Explorar


O Quénia não é o tipo de destino que os viajantes habitualmente optam por descobrir por sua conta. O país tem vastíssimas áreas naturais repletas de animais selvagens e um turismo de qualidade bastante dispendioso principalmente quando envolve entradas nos parques e reservas, safaris e estadias em lodges e resorts. A maioria dos visitantes sai dos seus países já com programas “tudo ou quase incluído” que agrupam voos, transferes, estadias e safaris nestes lodgesO custo de vida, fora dos lodges e resorts, dos parques e reservas, são bastante comportáveis.

VOOS INTERNOS

A companhia nacional Kenya Airways assegura ligações diárias do aeroporto internacional Jomo Kenyatta pelo menos para Mombaça, Melinde, Lamu e Kisumu. Em alternativa, a low-cost Fly540 voa regularmente para Mombaça, Melinde, Lamu, Kisumu e Masai Mara. Uma outra companhia aérea, a Air Kenya, voa do aeroporto Wilson de Nairobi para Mombaça, Melinde, Lamu, Amboseli, Masai Mara, Meru, Nanyuki e Samburu. 

ALUGUER DE VIATURA

Se preferir uma alternativa mais aventureira, alugue um carro em Nairobi – de preferência 4WD e um jipe ou SUV bem resistente -, especialmente durante a época das chuvas –  e parta à descoberta. Lembre-se, no entanto, que o trânsito de Nairobi está permanentemente engarrafado e fora de Nairobi as estradas oferecem poucas condições de segurança. Além disso, após chegar aos parques e reservas, será sempre melhor encontrar forma de fazer os safaris guiado e em segurança. O ideal, neste caso, é reservar tours operados por empresas sediadas em Nairobi.

Um carro alugado pode custar a partir de 140€ por semana para um veículo económico para 5 pessoas. Acrescente mais uns euros para seguro que, apesar de não ser obrigatório, é altamente recomendável. 

AUTOCARRO

O Quénia tem uma rede de autocarros de longa distância que percorrem as principais estradas do país e cobram cerca de 1,50€ por cada hora de percurso. Não espere nem conforto nem luxo, bem longe disso. O limite oficial de velocidade são 80 km/h mas as estradas têm pouca qualidade. Podem obrigar a ultrapassagens frequentes e ser esburacadas e/ou poeirentas. Por norma, os autocarros têm decorações de clubes nocturnos e costumam passar filmes ou música a alto som. Se optar por uma viagem de longo curso, tente encontrar as empresas com os veículos mais confortáveis.  

OUTROS

Viagens de matatus (velhos mini-buses de 12 a 35 lugares) e outras formas de transporte local são possíveis e a menos de 1€ por km em eixos e cidades principais mas as ligações e soluções complementares irão consumir-lhe grande parte do tempo e dinheiro disponíveis para descobrir o país. 

PT EN ES FR DE IT