Indonésia


PN Bromo Tengger Semeru, Indonésia
O Mar Vulcânico de Java
A gigantesca caldeira de Tengger eleva-se a 2000m no âmago de uma vastidão arenosa do leste de Java. Dela se projectam o monte supremo desta ilha indonésia, o Semeru, e vários outros vulcões. Da fertilidade e clemência deste cenário tão sublime quanto dantesco prospera uma das poucas comunidades hindus que resistiram ao predomínio muçulmano em redor.

Ilha Moyo, Indonésia

Uma Ilha Só Para Alguns

Poucas pessoas conhecem ou tiveram o privilégio de explorar a reserva natural de Moyo. Uma delas foi a princesa Diana que, em 1993, nela se refugiou da opressão mediática que a viria a vitimar.

Lombok, Indonésia

Na Sombra de Bali

Há muito encobertos pela fama da ilha vizinha, os cenários exóticos de Lombok continuam por revelar, sob a protecção sagrada do guardião Gunung Rinjani, o segundo maior vulcão da Indonésia.

Vulcão Ijen, Indonésia

Escravos do Enxofre

Centenas de javaneses entregam-se ao vulcão Ijen onde são consumidos por gases venenosos e cargas que lhes deformam os ombros. Cada turno rende-lhes menos de 30€ mas todos agradecem o martírio.

Lombok, Indonésia

Hinduísmo Balinês Numa Ilha do Islão

A fundação da Indonésia assentou na crença num Deus único. Este princípio ambíguo sempre gerou polémica entre nacionalistas e islamistas mas, em Lombok, os balineses levam a liberdade de culto a peito

Gili Islands, Indonésia

As Ilhas que Não Passam Disso Mesmo

São tão humildes que ficaram conhecidas pelo termo bahasa que significa apenas ilhas. Apesar de discretas, as Gili tornaram-se o refúgio predilecto dos viajantes que passam por Lombok ou Bali.

Anéis de Fogo
PN Bromo Tengger Semeru, Indonésia

O Mar Vulcânico de Java

A gigantesca caldeira de Tengger eleva-se a 2000m no âmago de uma vastidão arenosa do leste de Java. Dela se projectam o monte supremo desta ilha indonésia, o Semeru, e vários outros vulcões. Da fertilidade e clemência deste cenário tão sublime quanto dantesco prospera uma das poucas comunidades hindus que resistiram ao predomínio muçulmano em redor.
Luzes VIP

Ilha Moyo, Indonésia

Uma Ilha Só Para Alguns

Poucas pessoas conhecem ou tiveram o privilégio de explorar a reserva natural de Moyo. Uma delas foi a princesa Diana que, em 1993, nela se refugiou da opressão mediática que a viria a vitimar.

Sementeira lacustre

Lombok, Indonésia

Na Sombra de Bali

Há muito encobertos pela fama da ilha vizinha, os cenários exóticos de Lombok continuam por revelar, sob a protecção sagrada do guardião Gunung Rinjani, o segundo maior vulcão da Indonésia.

Ijen-Inferno

Vulcão Ijen, Indonésia

Escravos do Enxofre

Centenas de javaneses entregam-se ao vulcão Ijen onde são consumidos por gases venenosos e cargas que lhes deformam os ombros. Cada turno rende-lhes menos de 30€ mas todos agradecem o martírio.

Em louvor do vulcão

Lombok, Indonésia

Hinduísmo Balinês Numa Ilha do Islão

A fundação da Indonésia assentou na crença num Deus único. Este princípio ambíguo sempre gerou polémica entre nacionalistas e islamistas mas, em Lombok, os balineses levam a liberdade de culto a peito

Lombok

Gili Islands, Indonésia

As Ilhas que Não Passam Disso Mesmo

São tão humildes que ficaram conhecidas pelo termo bahasa que significa apenas ilhas. Apesar de discretas, as Gili tornaram-se o refúgio predilecto dos viajantes que passam por Lombok ou Bali.

Mapa


Como ir


VISTOS E OUTROS PROCEDIMENTOS

Pode requerer o seu visto na embaixada da Indonésia mais próxima. Em alternativa, pode obter um visto à chegada a qualquer um dos destinos de entrada mais populares – Jacarta e Bali – por cerca de 20€. 

CUIDADOS DE SAÚDE

O risco de contrair malária existe em todo o país e durante todo o ano. É menor em cidades, e nas zonas mais turísticas de Java e Bali mas acentua-se noutras ilhas ao largo de Java e Sumatra, também em Lombok e na província de Papua Ocidental. É recomendável a medicação prévia para a malária. 

Para mais informações sobre saúde em viagem, consulte o Portal da Saúde do Ministério da Saúde e Clínica de Medicina Tropical e do Viajante. Em FitForTravel encontra conselhos de saúde e prevenção de doenças específicas de cada país (em língua inglesa).

VIAGEM PARA A INDONÉSIA

As companhias aéreas KLM e Emirates voam de Lisboa para Jacarta, com uma única escala, por a partir de 800€. A KLM opera um voo para Denpasar (Bali), com escala única em Amesterdão por em redor de 1.200€.

A não perder


  • Java: Parque Nacional Bromo Tengger Semeru; templo  Borobodur
  • Sulawesi: Tana Toraja; Parque Nacional Marinho Bunaken
  • Bornéu (Kalimantan): Tanjung Puting; Sungai Mahakam
  • Sumatra: lago Danau Toba; Bukit Lawang; Ilhas Mentawai
  • ​Ilhas Banda
  • Bali
  • Lombok & Gili Islands
  • Komodo
  • ​Flores (vulcão Kelimutu)
  • Vale de Baliem (Papua)

Explorar


VOOS INTERNOS

Se tem bastante tempo e conta viajar por diferentes zonas do vasto arquipélago indonésio, vai ter que recorrer às companhias aéreas que estabelecem ligações dentro do país. A companhia nacional e a mais popular é a Garuda. O panorama das companhias aéreas a operar na indonésia é bastante instável mas, à data deste texto, funcionavam ainda a Lion Air a Air Asia, a Tiger Air e a CitiLink, além de dezenas de outras mais pequenas com serviço de nível regional. Dependendo da distância percorrida, os voos internos podem custar de 40€ a 250€ (só ida).

AUTOCARRO

Os autocarros rodam por todo o lado e são o sustento de muitas famílias. Por regra, funcionam na base de “só parte quando estiver cheio ou sobrelotado” mas em compensação, têm preços irrisórios e são perfeitos para conviver com os indonésios. A grande maioria são velhos veículos-museu barulhentos, fumarentos e sem ar condicionado. Em Java, Sumatra e em Bali, algumas empresas asseguram viagens de médio e longo curso em autocarros mais modernos e confortáveis. 

ALUGUER DE VIATURA

As cidades indonésias podem revelar-se lugares exasperantes para conduzir carros ou motas. Se, mesmo assim estiver determinado a explorar as ilhas do arquipélago ao volante saiba que deve conduzir com extrema paciência e cuidado para compensar, os engarrafamentos, a má qualidade de muitas estradas, o permanente desrespeito dos condutores locais pelas regras e pelo próximo e, em certas zonas, o atravessamento eminente de pedestres, carroças,  animais e sabe-se lá que mais.

O aluguer de motorizadas e motas é bastante mais popular do que o de carros. É normal os indonésios com pequenos negócios de aluguer abordarem os estrangeiros para os convencerem a alugar as suas motas ou até carros, por regra, a preços muito baixos, tão pouco como 3€ por dia para uma simples motorizada. Um carro custa significativamente mais se alugado numa multinacional num aeroporto indonésio (20€ ou 30€ ao dia) mas, assumindo os riscos decorrentes, pode conseguir alugar carro por metade a um pequeno negócio. Se o fizer, examine com atenção tudo o que envolva seguros e cauções.

COMBOIO

A rede ferroviária está limitada às ilhas de Java e Sumatra. Em Java, os comboios são uma excelente alternativa a viagens de carro ou autocarro mais longas e garantidamente mais desconfortáveis. Em Sumatra, a rede ferroviária é mais limitada que em Java.

BARCO

Enquanto nação-arquipélago, a Indonésia é servida por uma enorme frota de ferries mas os registos de segurança estão longe de ser os melhores. A empresa PELNI (site desactualizado e pouco funcional para passageiros) tem os melhores barcos mas também os preços mais elevados. As viagens de ferry vão dos 9€ por dia em 4ª Classe (simples cama num dormitório abafado) aos 30€ por dia em primeira classe (em cabine com apenas duas camas, ar condicionado, TV, casa de banho privada).

Quando ir


O clima é tropical. A estação seca começa em fins de Abril e termina por volta de Novembro. É a época ideal para visitar a indonésia, quando chove menos. Certas regiões da Indonésia, como as ilhas de Kalimantan e o norte de Sumatra são significativamente mais chuvosas e registam pouca variação climática ao longo do ano.

Já em Bali e todo o arquipélago de Nusa Tenggara, a diferença da época das chuvas para a seca é marcada, com algumas ilhas a entrarem em longos períodos sem chuva. Durante a monção, de Dezembro a fins de Abril, o céu está frequentemente nublado e pode chover vários dias de seguida. 

Dinheiro e Custos


A moeda nacional é a Rupia indonésia (IDR). As caixas ATM só existem nas maiores cidades. Nem todas aceitam cartões internacionais e só os estabelecimentos (por norma os resorts) mais sofisticados do país estão preparados para pagamentos com cartões de crédito. A Indonésia é um dos países mais acessíveis da Ásia. 

ALOJAMENTO

As estadias têm preços de todos os tipos, quase sempre nivelados por baixo e ainda mais em época baixa. Desde 6€ ou 7€, por noite, por pessoa em quarto duplo nos hotéis mais básicos de lugares menos turísticos a muitas centenas de euros por noite nos resorts mais requintados de Bali.

ALIMENTAÇÃO

Uma garrafa de água custa cerca de 0,25€. Com excepção para os lugares mais populares de Bali, uma refeição tradicional completa em restaurantes e bares médios pode custar menos de 5€. Em contrapartida, se não quiser abdicar de algum requinte poderá gastar muito mais nos melhores restaurantes e resorts de Java, Bali e Lombok, por exemplo.

INTERNET

Não espere encontrar muitos hotspots gratuitos enquanto anda pelas ruas. Hotéis médios e resorts incluem o acesso à internet nos preços. Se não for o caso daquele que reservar, não deve ter dificuldade em encontrar um internet café com velocidades aceitáveis, salvo se se afastar demasiado para o leste do país (oriente de Nusa Tenggara, Papua Ocidental etc.)