Guatemala


Antigua, Guatemala

Guatemala à Moda Antigua

Em 1743, vários sismos arrasaram uma das cidades coloniais pioneiras mais encantadora das Américas. Antigua regenerou-se mas preserva a religiosidade e o dramatismo do seu passado épico-trágico.

Danças na Catedral

Antigua, Guatemala

Guatemala à Moda Antigua

Em 1743, vários sismos arrasaram uma das cidades coloniais pioneiras mais encantadora das Américas. Antigua regenerou-se mas preserva a religiosidade e o dramatismo do seu passado épico-trágico.

Mapa


Como ir


VISTOS E OUTROS PROCEDIMENTOS

Os titulares de passaporte português e brasileiro não necessitam de visto de entrada para estadias de turismo até 90 dias, desde que possuam passaporte válido para, pelo menos, três meses após a data prevista para a saída da Guatemala. Os cidadãos de outros países da CPLP devem requerer visto.

CUIDADOS DE SAÚDE

As autoridades da Guatemala não exigem qualquer vacina para conceder a entrada no país. Existe risco de contração de malária em várias das zonas mais baixas da Guatemala. 

Para mais informações sobre saúde em viagem, consulte o Portal da Saúde do Ministério da Saúde e Clínica de Medicina Tropical e do Viajante. Em FitForTravel encontra conselhos de saúde e prevenção de doenças específicas de cada país (em língua inglesa).

VIAGEM PARA A GUATEMALA

A Star Alliance voa de Lisboa para a Cidade de Guatemala com a TAP (tel.: 707 205 700), escala única em Miami e, segmento seguinte com a American Airlines, por a partir de 550€.

A não perder


  • Antigua
  • Lago Atitlán​
  • Quetzaltenango
  • Monterrico​
  • Tikal
  • Rio Dulce
  • Ceibal
  • Grutas de Lanquín & Semuc Champey
  • Quiriguá
  • Copán

Explorar


VOOS INTERNOS

O único voo interno a que poderá recorrer, na Guatemala, liga a capital homónima a Flores. É operado pela companhia Avianca e custa em redor de 100€ (ida) 160€ (ida e volta).

AUTOCARRO

A inexistência de mais voos implica que a maior parte do país tem que ser descoberto de autocarro. Quanto mais baratos – é normal custarem menos de 1€ por hora de trajecto – mais coloridos, desconfortáveis e barulhentos. Saiba que muitos condutores adoram conduzir com música popular da América Central em altos berros). Se quer viajar com mais suavidade e privacidade, procure antecipadamente por empresas com autocarros mais amplos e modernos. 

ALUGUER DE VIATURA

A alternativa é o carro alugado mas a Guatemala não é propriamente dos países mais indicados para explorar ao volante quer pela falta de segurança rodoviária (demasiadas estradas estão em péssimo estado), quer pela insegurança convencional de certas zonas do país, a começar pela Cidade de Guatemala.

 

 

 

Quando ir


Não há propriamente uma má altura para visitar a Guatemala. A época das chuvas vai de meio de Maio a meio de Outubro, Novembro ou até Dezembro nas terras altas do norte e nordeste do país onde faz um frio considerável para um país situado sobre os trópicos. Este período chuvoso é mais prejudicial a quem planeia visitar El Petén e a zona de selva em redor. Na época seca – Novembro a Abril – as terras mais baixas da Guatemala são batidas por um sol impiedoso enquanto que as altas têm temperaturas agradáveis. Na zona leste do país, pode chover com abundância em qualquer altura do ano.

 

Dinheiro e Custos


A moeda da Guatemala é o Quetzal (GTQ). O país tem uma boa concentração de caixas ATM nas principais cidades e os pagamentos com cartões são aceites nos estabelecimentos mais requintados. A Guatemala é um dos países menos dispendiosos da América Central. Se estiver com orçamento controlado e não se importar de sacrificar ligeiramente os requintes, consegue facilmente explorar o país por tão pouco como 50€ por dia. 

ALOJAMENTO

As estadias vão de 4€ a 6 € por quarto-duplo numa guest house simples a dezenas de euros por noite nos resorts mais requintados, principalmente, da sempre popular ciudad Antigua, mas não só. 

ALIMENTAÇÃO

Até mesmo nas povoações mais turísticas como Antigua, consegue sempre encontrar refeições variadas e muito acessíveis, um mínimo de 2€ a 3€ por refeição de dois pratos num dos comedores populares das vilas ou cidades.

INTERNET

Está disponível de graça em muitas das guest houses, hotéis e resorts das povoações mais turísticas. Em caso contrário, raramente estará demasiado longe de um internet café onde poderá navegar por cerca de 0,50€ à hora.