Perth, Austrália

Cowboys da Oceania


Aos repelões

Vaqueiro tenta resistir até aos 8 segundo vigiado pelo palhaço presente para distrair o touro após a queda.

Assistência nacionalista

Cowboys do downunder junto a uma bandeira australiana.

Pátria inspiradora

Vaqueira dá a volta ao recinto de El Caballo em jeito de homenagem aos Estados Unidos.

Só a brincar

Australiana tenta resistir aos impulsos de um touro mecânico.

Montada na sombra

Cowboy exibe os seus dotes na arena de El Caballo.

SOS Cowboy

Equipa de emergência recolhe um vaqueiro projectado por um touro.

Bezerro irrequieto

Um touro juvenil treina a sua agressividade contra um boneco, para gaudio do Público.

Emergência

Vaqueiros acompanham uma ambulância a deixar a arena.

Descanso ozzy

Dain Harrison, sobrinho de Rod Caddies descontrai em Perth no Dia da Austrália.

Família de cowboys australianos

Rod Caddies e Dain Harrison, junto a uma roulotte que Rod comprou para sobrinhos mais novos.

Últimos Ajustes

Vaqueiro prepara-se para a largada do touro, com o público a acompanhar a acção.

O Texas até fica do outro lado do mundo mas não faltam vaqueiros no país dos coalas e dos cangurus. Rodeos do Outback recriam a versão original e 8 segundos não duram menos no Faroeste australiano.

O peso simbólico do Australia Day e o álcool consumido em honra da data despertam, na mente de Rod Caddies, conflitos há muito latentes. Com um iPod e colunas respectivas sobre o colo e uma cerveja à mão, o anfitrião do churrasco já não se esforça para disfarçar a depressão causada pela perda da custódia dos filhos e cede ao revivalismo. Passa, uns atrás dos outros, os grandes êxitos patriotas de John Williamsom que cantarola comovido. “Home Among the Gumtrees” e “Waltzing Matilda” puxam pela sua faceta True Blue e fazem-no suspirar pela velha Austrália. “Antes era tudo bem melhor. Havia um verdadeiro mate em cada um de nós. A amizade e a camaradagem ligavam-nos a esta terra e estavam acima de qualquer interesse pessoal”. E continua a desabafar, desiludido com o multiculturalismo, a seu ver, precipitado e exagerado que destruiu as raízes da nação.

Nascido e criado nas planícies do sul da vasta Western Australia, Rod acabou por se mudar para a sofisticada Perth, seduzido pelas luzes da grande cidade e pela prosperidade garantida pelo emprego “estatal” que lhe sorrira. No seu íntimo, os valores do campo continuavam a defender-se das agressões egocêntricas da capital da província, a mais distante de outras grandes urbes à face da Terra. E venciam, sem apelo, apesar dos sacrifícios exigidos.

O seu irmão e a sua cunhada eram "Wild Souls" como fazia questão de dizer, marginalizadas e consumidas pelas drogas. Tinham perdido os filhos para as instituições de apoio social. Solidário e sensibilizado, Rod foi acompanhando o processo de perto. Consciente da possibilidade de deixar o emprego recebendo ainda mais para tomar conta dos miúdos, não hesitou. Afinal, era a vida deles mas também a sua que podia salvar com a mudança. Na hora da decisão, o coração esmagou a razão e, em pouco tempo, viu-se a alojar em sua casa as duas crianças mas também um jovem casal de neozelandeses à procura de um rumo aussie e ainda Dain, um outro sobrinho que só recentemente começara a trabalhar.

A nova existência benemérita havia de lhe restituir o ânimo, mas como derradeiro e incontornável estímulo, impunha-se um regresso em força aos rodeos. Algo que o convívio com Dain e outros mates se encarregaria de assegurar.

Fiel à promessa, sempre que as competições se realizam suficientemente próximo, Rod e o sobrinho fazem questão de participar. Mas a proximidade australiana é relativa. Acabam por conduzir dias a fio até Albany ou a voar para Port Augusta, a mais de 2000 km de distância de Perth, na província vizinha de South Australia. E as despesas saem dos seus bolsos, apenas compensadas caso conquistem um dos prémios em disputa.

Nesse fim de semana do Australia Day, no entanto, o rodeo tem lugar em casa. Rod e Dain estão determinados a divertir-se e, quem sabe, a brilhar.

Situado nos arredores de Perth, El Caballo foi em tempos um resort rural promissor. Mas a falta de clientes e um desleixo generalizado transformaram o lugar num pardieiro que os poucos “enganados” criticam de forma devastadora na internet. Apesar da má fama, o lugar possui uma das arenas famosas da região e vai enchendo, à medida que a tarde de Verão aquece e o ambiente se americaniza.

As bancadas depressa se compõem com uma multidão devoradora de cerveja em que abundam os chapéus texanos, os jeans azuis escuros presos por cintos com grandes fivelas douradas e prateadas, as camisas coloridas aos quadrados e botas de vaqueiro.

À hora marcada, quando o recinto já está a pinha, tem início um cerimonial solene. Uma cavaleira loura de pose altiva avança até ao meio da arena empunhando as bandeiras da Austrália e dos Estados Unidos. Assim que se imobiliza, o locutor de serviço pede a atenção do público e o hino australiano é tocado e cantado com vigor inquestionável.  Terminado o protocolo, a música muda para country e sucedem-se as mais diversas exibições: as de laço e perícia com novilhos, as gincanas montadas a contra-relógio, as apresentações circenses, malabaristas e humorísticas, estas últimas a cargo do cowboy-palhaço de serviço. Após cada um dos momentos ligeiros, vão decorrendo as eliminatórias das provas rainhas, a montada dos touros e dos cavalos selvagens. A cada largada, a expectativa atinge rapidamente o clímax para logo dar lugar ao desapontamento ou, nos piores casos, ao drama e à entrada em cena das ambulâncias e dos paramédicos.

Ainda mais que, em terras yankees, resistir por oito segundos a um touro tresloucado de várias toneladas é, por aqui, pouco frequente – a modalidade está longe do profissionalismo absoluto norte-americano – e, além de prémios avultados, os montadores que o conseguem guardam para sempre um forte motivo de orgulho. 

Mas Dain fica para trás nas primeiras eliminatórias. E Rod resiste mas vê-se assombrado pelas agruras do seu passado. A ex-mulher passeia-se pelo recinto com os filhos de ambos e o seu novo companheiro. Como se não bastasse, mazelas antigas do corpo – que sempre fez questão de curar de forma naturalista – voltam a causar-lhe dor e atrapalham o seu desempenho. Desanimado, refugia-se, atrás das grades da arena, entre os compinchas vaqueiros que se preparam para voltar a montar e acompanha a acção compenetrado. Quando é de novo a sua vez, o panorama pouco muda. Calha-lhe um dos touros mais complicados do lote e é derrubado num ápice, salvando-se à última de ficar preso na corda que envolve o animal. Dain certifica-se de que está tudo bem e cumprimenta o tio, animando-o com piadas improvisadas sobre os falhanços de ambos. Gravado no seu blusão de cabedal – que combina com a camisa, as calças franjadas justas e o chapéu texano – uma expressão curta relembra Rod da forma destemida como sempre fizeram questão de viver: “No Cry Babies”. Pela noite fora, os dois cowboys bebem e dançam sem parar na pista transpirada de El Caballo. E quando a exaustão deles se apodera, fazem planos para os rodeos que se seguem, no velho “Oeste” australiano.

Perth a Albany, Austrália

Pelos Confins do Faroeste Australiano

Poucos povos veneram a evasão como os aussies. Com o Verão meridional em pleno e o fim-de-semana à porta, os habitantes de Perth refugiam-se da rotina urbana no recanto sudoeste da nação. Pela nossa parte, sem compromissos, exploramos a infindável Austrália Ocidental até ao seu limite sul.

Champotón, México

Rodeo debaixo de Sombreros

Com o fim do ano, 5 municípios mexicanos organizam uma feira em honra da Virgén de La Concepción. Aos poucos, o evento tornou-se o pretexto ideal para os cavaleiros locais exibirem as suas habilidades

Competições

Uma Espécie Sempre à Prova

Está-nos nos genes. Seja pelo prazer de participar, por títulos, honra ou dinheiro, os confrontos dão sentido à vida. Surgem sob a forma de modalidades sem conta, umas mais excêntricas que outras.

Melbourne, Austrália

Austrália "Asienada"

Capital cultural aussie, Melbourne também é frequentemente eleita a cidade com melhor qualidade de vida do Mundo. Quase um milhão de emigrantes orientais aproveitaram este acolhimento imaculado.

Monument Valley, E.U.A.

Índios ou cowboys?

Realizadores de Westerns emblemáticos como John Ford imortalizaram aquele que é o maior território indígena dos E.U.A. Hoje, na Navajo Nation, os navajos também vivem na pele dos velhos inimigos.

Victoria, Austrália

No Grande Sul Australiano

Uma das evasões preferidas dos habitantes de Melbourne, a estrada B100 desvenda um litoral sublime que o oceano moldou. E bastam alguns km para perceber porque foi baptizada The Great Ocean Road.

Hobart, Austrália

A Porta dos Fundos da Austrália

Hobart, a capital de estado mais a sul da grande ilha foi colonizada por milhares de degredados de Inglaterra. Sem surpresa, a sua população preserva uma forte admiração pelos modos de vida marginais.

Perth, Austrália

A Cidade Solitária

A mais 2000km de uma congénere digna desse nome, Perth é considerada a urbe mais remota à face da Terra. Apesar de isolados entre o Índico e o vasto Outback, são poucos os habitantes que se queixam.

Ilha do Marajó, Brasil

A Ilha dos Búfalos

Uma embarcação que transportava búfalos da Índia terá naufragado na foz do rio Amazonas. Hoje, a ilha de Marajó que os acolheu tem a maior manada bubalina e o Brasil já não passa sem estes bovídeos.

Perth, Austrália

Em Honra da Fundação, de Luto Pela Invasão

26/1 é uma data controversa na Austrália. Enquanto os colonos britânicos o celebram com churrascos e muita cerveja, os aborígenes celebram o facto de não terem sido completamente dizimados.

Sombra vs Luz
Arquitectura & Design

Quioto, Japão

O Templo que Renasceu das Cinzas

O Pavilhão Dourado foi várias vezes poupado à destruição ao longo da história, incluindo a das bombas largadas pelos EUA mas não resistiu à perturbação mental de Hayashi Yoken. Quando o admirámos, luzia como nunca.

Alturas Tibetanas
Aventura

Mal de Altitude: não é mau. É péssimo!

Em viagem, acontece vermo-nos confrontados com a falta de tempo para explorar um lugar tão imperdível como elevado. Ditam a medicina e a experiência que não se deve arriscar subir à pressa.
Tédio terreno
Cerimónias e Festividades
Bhaktapur, Nepal

As Máscaras Nepalesas da Vida

O povo indígena Newar do Vale de Katmandu atribui grande importância à religiosidade hindu e budista que os une uns aos outros e à Terra. De acordo, abençoa os seus ritos de passagem com danças newar de homens mascarados de divindades. Mesmo se há muito repetidas do nascimento à reencarnação, estas danças ancestrais não iludem a modernidade e começam a ver um fim.
Arranha-céus maltês
Cidades
Valletta, Malta

As Capitais Não se Medem aos Palmos

Por altura da sua fundação, a Ordem dos Cavaleiros Hospitalários apodou-a de "a mais humilde". Com o passar dos séculos, o título deixou de lhe servir. Em 2018, Valletta foi a Capital Europeia da Cultura mais exígua de sempre e uma das mais recheadas de história e deslumbrantes de que há memória.
Ilha menor
Comida
Tonga, Samoa Ocidental, Polinésia

Pacífico XXL

Durante séculos, os nativos das ilhas polinésias subsistiram da terra e do mar. Até que a intrusão das potências coloniais e a posterior introdução de peças de carne gordas, da fast-food e das bebidas açucaradas geraram uma praga de diabetes e de obesidade. Hoje, enquanto boa parte do PIB nacional de Tonga, de Samoa Ocidental e vizinhas é desperdiçado nesses “venenos ocidentais”, os pescadores mal conseguem vender o seu peixe.
Dança dos cabelos
Cultura
Huang Luo, China

Huang Luo: a Aldeia Chinesa dos Cabelos mais Longos

Numa região multiétnica coberta de arrozais socalcados, as mulheres de Huang Luo renderam-se a uma mesma obsessão capilar. Deixam crescer os cabelos mais longos do mundo, anos a fio, até um comprimento médio de 170 a 200 cm. Por estranho que pareça, para os manterem belos e lustrosos, usam apenas água e arrôz.
Recta Final
Desporto

Inari, Lapónia, Finlândia

A Corrida Mais Louca do Topo do Mundo

Há séculos que os lapões da Finlândia competem a reboque das suas renas. Na final Kings Cup, confrontam-se a grande velocidade, bem acima do Círculo Polar Ártico e muito abaixo de zero.

Um "pequeno" Himalaia
Em Viagem
Circuito Annapurna: 2º - Chame a Upper PisangNepal

(I)Eminentes Annapurnas

Despertamos em Chame, ainda abaixo dos 3000m. Lá  avistamos, pela primeira vez, os picos nevados e mais elevados dos Himalaias. De lá partimos para nova caminhada do Circuito Annapurna pelos sopés e encostas da grande cordilheira. Rumo a Upper Pisang.
Entusiasmo Vermelho
Étnico

Lijiang e Yangshuo, China

Uma China Impressionante

Um dos mais conceituados realizadores asiáticos, Zhang Yimou dedicou-se às grandes produções ao ar livre e foi o co-autor das cerimónias mediáticas dos J.O. de Pequim. Mas Yimou também é responsável por “Impressions”, uma série de encenações não menos polémicas com palco em lugares emblemáticos. 

Crepúsculo exuberante
Fotografia
Luz Natural (Parte 2)

Um Sol, tantas Luzes

A maior parte das fotografias em viagem são tiradas com luz solar. A luz solar e a meteorologia formam uma interacção caprichosa. Saiba como a prever, detectar e usar no seu melhor.
Ruinas Infames
História

Port Arthur, Austrália

Uma Ilha Condenada ao Crime

O complexo prisional de Port Arthur sempre atemorizou os desterrados britânicos. 90 anos após o seu fecho, um crime hediondo ali cometido forçou a Tasmânia a regressar aos seus tempos mais lúgubres.

Pacífico celestial
Ilhas
Moorea, Polinésia Francesa

A Irmã Polinésia que Qualquer Ilha Gostaria de Ter

A meros 17km de Taiti, Moorea não conta com uma única cidade e abriga um décimo dos habitantes. Há muito que os taitianos veem o sol pôr-se e transformar a ilha ao lado numa silhueta enevoada para, horas depois, lhe devolver as cores e formas exuberantes. Para quem visita estas paragens longínquas do Pacífico, conhecer também Moorea é um privilégio a dobrar.
Tempo de aurora
Inverno Branco

Lapónia Finlandesa

Em Busca da Raposa de Fogo

São exclusivas dos píncaros da Terra as auroras boreais ou austrais, fenómenos de luz gerados por explosões solares. Os nativos Sami da Lapónia acreditavam tratar-se de uma raposa ardente que espalhava brilhos no céu. Sejam o que forem, nem os quase 30º abaixo de zero que se faziam sentir no extremo norte da Finlândia nos demoveram de as admirar.

Silhueta e poema
Literatura

Goiás Velho, Brasil

Uma Escritora à Margem do Mundo

Nascida em Goiás, Ana Lins Bretas passou a maior parte da vida longe da família castradora e da cidade. Regressada às origens, continuou a retratar a mentalidade preconceituosa do interior brasileiro

Recompensa Kukenam
Natureza

Monte Roraima, Venezuela

Uma Ilha no Tempo

Perduram no cimo do Mte. Roraima cenários extraterrestres que resistiram a milhões de anos de erosão. Conan Doyle criou, em "O Mundo Perdido", uma ficção inspirada no lugar mas nunca o chegou a pisar.

Aposentos dourados
Outono

Sheki, Azerbaijão

Outono no Cáucaso

Perdida entre as montanhas nevadas que separam a Europa da Ásia, Sheki é uma das povoações mais emblemáticas do Azerbaijão. A sua história em grande parte sedosa inclui períodos de grande aspereza. Quando a visitámos, tons pastéis de Outono davam mais cor a uma peculiar vida pós-soviética e muçulmana.

Mokoros
Parques Naturais

Delta do Okavango, Botswana

Nem Todos os Rios Chegam ao Mar

Terceiro rio mais longo do sul de África, o Okavango nasce no planalto angolano do Bié e percorre 1600km para sudeste. Perde-se no deserto do Kalahari onde irriga um pantanal deslumbrante repleto de vida selvagem.

Filhos da Mãe-Arménia
Património Mundial Unesco
Erevan, Arménia

Uma Capital entre o Leste e o Ocidente

Herdeira da civilização soviética, alinhada com a grande Rússia, a Arménia deixa-se seduzir pelos modos mais democráticos e sofisticados da Europa Ocidental. Nos últimos tempos, os dois mundos têm colidido nas ruas da sua capital. Da disputa popular e política, Erevan ditará o novo rumo da nação.
De visita
Personagens

Rússia

O Escritor que Não Resistiu ao Próprio Enredo

Alexander Pushkin é louvado por muitos como o maior poeta russo e o fundador da literatura russa moderna. Mas Pushkin também ditou um epílogo quase tragicómico da sua prolífica vida.

Mme Moline popinée
Praia

Lifou, Ilhas Lealdade

A Maior das Lealdades

Lifou é a ilha do meio das três que formam o arquipélago semi-francófono ao largo da Nova Caledónia. Dentro de algum tempo, os nativos kanak decidirão se querem o seu paraíso independente da longínqua metrópole.

Folia Divina
Religião

Pirenópolis, Brasil

Cavalgada de Fé

Introduzida, em 1819, por um padre português, a Festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis agrega uma complexa rede de celebrações. Dura mais de 20 dias, passados, em grande parte, sobre a sela.

A Toy Train story
Sobre carris
Darjeeling Himalayan Railway, Índia

Ainda Circula a Sério o Comboio Himalaia de Brincar

Nem o forte declive de alguns tramos nem a modernidade o detêm. De Siliguri, no sopé tropical da grande cordilheira asiática, a Darjeeling, já com os seus picos cimeiros à vista, o mais famoso dos Toy Trains indianos assegura há 117 anos, dia após dia, um árduo percurso de sonho. De viagem pela zona, subimos a bordo e deixamo-nos encantar.
Um mahu integrado
Sociedade

Papeete, Polinésia Francesa

O Terceiro Sexo do Taiti

Herdeiros da cultura ancestral da Polinésia, os mahu preservam um papel incomum na sociedade. Perdidos algures entre os dois géneros, estes homens-mulher continuam a lutar pelo sentido das suas vidas.

Retorno na mesma moeda
Vida Quotidiana
Dawki, Índia

Dawki, Dawki, Bangladesh à Vista

Descemos das terras altas e montanhosas de Meghalaya para as planas a sul e abaixo. Ali, o caudal translúcido e verde do Dawki faz de fronteira entre a Índia e o Bangladesh. Sob um calor húmido que há muito não sentíamos, o rio também atrai centenas de indianos e bangladeshianos entregues a uma pitoresca evasão.
Abastecimento
Vida Selvagem

PN Serengeti, Tanzânia

A Grande Migração da Savana Sem Fim

Nestas pradarias que o povo Masai diz siringet (correrem para sempre), milhões de gnus e outros herbívoros perseguem as chuvas. Para os predadores, a sua chegada e a da monção são uma mesma salvação.

Os sounds
Voos Panorâmicos

The Sounds, Nova Zelândia

Os Fiordes dos Antipodas

Um capricho geológico fez da região de Fiordland a mais crua e imponente da Nova Zelândia. Ano após anos, muitos milhares de visitantes veneram o subdomíno retalhado entre Te Anau e o Mar da Tasmânia.