

Outono no Cáucaso

Perdida entre as montanhas nevadas que separam a Europa da Ásia, Sheki é uma das povoações mais emblemáticas do Azerbaijão. A sua história em grande parte sedosa inclui períodos de grande aspereza. Quando a visitámos, tons pastéis de Outono davam mais cor a uma peculiar vida pós-soviética e muçulmana.
Praia de El Cofete do cimo de El Islote, Fuerteventura, ilhas Canárias, Espanha
Parques Naturais
Fuerteventura, Ilhas Canárias, Espanha

A (a) Ventura Atlântica de Fuerteventura

Os romanos conheciam as Canárias como as ilhas afortunadas. Fuerteventura, preserva vários dos atributos de então. As suas praias perfeitas para o windsurf e o kite-surf ou só para banhos justificam sucessivas “invasões” dos povos do norte ávidos de sol. No interior vulcânico e rugoso resiste o bastião das culturas indígenas e coloniais da ilha. Começamos a desvendá-la pelo seu longilíneo sul.
A República Dominicana Balnear de Barahona, Balneário Los Patos
Património Mundial UNESCO
Barahona, República Dominicana

A República Dominicana Balnear de Barahona

Sábado após Sábado, o recanto sudoeste da República Dominicana entra em modo de descompressão. Aos poucos, as suas praias e lagoas sedutoras acolhem uma maré de gente eufórica que se entrega a um peculiar rumbear anfíbio.
Vista do topo do Monte Vaea e do tumulo, vila vailima, Robert Louis Stevenson, Upolu, Samoa
Personagens
Upolu, Samoa

A Ilha do Tesouro de Stevenson

Aos 30 anos, o escritor escocês começou a procurar um lugar que o salvasse do seu corpo amaldiçoado. Em Upolu e nos samoanos, encontrou um refúgio acolhedor a que entregou a sua vida de alma e coração.
Cabana de Bay Watch, Miami beach, praia, Florida, Estados Unidos,
Praias
Miami Beach, E.U.A.

A Praia de Todas as Vaidades

Poucos litorais concentram, ao mesmo tempo, tanto calor e exibições de fama, de riqueza e de glória. Situada no extremo sudeste dos E.U.A., Miami Beach tem acesso por seis pontes que a ligam ao resto da Florida. É parco para o número de almas que a desejam.
cavaleiros do divino, fe no divino espirito santo, Pirenopolis, Brasil
Religião
Pirenópolis, Brasil

Cavalgada de Fé

Introduzida, em 1819, por padres portugueses, a Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis agrega uma complexa rede de celebrações religiosas e pagãs. Dura mais de 20 dias, passados, em grande parte, sobre a sela.
Comboio Kuranda train, Cairns, Queensland, Australia
Sobre Carris
Cairns-Kuranda, Austrália

Comboio para o Meio da Selva

Construído a partir de Cairns para salvar da fome mineiros isolados na floresta tropical por inundações, com o tempo, o Kuranda Railway tornou-se no ganha-pão de centenas de aussies alternativos.
Autocarro garrido em Apia, Samoa Ocidental
Sociedade
Samoa  

Em Busca do Tempo Perdido

Durante 121 anos, foi a última nação na Terra a mudar de dia. Mas, Samoa percebeu que as suas finanças ficavam para trás e, no fim de 2012, decidiu voltar para oeste da LID - Linha Internacional de Data.
saksun, Ilhas Faroé, Streymoy, aviso
Vida Quotidiana
Saksun, StreymoyIlhas Faroé

A Aldeia Faroesa que Não Quer ser a Disneylandia

Saksun é uma de várias pequenas povoações deslumbrantes das Ilhas Faroé, que cada vez mais forasteiros visitam. Diferencia-a a aversão aos turistas do seu principal proprietário rural, autor de repetidas antipatias e atentados contra os invasores da sua terra.
Hipopótamo na Lagoa de Anôr, Ilha de Orango, Bijagós, Guiné Bissau
Vida Selvagem
Ilha Kéré a Orango, Bijagós, Guiné Bissau

Em Busca dos Hipopótamos Lacustres-Marinhos e Sagrados das Bijagós

São os mamíferos mais letais de África e, no arquipélago das Bijagós, preservados e venerados. Em virtude da nossa admiração particular, juntamo-nos a uma expedição na sua demanda. Com partida na ilha de Kéré e fortuna no interior da de Orango.
Napali Coast e Waimea Canyon, Kauai, Rugas do Havai
Voos Panorâmicos
NaPali Coast, Havai

As Rugas Deslumbrantes do Havai

Kauai é a ilha mais verde e chuvosa do arquipélago havaiano. Também é a mais antiga. Enquanto exploramos a sua Napalo Coast por terra, mar e ar, espantamo-nos ao vermos como a passagem dos milénios só a favoreceu.