Israel


Mar Morto, Israel

À Tona d’água, nas profundezas da Terra

É o lugar mais baixo à superfície do planeta e palco de várias narrativas bíblicas. Mas o Mar Morto também é especial pela concentração de sal que inviabiliza a vida mas sustém quem nele se banha. 

São João de Acre, Israel

A Fortaleza que Resistiu a Tudo

Foi alvo frequente das Cruzadas e tomada e retomada vezes sem conta. Hoje, israelita, Acre é partilhada por árabes e judeus. Vive tempos bem mais pacíficos e estáveis que aqueles por que passou.

Tsfat, Israel

Quando a Cabala é Vítima de Si Mesma

Nos anos 50, Tsfat congregava a vida artística da jovem nação israelita e recuperava a sua mística secular. Mas convertidos famosos como Madonna vieram perturbar a mais elementar discrição cabalista.

Jerusalém, Israel

Mais Perto de Deus

Três mil anos de uma história tão mística quanto atribulada ganham vida em Jerusalém. Venerada por cristãos, judeus e muçulmanos, esta cidade irradia controvérsias mas atrai crentes de todo o Mundo.

Old Jaffa, Israel

Onde Assenta a Cidade que Nunca Pára

Telavive é famosa pela noite mais intensa do Médio Oriente. Mas, se os seus jovens se divertem até à exaustão nas discotecas à beira Mediterrâneo, é cada vez mais na vizinha Old Jaffa que dão o nó.

Jerusalém, Israel

Pelas Ruas Beliciosas da Via Dolorosa

Em Jerusalém, enquanto percorrem o caminho de Cristo para a cruz, os crentes mais sensíveis apercebem-se de como a paz do Senhor é difícil de alcançar nas ruelas mais disputadas à face da Terra.

Masada, Israel
O Último Baluarte Judaico
Em 73 d.C, após meses de cerco, uma legião romana constatou que os resistentes no topo de Masada se tinham suicidado. De novo judaica, esta fortaleza é agora o símbolo supremo da determinação sionista

Jerusalém, Israel

Em Festa no Muro das Lamentações

Nem só a preces e orações atende o lugar mais sagrado do judaísmo. As suas pedras milenares testemunham, há décadas, o juramento dos novos recrutas das IDF e ecoam os gritos eufóricos que se seguem.

Jaffa, Israel

Protestos Pouco Ortodoxos

Uma construção em Jaffa, Telavive, ameaçava profanar o que os judeus radicais pensavam ser vestígios dos seus antepassados. E nem a revelação de se tratarem de jazigos pagãos os demoveu da contestação

Repouso anfíbio

Mar Morto, Israel

À Tona d’água, nas profundezas da Terra

É o lugar mais baixo à superfície do planeta e palco de várias narrativas bíblicas. Mas o Mar Morto também é especial pela concentração de sal que inviabiliza a vida mas sustém quem nele se banha. 

Doces crocantes

São João de Acre, Israel

A Fortaleza que Resistiu a Tudo

Foi alvo frequente das Cruzadas e tomada e retomada vezes sem conta. Hoje, israelita, Acre é partilhada por árabes e judeus. Vive tempos bem mais pacíficos e estáveis que aqueles por que passou.

Estante Sagrada

Tsfat, Israel

Quando a Cabala é Vítima de Si Mesma

Nos anos 50, Tsfat congregava a vida artística da jovem nação israelita e recuperava a sua mística secular. Mas convertidos famosos como Madonna vieram perturbar a mais elementar discrição cabalista.

Cidade dourada

Jerusalém, Israel

Mais Perto de Deus

Três mil anos de uma história tão mística quanto atribulada ganham vida em Jerusalém. Venerada por cristãos, judeus e muçulmanos, esta cidade irradia controvérsias mas atrai crentes de todo o Mundo.

Coreografia pré-matrimonial

Old Jaffa, Israel

Onde Assenta a Cidade que Nunca Pára

Telavive é famosa pela noite mais intensa do Médio Oriente. Mas, se os seus jovens se divertem até à exaustão nas discotecas à beira Mediterrâneo, é cada vez mais na vizinha Old Jaffa que dão o nó.

Via Conflituosa

Jerusalém, Israel

Pelas Ruas Beliciosas da Via Dolorosa

Em Jerusalém, enquanto percorrem o caminho de Cristo para a cruz, os crentes mais sensíveis apercebem-se de como a paz do Senhor é difícil de alcançar nas ruelas mais disputadas à face da Terra.

Mapa


Como ir


VISTOS E OUTROS PROCEDIMENTOS

É necessário apenas passaporte com validade de 6 meses para entrar no país. À chegada, são-lhe concedidos 30 dias de estadia. São as próprias autoridades israelitas a alertar os visitantes do país que, salvo faça questão, não lhes será carimbado o passaporte em virtude de vários países muçulmanos recusarem a entrada a viajantes com carimbos de entrada em Israel nos seus passaportes.

CUIDADOS DE SAÚDE E SEGURANÇA

As autoridades israelitas não requerem comprovativo de nenhuma vacina em específico para permitir a entrada no país. Tenha em atenção a protecção contra o sol abrasivo e a hidratação se viajar para os domínios inóspitos do deserto de Negev.

Para mais informações sobre saúde em viagem, consulte o Portal da Saúde do Ministério da Saúde e Clínica de Medicina Tropical e do Viajante. Em FitForTravel encontra conselhos de saúde e prevenção de doenças específicas de cada país (em língua inglesa).

Avalie com atenção a situação político-militar entre Israel e os territórios palestinos antes de viajar para Israel. Verificam-se frequentemente períodos de instabilidade com ataques de parte a parte e atentados terroristas perpetrados por palestinianos no território Israelita. 

VIAGEM PARA ISRAEL

Voe para Madrid com a TAP, (tel.: 707 205 700). A EL Al voa directamente de Madrid para Tel Aviv por a partir de 430€. 

A não perder


  • Jerusalém
  • Telavive e Jaffa
  • Mar Morto e Masada
  • ​Belém
  • Caesarea
  • Haifa
  • Akko
  • Tsfat
  • Montes Golã
  • Mar da Galileia 
  • Nazaré
  • Mitzpe Ramon
  • Eilat

Explorar


VOOS INTERNOS

Israel Airlines e a EL Al operam voos com destinos em Tel Aviv, Eilat e Haifa por a partir de 20€ (só ida). 

COMBOIO

A rede ferroviária de Israel modernizou-se recentemente. Os comboios geridos pela Israel Railways viajam nas linhas Nahariya – Beer Sheva via Haifa – Tel Aviv e aeroporto Ben Gurion; Tel Aviv – Binyamina – Ashkelon – Kfar Sava – Rishon LeZion – Modiin e Bet Shemesh;  Bet Shemesh – Jerusalem; Beer Sheva – Dimona. Os bilhetes de comboio são mais caros que os dos autocarros.

ALUGUER DE CARRO

Apenas e só se a situação político-militar se mantiver estável (Israel tem fases de conflito intermitentes com os palestinianos com palco tanto na Faixa de Gaza como na Cisjordânia) a melhor forma de se movimentar em Israel com relativa independência é em carro alugado.

O país é pequeno, as estradas são boas assim como as indicações que surgem invariavelmente também em alfabeto romano. Um veículo de classe económica alugado no aeroporto de Tel Aviv custa a partir de 20€ por dia. 

AUTOCARRO

Se preferir não alugar carro pode perfeitamente optar pelo autocarro. É a forma de transporte mais popular em Israel. O sistema é rápido, pouco dispendioso e fiável entre as principais povoações. No entanto, não é propriamente fácil planear uma descoberta abrangente do país de autocarro. A empresa nacional é a Egged. Visite o site e faça a sua tentativa.

Em complemento pode recorrer aos mini-bus chamados em Israel, monit sherut. Seguem rotas semelhantes às dos autocarros mas são mais rápidos, podem deter-se em qualquer lugar para recolher passageiros e funcionam mais horas do dias e, caso raro em Israel, até no Shabat quando quase todo o sector judaico do país pára. Os transportes públicos transportam frequentemente soldados das IDF (Forças de Defesa de Israel) às vezes em grandes quantidades.

OUTROS

Outras possibilidades para este e outros trajectos são o táxi convencional (por volta dos 40€) ou sherut, um táxi-carrinha. 

Neste caso contacte a Nesher Service Táxis +972 2 6253233. A Nesher é também a única hipótese de transporte entre o aeroporto de Ben Gurion (Tel Aviv) e Jerusalém nos dias sabat  (sexta à tarde e Sábado), quando todas as outras alternativas deixam de funcionar.

Quando ir


Todas as alturas são boas para visitar Israel mas, se quiser evitar os extremos climáticos do país, opte pela Primavera e pelo Outono. Israel tem quatro estações semelhantes às de Portugal. O Verão é invariavelmente quente e ainda mais seco que o resto do ano com temperaturas que passam facilmente os 30ºC e chegam aos 45ºC no Mar Morto e Deserto do Negev. Mais informações em Israel Weather News  

Dinheiro e Custos


A moeda israelita é o Shekel (ILS). Existem caixas multibanco nas principais cidades e povoações e os pagamentos com cartão de crédito são possíveis nos estabelecimentos mais sofisticados. Israel é o país do Médio Oriente com custo de vida mais elevado, equiparável ao da Europa Ocidental e ao dos Estados Unidos. Prepare-se para gastar facilmente um mínimo de 80€ por dia, relativamente mais se tiver alugado carro ou fizer percursos mais longos em transportes públicos.

ALOJAMENTO

Como país que “exporta” os seus mochileiros poupados para todo o mundo, Israel tem as suas guest houses e hostels alternativos e a preços controlados. Espere pagar a partir de 30€ noite. Para visitantes habituados a mais conforto e requinte, também não faltam hóteis e resorts sofisticados e dispendiosos por todo o país, com diárias exorbitantes.

ALIMENTAÇÃO

Uma refeição completa num restaurante com alguma sofisticação pode facilmente custar 40€ a 50€. Se tiver que gastar significativamente menos opte pelos bares que servem snacks tradicionais pronto-a-comer como falafel em pão pita, ou shwarma em lafa. Acompanhadas de uma bebida, ficam por cerca de 9€.

INTERNET

É rápida e estável e quase sempre incluída nas diárias dos hostels e hotéis. Os bares e cafés com acesso gratuito no interior e esplanadas são comuns. De qualquer maneira, se tiver necessidade de recorrer a um internet café, espere pagar por volta de 3,50€ por hora de navegação. Todo o centro de Jerusalém é considerado área de Wi-fi gratuito. O governo israelita planeia alargar a oferta a mais zonas da cidade e a outras cidades.